SBK 2024, Reino Unido - Antevisão Donington Park

Uma ronda crucial

O histórico circuito Britânico, onde tudo começou em 1988, proporciona sempre fortes emoções no Campeonato do Mundo de Superbike MOTUL e esta época não será diferente, com muito em jogo no Reino Unido na luta pelo título de 2024.

andardemoto.pt @ 10-7-2024 10:04:00 - Paulo Araújo

Toprak Razgatlıoğlu (54, ROKiT BMW Motorrad) chega a Donington em forma, com quatro vitórias consecutivas e seis nas primeiras 12 corridas de 2024. O circuito é um dos seus preferidos, com 14 corridas, seis vitórias, cinco 2ºs e apenas três corridas fora dos dois primeiros. Resta saber qual será o impacto de uma ligeira lesão na perna no desempenho de "El Turco".

É também uma pista BMW nos últimos anos, com um pódio para o companheiro de equipa Michael van der Mark em 2021, dois pódios para Tom Sykes no mesmo ano e Scott Redding (Bonovo Action BMW) a terminar em terceiro em 2022 quando corria para a BMW Rokit.

Por outro lado, Garrett Gerloff (Bonovo Action BMW) conquistou um segundo lugar na Corrida 2 na Yamaha em 2021, pelo que esta poderia ser a ronda em que a Bonovo BMW recupera.

Alvaro Bautista (Ducati Aruba) teve um início difícil em 2024, com apenas duas vitórias em 12 corridas; no ano passado, ele venceu 11 das primeiras 12 corridas. No entanto, o n.º 1 tem feito progressos ao longo de cada fim-de-semana e o facto de ter vencido duas corridas em Donington na época passada vai dar-lhe confiança.


Para o companheiro de equipa Nicolo Bulega, é a sua estreia em Donington nas Superbike, mas ele fez a dobradinha no Reino Unido no ano passado em SSP e tem três pódios em quatro corridas. Talvez este seja o circuito onde o fabricante italiano pode realmente iniciar a sua época, embora a história sugira que pode ser difícil.

2024 tem sido um desastre para Jonathan Rea (Yamaha Pata Prometeon) até agora, mas pole em Assen, bons testes e o avanço nas corridas mostram sinais do que pode acontecer e que melhor lugar para isso do que Donington Park? Cinco vitórias e 18 pódios em casa, numa pista onde a Yamaha se deu bem no passado, significa que o #65 espera um resultado forte.

Alex Lowes (Kawasaki Racing) tem feito da consistência o seu forte e isso pode ser crucial em Donington, onde só ficou fora dos seis primeiros duas vezes desde 2014. O irmão gémeo Sam Lowes (ELF Marc VDS) espera poder impressionar na sua pista local também com a sua primeira aparição nas SBK no Reino Unido, apesar de já ter conquistado uma vitória em SSP em 2012 em Donington. Por outro lado, Bradley Ray (Yamaha Motoxracing) e Tarran Mackenzie (Honda Mie Petronas) esperam resultados fortes em casa, já que ambos venceram no Britânico.


Há quase exatamente um ano, Danilo Petrucci (Ducati Barni Spark) conquistou o seu primeiro pódio nas SBK. Na última vez, chegou em 6º no domingo em Misano. Um pódio pode ser ambicioso, uma vez que ainda está a recuperar, mas é algo que 'Petrux' vai tentar.

Donington tem-se revelado muitas vezes complicado para Andrea Locatelli (Yamaha Pata Prometeon) com o italiano ainda sem um pódio; o seu melhor resultado é um 4º, mas será que isso vai mudar este ano?

Misano parece ter sido um passo em frente para Iker Lecuona (Team HRC), com três resultados nos dez primeiros, o melhor resultado da Honda até ao momento, para continuar no Reino Unido, juntamente com o colega de equipa Xavi Vierge. Para Axel Bassani (Kawasaki Racing Team), é o primeiro fim-de-semana em Donington com a ZX-10RR, mas ele espera estar perto do colega de equipa Alex Lowes. Andrea Iannone (Team GoEleven) tem experiência em Donington desde o Mundial de 125cc, com o seu único final por pontos em 2007, em 15º, embora tenha caído da liderança da mesma corrida um ano mais tarde, dando a vitória a Scott Redding, de 15 anos. Tito Rabat (Kawasaki Puccetti) mostrou bom ritmo nos testes; será o mesmo neste fim-de-semana?

Remy Gardner (GYTR GRT Yamaha) chega a Donington depois de substituir Alex Rins no Grande Prémio da Alemanha, com uma prestação respeitável na Yamaha M1. Tanto Gardner como o seu companheiro de equipa Dominique Aegerter tiveram dificuldades aqui no ano passado, mas vão tentar quebrar a barreira do Top 10 este ano.

Michael Ruben Rinaldi (Team Motocorsa) teve uma série de resultados entre os dez primeiros em Donington entre 2021 e 2022, mas um início de ano duro significa que isso pode ser difícil de replicar.

Adam Norrodin (Honda Mie Petronas) e Philipp Oettl (Yamaha GMT94) vão tentar impressionar depois de começos complicados nas suas campanhas.


andardemoto.pt @ 10-7-2024 10:04:00 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto