Energica Eva Ribelle e mais “power” para 2020

Além das melhorias em termos de autonomia para os modelos desportivos, a marca de Modena apresentou uma nova roadster de elevadas prestações.

andardemoto.pt @ 12-11-2019 15:57:29

Como já era sabido, ainda antes da EICMA 2019, o fabricante de motos elétricas Energica deu impulso significativo à sua linha de modelos para 2020, com recurso a baterias de maior capacidade.

Agora com 18,9 kWh de energia a bordo (a maior potência nominal declarada por qualquer moto elétrica de produção no mercado), a marca italiana de Modena praticamente duplicou a capacidade da bateria das Energica, isto, sem afetar o peso nem o custo de seus modelos.

Livia Cevolini, a carismática CEO da Energica Motor Company, explicou durante a conferência de imprensa na EICMA que:

Graças ao excelente trabalho realizado e ao investimento significativo realizado, que foram cruciais para o nosso desenvolvimento, os resultados do primeiro semestre de 2019 confirmam a Energica Motor Company como líder no mercado de VE, com um crescimento de receita superior a 57% em comparação com o mesmo período de 2018. O avanço tecnológico agora apresentado teve um importante impulso com o campeonato do Mundo de MotoE ™, uma plataforma que permitirá continuar a proporcionar-nos uma importante vantagem competitiva nos próximos dois anos "

Para falar de números, a Energica diz que os modelos atualizados de 2020 são também  5% mais leves que os modelos anteriores e têm um aumento de autonomia de 60% (a Energica refere valores a rondar os 225 quilómetros em utilização mista (estrada e cidade).

Além disso o desempenho dos motores CA de magneto permanente e refrigerados a óleo também foram melhorados, com a Energica Eva EsseEsse9+ a debitar 200 Nm , enquanto que os modelos Energica Ego+ e Energica Eva Ribelle debitam agora 215 Nm.

O modelo básico Eva, bem como a Eva EsseEsse9 +, continuarão ambas a usar o “pack” de baterias de 11,7 kWh (nominais). Todas as motos da linha Energica 2020 continuam a disponibilizar de série carregamento rápido DC.


No stand da Energica, também pudemos ficar a conhecer o projecto especial que resulta da colaboração com a Dell´Orto S.p.A, um fabricante histórico de sistemas de injeção eletrônica de combustível.

As duas empresas italianas assinaram recentemente um acordo para o desenvolvimento e produção de duas novas unidades motriz, uma para motos elétricas de pequeno porte, com uma  potência entre os 8 e os 11kW, e outra de tamanho médio para uma faixa de potência até 30 kW, não havendo muito mais informação disponível.

Sabe-se, no entanto, que este projeto tem o objetivo ambicioso de oferecer soluções tecnologicamente avançadas aos principais fabricantes que operam no mercado de "duas rodas", combinando o know-how exclusivo da Energica na motorização elétrica com as capacidades de design da Dell'Orto em sistemas de injeção, bem como sua produção e alcance comercial na Europa, China e Índia.

Energica Eva Ribelle


A novidade para a gama de 2020 é a Energica Eva Ribelle (italiano para "Rebel"), que regista os mesmos números de potência e desempenho do modelo Ego+, o que significa uma potência máxima de 143 cv (107 kW), extraída do novo pack de 18,9 kWh.

Com uma autonomia que pode chegar aos 400 quilómetros em utilização urbana, e 180 quilómetros em utilização em AE, e uma velocidade máxima anunciada de 200km/h, a Energica Eva Ribelle conta com o sistema de manutenção de bateria, exclusivo da marca, para protecção em caso de longos períodos de inactividade.



Um painel de instrumentos em TFT a cores, que integra GPS, permite identificar os postos públicos de carregamento, e está dotado de Bluetooth para se poder ligar ao smartphone através da App Energica Connected Ride.

Travões Brembo de elevadas especificações, com 2 discos de 330mm na frente, forquilha Marzocchi de 43mm de diâmetro e amortecedor traseiro Bitubo, ambos completamente reguláveis, ABS Bosch desligável e pneus Pirelli Diablo Rosso III são os destaques de uma ciclística que assenta num quadro em treliça de tubos de aço. O peso final do conjunto é de 270kg.

Ainda não foram revelados preços nem disponibilidade para os novos modelos de 2020 no nosso país.

andardemoto.pt @ 12-11-2019 15:57:29


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews