EICMA 2018: Honda renova gama de média cilindrada para 2019

A Honda já revelou a sua gama completa de novos modelos para 2019, que poderão ser vistos em primeira mão no salão EICMA de Milão. No total, juntam-se à família cinco novos membros, com a introdução de dois novos nomes e três modelos extensivamente atualizados.

andardemoto.pt @ 6-11-2018 17:42:37

Honda CB650R 2019

A CB650R 2019 é a nova proposta da Honda para o segmento naked de média cilindrada.

Com o novo tema de design exclusivo "Neo Sports Café", introduzudo em 2018 nas CB1000R, CB300R e CB125R, mistura uma inspiração "café racer" com um "look" minimalista, a Honda procura atrair um tipo de cliente jovem que procura demonstrar o seu estilo e ao mesmo tempo desfrutar das permormances oferecidas pela moto.

Em comparação com a CB650F de estilo streefighter, agora substituída por este novo modelo na gama da Honda, observa-se uma redução de 6 kg na ciclística, graças às revisões no quadro,  depósito e poisa-pés. A forquilha Showa USD SFF de 41 mm, as pinças de travão radiais de quatro êmbolos, os discos de travão flutuantes e as jantes são novidades que não estavam presentes na CB650F.

O guiador de espessura variável facilita todas as manobras de direção e a posição de condução é das mais desportivas do segmento naked. A CB650R também partilha o farol redondo e distinto de LEDs da CB10000R e o painel de instrumentos LCD é moderno, incluindo um indicador que alerta o condutor para engrenar uma mudança mais alta e outro que mostra qual a mudança engrenada.

Em relação ao motor, um clássico DOHC de 16 válvulas e 649 cm³, recebeu revisões ao nível da admissão e escape que, em conjunto com a nova distribuição e a relação de compressão atualizada, permitem obter um ganho de 5% na potência de pico e uma entrega mais suave de binário ao longo de toda a faixa de média rotação. O motor atinge as 12.000 rpm, mais 1.000 em comparação com a CB650F.

A embraiagem é do tipo assistida e com função deslizante, facilitando a engrenagem de mudanças mais altas e permitindo reduções rápidas e sucessivas; o sistema HSTC de controlo de binário variável da Honda mantém a tração da roda traseira.

Este modelo vai estar disponível com um kit de conversão para 35 kW, tornando-o apto para condutores com carta A2.

A CB650R vai estar disponível nos seguintos esquemas cromáticos: Preto Graphite, Vermelho Candy Chromosphere, Prata Metalizado Mate Crypton e Azul Metalizado Mate Jeans.


Honda CBR650R 2019

A nova CBR650R substitui em 2019 a CBR650F na gama da Honda, com um estilo novo e mais agressivo e uma posição de condução ainda mais desportiva, oferecendo um carácter de performances melhoradas para a estrada.

Inspirada diretamente na CBR1000RR de 2018, mas com uma atitude muito própria, a "F" tornou-se assim numa "R" – uma indicação da potente capacidade desportiva concebida para ser explorada, usada e apreciada na estrada.

As linhas distintas do novo modelo de média cilindrada conferem-lhe um "look" agressivo muito próprio, especialmente na parte superior da carenagem frontal.

A posição de condução foi ajustada de forma a mover o peso do condutor mais para a frente e mais para baixo. Todas as luzes são agora de LEDs e o novo painel de instrumentos LCD inclui um indicador de mudança engrenada e outro que alerta o condutor para engrenar uma mudança mais alta.

A ciclística é 6kg mais leve do que na CBR650F graças às revisões introduzidas no quadro, no depósito e nos poisa-pés. A forquilha Showa USD SFF de 41 mm, as pinças de travão radiais de quatro êmbolos e os discos de travão flutuantes são todos novos. As jantes também foram redesenhadas.

O motor DOHC de 16 válvulas e 649 cm³ foi otimizado para eliminar o ligeiro poço que se sentia às 5.500 rpm e oferecer mais 5% de potência acima das 10.000 rpm, com redline 1.000 rpm mais alto. O pico de potência é de 70kW e chega às 12.000 rpm, com o pico de binário de 64N·m a aparecer às 8.500 rpm.

Isto resulta num motor que, em estrada, oferece rotação mais elevada e durante mais tempo, com uma entrega de binário suave e linear, que aumenta à medida que a rotação sobe e tem uma sonoridade fabulosa em toda a faixa de rotação.

As renovações ao nível da admissão, escape e distribuição, em conjunto com o aumento da relação de compressão, são os responsáveis pelo aumento de 5% na potência de pico deste motor e também pela entrega suave e forte de binário em toda a faixa de média rotação. Agora, esta unidade atinge as 12.000 rpm, mais 1.000 que anteriormente.

Para 2019, a embraiagem é do tipo assistida e com função de deslizamento, facilitando a engrenagem de mudanças mais altas e permitindo reduções rápidas e sucessivas; o novo sistema HSTC de controlo de binário variável da Honda mantém a tração da roda traseira.

Este modelo também vai estar disponível com um kit de conversão para 35 kW, tornando-o apto para condutores com carta A2.

Honda CBR500R 2019

O modelo desportivo de média cilindrada da Honda recebe em 2019 uma renovação em termos de aerodinâmica, com uma posição mais desportiva. O motor oferece agora mais potência e binário nas gamas de baixa e de média rotação e está agora equipado com uma embraiagem assistida deslizante. O novo painel de instrumentos LCD e piscas de direção de LEDs completam a gama de atualizações.

Lançada em 2013 juntamente com a naked CB500F e a CB500X de aventura, a CBR500R afirmou-se como modelo de baixo peso e média cilindrada, oferecendo toda a condução entusiasmante de uma moto desportiva, mas com custos de manutenção muito comedidos. Em 2016, a CBR500R assumiu um estilo mais acutilante com as renovações então introduzidas que, entre outras, incluíram luzes de LEDs e atualizações na suspensão dianteira. Agora, para 2019, este modelo recebe melhorias ainda mais agressivas, com novas formas e uma posição de condução ainda mais desportiva. O seu motor está mais forte em baixas rotações e roda livremente até atingir o redline, sempre com uma sonoridade excitante.

O novo "look" da CBR500R é composto por ângulos e formas contrastantes – variando entre o muito esguio e o bastante musculado – desde a carenagem frontal até ao banco. É um design ergonómico que o condutor pode usar de forma agressiva, mas com melhorias ao nível da gestão dos fluxos aerodinâmicos. Os avanços do guiador estão agora montados por baixo do novo triângulo superior e a posição de condução está ainda mais desportiva. Todo o banco e as carenagens superiores e laterais estão agora mais esguios, melhorando a ergonomia e a capacidade de movimentação da moto. Os dois faróis de LEDs têm um formato acutilante e muito agressivo, com os piscas de LEDs a concluírem assim o sistema de iluminação que agora é todo de LEDs.

Apesar de o seu motor manter os 35 kW necessários para este modelo continuar a poder ser conduzido por detentores de carta A2, oferece agora mais 4% de potência e de binário entre as 3.000 e as 7.000 rpm, graças às revisões introduzidas na admissão, no escape e na distribuição. O motor está agora equipado com embraiagem assistida deslizante. Agora, podemos encontrar um sistema de injeção PGM-FI com admissão praticamente a direito, atravessando a caixa do filtro do ar e a rampa de aceleração. A bateria foi reposicionada para uma posição mais afastada (44,1 vs 13,4 mm) da parte traseira da conduta de admissão da caixa do filtro do ar, permitindo a entrada de melhores fluxos aerodinâmicos; o escape de duas saídas confere uma sonoridade mais marcante e desportiva ao motor. O pico de potência é de 35 kW e chega às 8.500 rpm, com o pico de binário de 43 N·m a aparecer às 7.000 rpm.

O novo painel de instrumentos LCD inclui um indicador de mudança engrenada e outro que mostra ao condutor quando deve engrenar uma mudança mais alta; os piscas de direção são de LEDs, tal como o resto da iluminação. A ciclística não foi alterada, mas o novo monoamortecedor da suspensão traseira oferece performances consistentes e melhor controlo

A CBR500R vai estar disponível nos seguintes esquemas cromáticos: Cinzento Metalizado Mate Axis, Vermelho Grand Prix e Branco Pérola Metalloid


Honda CB500F 2019

Lançada originalmente em 2013, a CB500F  já demonstrou ser uma das fórmulas de sucesso testadas e comprovadas pela Honda.  Em 2019, o modelo mini-streetfigher recebe uma remodelação completa e um novo guiador de espessura variável, um motor mais potente, um novo painel de instrumentos LCD e pistas de direção de LEDs.

Com dimensões compactas, modo de condução fácil e custos de manutenção muito em conta, este modelo constitui uma excelente proposta para as deslocações "casa-trabalho-casa" do dia-a-dia. Em 2016, a CB500F recebeu uma nova "roupagem" mais agressiva de componentes "streetfigher", que deixavam ver o seu motor vivo e um depósito de combustível de maior capacidade, para além de luzes LED, forquilha dianteira com afinação da pré-carga e manete de travão com regulação.

A versão de 2019 da CB500F continua a apresentar linhas fortes e marcadas, que revelam todos os aspetos técnicos e mecânicos deste modelo, juntamente com uma série de atualizações que destacam ainda mais a experiência de condução.

Para 2019, a CB500F foi totalmente revista e evoluída e agora tem proporções mais agressivas que criam uma postura mais forte, afilada e musculada. O guiador de espessura variável aumenta a sensibilidade da condução. O novo painel de instrumentos LCD inclui um indicador de mudança engrenada e outro que mostra ao condutor quando deve engrenar uma mudança mais alta; os piscas de direção são de LEDs, tal como o resto da iluminação.

O motor da CB500F mantém os 35 kW necessários para continuar a poder ser conduzido por detentores de carta A2 mas oferece agora mais 4% de potência e de binário entre as 3.000 e as 7.000 rpm, graças às revisões introduzidas na admissão, no escape e na distribuição. O novo escape de dupla saída tem uma sonoridade melhorada e o motor está agora equipado com embraiagem assistida deslizante.

 A ciclística não foi alterada, mas a suspensão traseira é agora um sistema de monoamortecedor, que oferece performances consistentes e melhor controlo

A CB500F vai estar disponível nos seguintes esquemas cromáticos: Vermelho Grand Prix, Preto Metalizado Mate Gunpowder, Branco Pérola Metalloid e Laranja Candy Energy

Honda CB500X 2019

Para 2019, a CB500X sofre uma evolução muito completa. O estilo adventure mais sofisticado, em conjunto com um motor de melhores performances e uma série de melhoramentos de chassis, asseguram que, apesar de a CB500X permanecer um modelo confiante nas suas capacidades abrangentes, o fator X está agora ainda mais em evidência.

Originalmente lançada em 2013 juntamente com a naked CB500F e a CBR500R de carenagem integral, a CB500X é um modelo crossover de aventura e média cilindrada, de peso reduzido que oferece uma utilização que se adapta a uma enorme diversidade de condutores.

Em 2016, na primeira atualização deste modelo, a CB500X recebeu um depósito de maior capacidade, mais proteção aerodinâmica e um para-brisas mais alto. Recebeu igualmente luzes de LEDs, forquilha dianteira com afinação da pré-carga da mola e afinação na manete de travão.

Para 2019, o seu estilo está muito mais apurado – com um aspeto bastante aventureiro e inspirado na Africa Twin e suspensões de maior curso, monoamortecedor de especificação melhorada, melhor ergonomia de condução e jante dianteira de 19 polegadas.

O motor da CB500X, uma moto que pode ser conduzida por detentores de carta A2, é uma unidade de dois cilindros paralelos, 8 válvulas e refrigeração por líquido, oferece um equilíbrio bem proporcionado entre dimensões compactas e potência disponível e agradável de usar, com um caráter energético de alta rotação e potência de pico muito forte. Oferece agora mais 4% de potência e de binário entre as 3.000 e as 7.000 rpm, graças às revisões introduzidas na admissão, no escape e na distribuição. O pico de potência é de 35 kW e chega às 8.500 rpm, com o pico de binário de 43 N·m a aparecer às 7.000 rpm.

O novo painel de instrumentos LCD inclui um indicador de mudança engrenada e outro que mostra ao condutor quando deve engrenar uma mudança mais alta; os piscas de direção são de LEDs, tal como o resto da iluminação.

A roda dianteira de 17 polegadas foi substituída por uma jante de 19 polegadas que – juntamente com a suspensão de maior curso – assegura uma condução confiante e de extrema estabilidade nas superfícies mais irregulares. As jantes em alumínio de baixo peso montam pneus tipo trail 110/80-R19 à frente e 160/60-R17 (jante 17) atrás. O travão dianteiro tem um único disco ondulado de 320 mm e pinças de dois êmbolos, complementado por um travão traseiro com um disco também ondulado, desta feita, de 240 mm e pinça de um só êmbolo. A moto vem equipada de série com ABS.

A CB500X vai estar disponível nos seguintes esquemas cromáticos: Vermelho Grand Prix, Preto Metalizado Mate Gunpowder e Branco Pérola Metalloid

andardemoto.pt @ 6-11-2018 17:42:37