Filho de Evel Knievel leva a Disney a tribunal por causa do filme Toy Story 4

K&K Promotions pretende uma indemnização no valor de quase 260 mil euros. A empresa do filho de Evel Knievel acusa a Walt Disney Company de se aproveitar da imagem do famoso “daredevil” quando criou a personagem Duke Caboom para o filme de animação Toy Story 4.

andardemoto.pt @ 28-9-2020 12:26:01

Quem diria que uma simples personagem de um filme de animação para crianças iria dar tanto que falar. Tudo porque a empresa liderada pelo filho de Evel Knievel, a K&K Promotions, decidiu acusar e levar a tribunal a Disney e a Pixar, e pedir uma indemnização no valor de 300 mil dólares, o que em euros se traduz para cerca de 260.000€.

Kelly Knievel, filho do famoso “daredevil” e dono da empresa que desde 1978 detém os direitos de imagem e propriedade intelectual de Evel Knievel, não gostou de ver a Disney e a Pixar criarem Duke Caboom e assim ganharem dinheiro com a personagem que apareceu no filme Toy Story 4.

Duke Caboom, que utilizou a voz de Keanu Reeves no filme, foi descrito pela Pixar, propriedade da Disney, como sendo “Um brinquedo dos anos 70 baseado no maior daredevil e duplo canadiano, um personagem cheio de confiança, mas que nunca foi capaz de completar as suas proezas conforme anunciadas pelo fabricante de brinquedos”.



A K&K Promotions alega que existe uma enorme semelhança entre a personagem Duke Caboom e o famoso motociclista Evel Knievel. De facto, a imagem do personagem do filme Toy Story 4 é bastante parecida com a do brinquedo lançado no mercado por Evel Knievel em 1973, e que recentemente a K&K Promotions voltou a lançar numa versão atualizada.

Para os proprietários dos direitos de imagem do famoso “daredevil”, a Disney e a Pixar beneficiaram económicamente e de forma injusta da personagem que replicou a imagem de Evel Knievel.

“É óbvio que o Duke Caboom é uma imitação do Evel Knievel. Não vemos uma grande fila de executivos da Disney prontos para subirem para uma moto e saltarem por cima de 12 autocarros, nem nos recordamos de qualquer daredevil canadiano dos anos 70. Reconhecemos que a Disney utiliza os seus advogados Mickey Mouse para protegerem, de forma agressiva, os direitos intelectuais da Disney. Mas eles não pediram permissão para utilizar a imagem do Evel Knievel em nenhum momento”, refere a K&k Promotions em comunicado.



A Disney reagiu ao processo em tribunal e confirma que “As acusações não têm fundamentos, e por isso iremos defender-nos contra elas de forma veemente em tribunal”.

Even Knievel, cujo nome verdadeiro era Robert Craig Knievel Jr., ficou famoso pelos seus saltos e feitos impressionantes em duas rodas nos anos 60 e 70 do século passado. Entre muitos saltos, Knievel ficou famoso por saltar por cima da fonte do Ceaser’s Palace em Las Vegas, por saltar por cima de 13 autocarros no estádio de Wembley, ou ainda a sua tentativa de saltar por cima do Snake River Canyon numa moto com foguetes.

Muitos diziam que devido às inúmeras quedas que sofreu, Evel Knievel já teria partido todos os ossos no seu corpo. Um mito que o próprio “daredevil” nunca confirmou.

Os seus feitos inspiraram uma geração de outros “daredevils” a tentarem elevar ainda mais a fasquia em cima de uma moto. E ainda hoje em dia nomes famosos do motociclismo como Travis Pastrana continuam a tentar replicar os feitos de Evel Knievel – clique aqui.

andardemoto.pt @ 28-9-2020 12:26:01


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews