SSP, 2022, Catalunha - Aegerter bate recorde no TL2

Estreia no topo em Barcelona

O Campeão reinante, a correr pela primeira vez nas SSP em Barcelona, foi o mais rápido ao terminar o dia depois de bater o recorde de volta no TL2, deixando atrás Baldassarri e Bulega

andardemoto.pt @ 23-9-2022 18:13:12 - Paulo Araújo

A falta de experiência no Circuito de Barcelona-Catalunya no Campeonato Mundial de Supersport não impediu Dominique Aegerter (Yamaha Ten Kate) de estabelecer um novo recorde de todos os tempos no Campeonato durante a sessão de Treinos Livres 2 de sexta-feira a caminho do lugar cimeiro da Ronda da Catalunha.

Depois de terminar o Treino Livre 1 à frente por três décimos, Aegerter bateu o recorde da volta para terminar mais de um segundo à frente dos seus rivais no TL2 e na classificação combinada.

Aegerter afixou um 1:44.507s para liderar as folhas de tempos e estabeleceu um novo recorde absoluto no circuito espanhol, mesmo abaixo do recorde anteriormente estabelecido por Manuel Gonzalez por quase um décimo de segundo.

O rival mais próximo de Aegerter foi também o seu rival mais próximo na luta pelo título, com Lorenzo Baldassarri (7, Evan Bros. Yamaha) a reclamar o segundo lugar, mas cerca de um segundo abaixo do seu rival ao título; Baldassarri não melhorou o seu tempo no TL2 mas fez 1:45.512s, no TL1.


O terceiro foi Nicolo Bulega (11 acima, Aruba.it Racing), e o estreante italiano ficou com o terceiro lugar após uma volta tardia no TL2, o que o levou ao segundo lugar na classificação geral da sessão, mas terceiro na geral.

Niki Tuuli (MV Agusta Reparto Corse, abaixo), ainda em recuperação de lesão e cirurgia continua a ganhar ritmo e mostrou muita velocidade na sexta-feira em Barcelona ao ocupar o quarto lugar na classificação combinada.

Com o finlandês em terceiro no 1º e 3º no 2º TL, acabou à frente da sensação turca Can Oncu (Kawasaki Puccetti Racing) em quinto, e Oncu espera ficar no pódio durante a Ronda da Catalunha pela primeira vez desde a Corrida 2 em Assen.

Jules Cluzel (GMT94 Yamaha) ficou em sexto lugar na classificação combinada, e parece transportar a sua forma forte de Magny-Cours para Barcelona.



Todos os cinco fabricantes concorrentes na campanha 2022de  SSP estiveram representados dentro dos dez primeiros após a ação de sexta-feira, com Stefano Manzi (Dynavolt Triumph) a ocupar o sétimo lugar fazer um 1:45.936s no TL2 à frente de Federico Caricasulo (Althea Racing) no oitavo lugar, com Caricasulo a liderar o companheiro italiano Yari Montella (Kawasaki Puccetti Racing) no nono lugar.

A sessão de TL2 de Montella foi interrompida por uma queda na Curva 5 com pouco mais de 30 minutos restantes na sessão, embora ele tenha voltado a entrar no circuito para levar a sua moto de volta às boxes.

Raffaele De Rosa (Orelac Racing VerdNatura) completou os dez primeiros, ao terminar uma fila de quatro pilotos italianos na classificação, embora não tenha melhorado o seu tempo por volta como a maioria no TL2.



O turco Bahattin Sofuoglu (MV Agusta Reparto Corse) teve uma sexta-feira forte ao terminar em 11º lugar como piloto líder do SSP Challenge, e foi muitas vezes o mais rápido da sessão ao longo dos 45 minutos de pista no TL2.

Esteve à frente de Glenn van Straalen (EAB Racing Team) com o holandês a reclamar o 12º lugar, terminando à frente de Isaac Vinales (D34G Racing), que continua a substituir Filippo Fuligni, em 13º lugar.

Adrian Huertas (MTM Kawasaki) foi 14º apesar de uma queda na Curva 10, mas, tal como Montella, conseguiu levar a sua moto de volta à garagem.

Oli Bayliss (BARNI Spark Racing) completou o top 15 embora tenha feito uma viagem através da gravilha no final da sessão.





andardemoto.pt @ 23-9-2022 18:13:12 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto