Harley-Davidson Fat Boy 30th Anniversary – Um ícone homenageado

Marca Americana apresenta a nova Fat Boy 30th Anniversary. Esta é uma edição limitada criada para homenagear um ícone da Harley-Davidson. Fique a conhecer todos os detalhes desta edição especial da Fat Boy.

andardemoto.pt @ 10-2-2020 11:53:41

Três décadas depois de fazer a sua estreia nas estradas de todo o mundo, a Fat Boy será agora homenageada da melhor forma pela Harley-Davidson. A marca sediada em Milwaukee decidiu criar uma edição limitada a apenas 2500 unidades e que chama de Fat Boy 30th Anniversary.

Os grandes destaques nesta novidade Harley-Davidson, para além da placa comemorativa com o número de série na consola colocada no depósito de combustível, são os acabamentos em preto e componentes que a distanciam da normal Fat Boy.

O motor escolhido para potenciar o apelo desta Fat Boy 30th Anniversary é o bem conhecido V-twin Milwaukee-Eight 114. Sem elementos cromados e com acabamentos em preto, o poderoso motor bicilíndrico não rouba as atenções dos restantes detalhes que diferenciam esta versão da versão base da Fat Boy, moto que o seu Andar de Moto já testou aqui.

A cor Vivid Black é complementada pelo “look” distinto das jantes Lakester de disco em alumínio fundido e com acabamento em preto acetinado, que se tornam ainda mais especiais quando reparamos nos detalhes maquinados. O sistema de escape conta com acabamento Black Onyx, uma cor que revela tons diferentes conforme a luminosidade.

O motor e outros componentes têm também um acabamento em preto, incluíndo as manetes ou os poisa-pés, enquanto detalhes em bronze como tampas do motor ou emblemas no depósito conferem à Fat Boy 30th Anniversary o destaque de design que esta edição especial merece.

Com base na plataforma Harley-Davidson Softail lançada em 2018, a Fat Boy tornou-se um ícone com poder e presença. Toda a secção frontal da Fat Boy é enorme e apresenta um farol LED. O pneu dianteiro de 160 mm é equilibrado por um pneu traseiro de 240 mm que oferece um look “factory custom”.


O quadro e a suspensão Softail combinam-se para formar um chassis rígido e leve, para agilidade e desempenho que excederão as expectativas dos condutores mais exigentes.

A suspensão traseira preserva as linhas “hard tail” do chassis Softail e coloca um único amortecedor por baixo do assento no ângulo ideal para uma condução suave e excelente maneabilidade. O ajuste da pré-carga é realizado simplesmente girando um manípulo localizado abaixo do assento.

O motor Milwaukee-Eight 114, a mais poderosa opção de motor na família Softail, oferece grande desempenho e o clássico som e aspeto da Harley-Davidson. O motor de montagem rígida aprimora ainda mais a rigidez do chassis.

O preço base da Fat Boy 30th Anniversary é de 26.500 €.

O nascimento de um ícone

Introduzida em 1989 como um modelo de 1990, a Fat Boy original foi projetada por Willie G. Davidson e Louie Netz, e combinou um design contemporâneo com sugestões de estilo clássicas da Harley-Davidson.

Para obter um look “milled from billet” a moto apresentava acabamentos monocromáticos Fine Silver Metallic e jantes de disco de alumínio - a traseira exposta pelo chassis Softail - que se tornou na característica mais vincada da Fat Boy.

O aspeto era robusto para a época, desde o pneu dianteiro “Fat” coberto com um guarda-lamas cortado até ao guiador largo e um farol de sete polegadas numa grande máscara cromada. Davidson projetou o logotipo “winged” do depósito, que tem sido uma característica duradoura do modelo Fat Boy.

Em 1991, a Fat Boy entrou na cultura popular com a sua aparição no filme “Terminator 2: Judgement Day”, em que o ator Arnold Schwarzenegger conduziu uma Fat Boy por Los Angeles numa cena dramática de perseguição. O filme foi um sucesso global, ajudando a consolidar o modelo Fat Boy como um representante icónico da Harley-Davidson em muitos mercados, especialmente na Europa.


E de onde vem o nome Fat Boy?

Dificilmente outra marca que não a Harley-Davidson teria confiança para batizar uma moto como Fat Boy. Eis como aconteceu, de acordo com um relato de Willie G. Davidson no seu livro "100 Years of Harley-Davidson": “Provavelmente está a perguntar-se como chegámos a um nome como "Fat Boy", e ouvi muitas histórias sobre isso, quase todas falsas. Aqui está a história real: é difícil criar nomes que serão populares. Temos sempre que nos perguntar: "Como é que a vão chamar na rua?" E trabalhar a partir daí. Estávamos a procurar algo incomum e talvez até um pouco irreverente. Para mim e para muitas outras pessoas que a viram, a moto tinha um look "Fat". Então o pessoal do marketing surgiu com o nome "Fat Boy" e o nome pegou”.

O modelo Fat Boy recebeu atualizações regulares de estilo até 2018, quando um novo modelo Fat Boy foi lançado no chassis Softail reinventado, equipado com o motor Milwaukee-Eight.

O atual modelo Fat Boy enfatiza todas as características distintivas da Fat Boy, desde as jantes de disco de alumínio até ao enorme farol que a distingue de qualquer outra Harley-Davidson. A Fat Boy continua a ser uma das motos mais imponentes do portfólio da Harley-Davidson.

andardemoto.pt @ 10-2-2020 11:53:41

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews