Ducati Panigale V2 agora em “White Rosso”

A “super-mid” da casa de Borgo Panigale passa a estar disponível num novo esquema cromático denominado “White Rosso”. A Ducati Panigale V2 ganha assim uma nova imagem que vinca ainda mais o lado desportivo deste modelo.

andardemoto.pt @ 2-7-2020 11:30:00

Apresentada em novembro do ano passado, a Panigale V2 é um dos grandes destaques da Ducati para 2020. Uma moto que, em breve, terá a oportunidade de descobrir o que vale, pois aqui no Andar de Moto tivemos a oportunidade de rodar com uma Panigale V2 há poucos dias.

Porém, e apesar da inquestionável beleza do conjunto, houve quem pedisse um esquema de cores alternativo ao “Ducati Rosso”, a única opção que a marca italiana apresentou para a Panigale V2.

Agora que estamos a meio do ano, a casa de Borgo Panigale surpreendeu tudo e todos e vestiu a Panigale V2 com uma nova “roupa”. Denominado de “White Rosso”, o novo esquema cromático enfatiza as linhas aerodinâmicas da “super-mid” italiana, vincando ainda mais o seu lado desportivo.



A cor “White Rosso” oferece à Ducati Panigale V2 componentes pintados no típico vermelho Ducati. Por exemplo, as entradas de ar frontais, que escondem as óticas, os defletores nas carenagens superiores, ou ainda as jantes.

O objetivo da Ducati foi destacar a aerodinâmica deste modelo. No caso das entradas de ar frontais e defletores das carenagens superiores, a utilização do vermelho Ducati permite mostrar o percurso do ar enquanto atravessa a moto em andamento, como o que alimenta o motor, mas também o fluxo de ar que atravessa o radiador e depois sai pelas laterais.

Para contrastar com a cor principal Star White Silk, a Ducati optou ainda por colocar um grande logótipo Panigale V2 nas carenagens laterais. Uma opção a fazer recordar as motos de competição da Ducati Corse.



E para revelar ao mundo esta nova opção cromática White Rosso para a Panigale V2, a Ducati pediu ao piloto da equipa Pramac de MotoGP, Francesco Bagnaia, que testasse a moto no circuito Misano World Circuit Marco Simoncelli.

Bagnaia, mais habituado à enorme potência da Desmosedici de MotoGP, mostrou-se muito satisfeito com o comportamento em pista da Panigale V2: “Desde 2016, o meu lema pessoal tem sido #GoFree. Para mim significa viver com o espírito leve e despreocupado, divertindo-me e dando prioridade às coisas que gosto de fazer. Acho que a Panigale V2 se encaixa bem nesta definição e reflete o meu modo de ser. A nova decoração, com tanto branco, é muito bela e diferente do habitual. Apesar de ser uma moto de estrada, surpreendeu-me a velocidade que consegue atingir em curva. É uma moto divertida, muito estável e muito sincera, que nos permite andar depressa em segurança, sem ficarmos cansados, ao mesmo tempo que demonstra uma personalidade muito forte e decidida”.


Com um motor bicilídrico Superquadro de 955 cc, a Ducati Panigale V2 é a porta de entrada nos modelos desportivos da marca. Menos potente do que a mais poderosa Panigale V4, mas ainda assim com 155 cv e 104 Nm, a Panigale V2 é uma supersport com esteróides, uma moto que promete prazer, diversão, e eficácia quando utilizada em pista.

A Ducati revela que a nova variante White Rosso da Panigale V2 está disponível para encomenda a partir deste mês de julho de 2020. O PVP é de 17.795€.

andardemoto.pt @ 2-7-2020 11:30:00

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews