União Europeia aprova novas regras para a obtenção da licença de condução A2

A  nova diretiva europeia permitirá utilizar motos de 250 cc para realização do teste de obtenção da licença de condução A2. A União Europeia pretende facilitar a realização dos testes.

andardemoto.pt @ 14-5-2020 11:36:06

Aprovada pela Comissão Europeia e publicada a 5 de maio, a Diretiva (EU) 2020/612 vem corrigir a Diretiva 2006/126/EC do Parlamento Europeu.

Com entrada em vigor a 25 de maio, mas conferindo aos estados membros um período até 1 de novembro para transposição desta normativa para os respetivos países, esta nova diretiva europeia introduz alterações à forma como os motociclistas podem obter a licença de condução A2.

Após forte pressão da FEMA – Federação de Associações de Motociclistas da Europa, a União Europeia permitirá agora que o teste para obtenção da chamada carta de condução A2 seja realizado com motos de cilindrada 250 cc.

Até agora este teste tinha de ser realizado com uma moto que tivesse, no mínimo, 400 cc.

Esta modificação às regras que definem o teste da carta A2 aparece depois de realizados diversos estudos em diferentes países europeus. De acordo com a FEMA, ficou demonstrado que motociclistas – homens e mulheres – de estatura mais baixa sentem maior dificuldade em passar no teste para a carta A2.

Saiba com que idade pode conduzir os diversos tipos de motos (clique aqui).




Em países como Suécia e Holanda é particularmente notório que as mulheres sentem dificuldades em passar nos testes de manobras especiais.

A União Europeia ficou também convencida que não existem muitos modelos de motos que se adaptem às regras antigas para o teste A2. A FEMA, enquanto membro observador do Comité de Licenças de Condução, pressionou as autoridades responsáveis para adaptarem a normativa europeia.

Em reação a esta alteração, Dolf Willigers, secretário geral da FEMA, disse que “Estamos muito satisfeitos por verificar que em breve será possível realizar o teste para licença A2 com motos de 250 cc. Isto será um alívio para muitas pessoas de estatura mais baixa, para quem as atuais motos do teste A2 são demasiado grandes e pesadas. Trabalhámos muito para conseguir isto. Também demonstra que um grupo de interesses de motociclistas pode fazer a diferença na legislação”.

andardemoto.pt @ 14-5-2020 11:36:06


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews