EICMA 2019 – Aprilia RSV4 1100 Factory

A superdesportiva de Noale passa a contar com suspensões eletrónicas e novo esquema gráfico. Fique a conhecer em detalhe a nova Aprilia RSV4 1100 Factory.

andardemoto.pt @ 11-11-2019 11:00:00

É uma das motos mais excitantes do seu segmento, e para 2020 a Aprilia decidiu adicionar algo mais à sua exótica RSV4 1100 Factory. A grande novidade, e quase podemos dizer que única novidade, é a passagem das mais convencionais suspensões mecânicas para suspensões eletrónicas.

Em Noale sabem que a mais recente variante de topo da RSV4, a 1100 Factory, e que foi apresentada no início deste ano à imprensa nacional e que o Andar de Moto teve a oportunidade de testar – clique aqui para ler o nosso teste -, é uma moto extremamente eficaz, particularmente em pista.

O seu motor V4 a 60 graus é uma verdadeira “central nuclear”. Dos seus dois cilindros que contam com pistões de 81 mm de diâmetro a Aprilia conseguiu extrair uns muitos interessantes 217 cv às 13200 rpm, enquanto os 122 Nm de binário chegam logo às 11000 rpm.

Com uma ciclística de verdadeira moto de competição, onde se destaca o quadro em alumínio, o braço oscilante assimétrico, e sistema de travagem Brembo com discos de 330 mm e pinças monobloco Stylema personalizadas com uma pintura exclusiva para a RSV4 1100 Factory, a grande novidade é a chegada de um conjunto de suspensões eletrónicas Öhlins.

Em Noale os engenheiros da Aprilia sempre disseram que nunca iriam optar por este tipo de componentes enquanto o cronómetro não mostrasse que eram uma melhoria.

Depois de dois anos a desenvolver o sistema Smart EC2.0, os engenheiros da Aprilia e da Öhlins finalmente conseguiram atingir esse marco, com a marca italiana a afirmar que a versão 2020 da RSV4 1100 Factory é meio segundo mais rápida por volta em pista do que a versão 2019, ainda equipada com suspensões mecânicas convencionais e também da Öhlins.


O interior destas suspensões eletrónicas vs mecânicas é também bastante diferente, particularmente ao nível dos hidráulicos.

As novas suspensões eletrónicas da Aprilia RSV4 1100 Factory oferecem três modos de funcionamento semi-automático (A1, A2, e A3), enquanto nos três modos de funcionamento manual (M1, M2, e M3), as suspensões adotam um funcionamento mais parecido com uma suspensão mecânica convencional, sem contar com a assistência sem-ativa.

De referir que o sistema Öhlins Smart EC2.0 permite que o condutor personalize cada um dos modos de suspensão ao seu gosto, e conforme a utilização que estiver a dar à RSV4 1100 Factory.

Para facilitar a vida aos motociclistas menos familiarizados com afinação de suspensões, a Aprilia RSV4 1100 Factory permite selecionar e ajustar as suspensões de acordo com os parâmetros OBTi (Objective Based Tuning Interface). Através dos gráficos disponíveis no painel de instrumentos TFT a cores, é possível afinar as suspensões de acordo com o que queremos sentir: mais apoio em travagem, mais estabilidade em aceleração, etc.

Este é um sistema muito mais intuitivo, e um passo em frente em termos de ciclística para a superdesportiva de Noale.

Adicionalmente a Aprilia passa a instalar neste modelo um amortecedor de direção eletrónico, também controlado pelo sistema Öhlins.

Para 2020, e ao contrário da versão 2019, a RSV4 1100 Factory passa a estar disponível na opção gráfica Atomico Racer, uma combinação de pintura mate em preto com gráficos tricolores que habitualmente vemos no protótipo RS-GP que a Aprilia Racing utiliza em MotoGP.


Galeria Aprilia RSV4 1100 Factory

andardemoto.pt @ 11-11-2019 11:00:00


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews