5º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road começa com aula de reflorestação em Vila Pouca de Aguiar

Vila Pouca de Aguiar acolheu os mais de 350 motociclistas que este ano participam no 5º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road. Uma aventura por estradas de todo-o-terreno e que terminará dia 5 de outubro na Praia de Faro. Neste primeiro dia o destaque foi para a sensibilização da população para a importância da reflorestação de Portugal.

andardemoto.pt @ 3-10-2019 10:49:43

Começou a 2 de outubro mais uma edição do cada vez mais concorrido Portugal de Lés-a-Lés Off-Road, esta aventura organizada pela Federação de Motociclismo de Portugal e que leva os participantes a conhecer Portugal através de caminhos todo-o-terreno.

Nesta que é a 5ª edição do Lés-a-Lés Off-Road, são mais de 350 motociclistas que aceitaram participar nesta aventura TT, com início em Vila Pouca de Aguiar, passagens na Pampilhosa da Serra e Coruche, antes da chegada ao palanque final na Praia de Faro.

Na primeira etapa em Vila Pouca de Aguiar, os participantes portugueses, espanhóis (que este ano atingem cerca de 10% das inscrições), franceses, britânicos, italianos, alemães, austríacos, suíços, belgas, russos e ucranianos tiveram oportunidade de realizar as habituais verificações técnicas e documentais.


Para além disso, e demonstrando a vertente ambiental do Portugal de Lés-a-Lés Off-Road, os quase 300 alunos do Primeiro Ciclo do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, ajudaram à plantação de um freixo (Fraxinus angustifolia) em pleno recreio, uma iniciativa da Campanha de Sensibilização Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés, mais uma demonstração da consciência ecológica e ambiental da comunidade motociclística.

E, no meio da normal agitação dos mais pequenos, a promessa de regressar no final de novembro, próximo dia 23, Dia Nacional da Árvore Autóctone, aproveitando as condições climatéricas mais adequadas para entregar árvores a todos os alunos, professores e funcionários da escola para cada um plantar nos seus quintais e jardins.


Com ajuda do presidente da edilidade aguiarense, Alberto Machado, e da vice-presidente Ana Dias, foi dada aos miúdos uma interessante aula sobre a adaptação das árvores autóctones, falando do contributo para a redução do efeito de estufa, a maior resistência aos incêndios florestais complementada com a entrega de uma banda desenhada produzida especificamente para esta ocasião e contendo alguma informação mais ‘científica’ sobre as nossas espécies autóctones.

Uma aula que terá dupla repetição na quinta-feira, começando na Escola Básica D. Eurico Dias Nogueira, em Dornelas do Zêzere, às 11 horas, e continuando durante a tarde (15 h.) na Escola Básica Escalada (Escola Sede), ambas na Pampilhosa da Serra, onde serão plantados dois sobreiros (Quercus suber).

O primeiro dia vai levar a longa e heterogénea caravana até à Pampilhosa da Serra, ao longo de 350 quilómetros que terão na passagem pela desativada Linha do Corgo da CP, após Vila Real, na travessia do Douro Vinhateiro e na vista das imponentes paisagens da Serra da Estrela alguns dos (muitos) pontos altos do dia.

andardemoto.pt @ 3-10-2019 10:49:43