BMW E-Power Roadster - A naked elétrica alemã faz a sua estreia

Marca alemã apresentou a um restrito grupo de jornalistas a E-Power Roadster, uma naked elétrica e na qual a BMW Motorrad aproveita para aplicar componentes de motos e automóveis.

andardemoto.pt @ 10-12-2019 22:23:39

A scooter elétrica C-Evolution abriu o caminho da mobilidade urbana amiga do ambiente, e agora a BMW Motorrad pretende continuar a trilhar esse caminho com novos modelos de motorização elétrica, e ainda recentemente a concept Vision DC Roadster mostrou que a marca alemã está ativamente a trabalhar nesse sentido.

A primeira proposta dentro deste tipo de motos será uma naked desportiva. Os primeiros protótipos já foram apresentados a um restrito grupo de jornalistas especializados, que assim puderam conhecer em detalhe as características técnicas da E-Power Roadster.


A frente desta naked elétrica é proveniente da sua irmã a combustão, a S 1000 R. O monobraço oscilante foi retirado de uma R 1200 RS, enquanto o quadro em tubos de aço é uma estrutura totalmente nova e que recebe então um conjunto de baterias e motor elétrico.

Numa moto que podemos chamar de “Frankenstein”, pois junta peças de diferentes modelos de motos e também de automóveis, a BMW Motorrad aproveitou as sinergias com o departamento automóvel da marca de Munique e foi buscar ao Série 2 híbrido a bateria de 13 kW. Também de um automóvel BMW chega o motor. Neste caso a marca alemã socorreu-se do motor elétrico instalado no Série 7 híbrido.

Toda esta mistura de componentes garante que a E-Power Roadster desenvolve uma potência máxima de 136 cv, enquanto o binário máximo é de 199 Nm. Porém, a BMW Motorrad revela que a E-Power Roadster tem a capacidade de gerar e entregar um binário monstruoso de até 1500 Nm!

E bem precisa deles.


Tal como acontece com outras motos elétricas que não são de uso exclusivamente urbano e apostam nas prestações desportivas, a BMW Motorrad E-Power Roadster tem um peso bastante assinalável: 290 kg.

A marca alemã acredita que irá ao longo do processo de desenvolvimento da versão de produção baixar o peso em cerca de 30 kg, o que ainda assim será um valor bastante “pesado” para uma naked tendo em conta os valores ostentados pelas suas rivais a combustão.

Com uma aceleração dos 0-100 km/h em 2,9 segundos, ligeiramente superior às prestações anunciadas para a S 1000 R com o seu motor quatro em linha a combustão, a E-Power Roadster terá uma autonomia de entre 200 a 300 km antes de necessitar de recarregar as baterias.

A BMW Motorrad pretende que por cada minuto que a moto esteja ligada a um posto de carregamento rápido a bateria acumule energia suficiente para percorrer 6 km, mas ainda estão a ter dificuldades em manter a temperatura das baterias abaixo dos 40ºC, o ponto a partir do qual a performance de carregamento baixa drásticamente.

Christoph Lischka, diretor de desenvolvimento da BMW Motorrad, afirmou que “A E-Power Roadster é uma moto desportiva para quem quer sair de manhã para uma estrada de montanha. Uma pessoa assim necessita de uma autonomia de 200 a 300 km, e por isso não iremos lançar esta moto sem garantir isso. Neste momento, nem o mercado nem as infraestruturas para dar apoio a uma moto destas estão preparados. Não queremos ser como a Tesla, instalando carregadores rápidos em todo o lado, cada um custa 110.000 euros. Na BMW precisamos de ganhar dinheiro, não de o queimar”.

O projeto elétrico da E-Power Roadster irá assim continuar a desenvolver-se ao longo dos próximos anos. Provavelmente a BMW Motorrad irá apresentar a versão de produção baseada neste protótipo apenas em 2022.

Não deixa também de ser interessante ver como a BMW Motorrad, a par destes projetos elétricos e futuristas, continua a apostar nos seus motores a combustão mais icónicos, o bicilíndricos boxer a combustão, como é o caso do novo Big Boxer de 1802 cc que pode ficar a conhecer em detalhe clicando aqui.

andardemoto.pt @ 10-12-2019 22:23:39


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews