Honda NC750X – Renovação para reforçar a versatilidade

Uma das propostas mais populares da Honda renovou-se por completo para 2021. Fique a conhecer os detalhes da nova NC750X.

andardemoto.pt @ 16-11-2020 16:07:07

Batizada com o nome NC700X quando apareceu em 2012, a “faz tudo” da Honda rapidamente conquistou a preferência dos motociclistas europeus. Versátil e muito prática, a variante de “look” aventureiro da gama NC tem sido um verdadeiro caso de sucesso que entretanto evoluiu para a NC750X. E para reforçar esse sucesso, a Honda decidiu agora renovar a NC750X para 2021.

O motor mantém-se com a sua configuração inalterada. A Honda aposta muito forte neste bicilíndrico paralelo SOHC, que nesta geração Euro5 apresenta melhorias a vários níveis e que por sua vez permitem à marca japonesa anunciar mais potência, mais rotação, e sempre sem perder a economia de utilização tão característica na NC750X.

O motor está agora 1,2 kg mais leve do que antes.Também para 2021 e graças a uma alteração muito equilibrada de 5% na duração da distribuição (que também é diferente entre os dois cilindros) e a adição do sistema TBW (acelerador eletrónico), bem como melhorias introduzidas ao nível do escape, o motor debita mais potência e tem uma rotação máxima mais elevada e que dura mais tempo, agora com o novo redline posicionado às 7.000 rpm.


Em resultado das modificações, a Honda revela que a potência da NC750X é agora de 58,6 cv às 6.750 rpm, enquanto os 69 Nm de binário aparecem na sua totalidade às 4.750 rpm. Apesar de estar totalmente disponível num regime de rotação tão baixo, o binário acima das 5.000 rpm não foi penalizado, sendo que a Honda revela que acima desta rotação o novo motor está mais forte.

Acoplada ao motor encontramos uma embraiagem deslizante que reduz em 20% a carga na manete. Para além disso, as relações de caixa (1ª, 2ª e 3ª) foram encurtadas, permitindo assim que a Honda NC750X apresente melhores prestações em aceleração, perfeito para acelerações rápidas na saída dos semáforos. Em sentido contrário, e a pensar na economia e conforto a velocidades mais elevadas, as restantes relações de caixa foram alongadas.

Para controlar o motor bicilíndrico a Honda optou por aplicar um acelerador eletrónico. O TBW oferece uma enorme progressividade e tato do acelerador, ao mesmo tempo que permitiu aos engenheiros da Honda instalar diferentes modos de condução, que, no caso das NC750X equipadas com dupla embraiagem DCT, têm influência nas ajudas à condução.



O modo Sport oferece uma entrega de potência e um efeito de travão-motor mais agressivos, com baixa intervenção do sistema HSTC e DCT de modo 4. O modo Rain é o menos agressivo em termos de entrega de potência e efeito de travão-motor, com intervenção HSTC elevada e DCT de nível 1. O modo Standard é um ponto intermédio e equilibrado entre a entrega de potência do motor, o efeito de travão-motor e a intervenção do sistema HSTC, juntamente com DCT de nível 2.

Por último, o modo User oferece uma personalização dos parâmetros em termos de potência e efeito de travagem com o motor, nível baixo/médio/elevado/desligado para o sistema HSTC e quatro padrões diferentes de mudanças DCT.

De referir que o controlo de tração HSTC é ajustável em três níveis, e, caso o condutor assim o deseje, a NC750X pode ser conduzida com o sistema desligado, o que será o indicado para percursos fora de estrada.

Com a caixa DCT, a NC750X permite ao condutor escolher o modo Manual, usando as patilhas no punho esquerdo do guiador para trocar as mudanças ou o modo Automático. O modo automático da NC750X conta com 4 modos de funcionamento diferentes, com 3 níveis: O nível 1 é o mais tranquilo e é usado no modo Rain; os níveis 2 e 4 engrenam as mudanças mais altas a uma rotação também mais alta e estão ligados aos modos de condução Standard e Sport.


Mas as melhorias no motor e eletrónica não são as únicas novidades que a Honda preparou para a NC750X!

A identidade visual deste modelo foi atualizada graças às carenagens inferiores e superiores redesenhadas e de menores dimensões, acentuadas pelo depósito de ângulos vincados e formas salientes. O novo farol de LED e luzes DRL diurnas conferem à frente da NC750X uma assinatura luminosa mais agressiva.

Para maior proteção contra o vento e demais elementos, o vidro dianteiro foi também redesenhado. As tampas e os painéis laterais são agora mais finos, destacando ainda mais a postura desportiva e aventureira da NC750X. A luz de travão foi redesenhada e é de LED, refletindo o design da ótica dianteira, com o conjunto a ser complementado por intermitentes em LED, tendo estes últimos a função de autocancelamento.

A pensar na facilidade de utilização, o bem conhecido e útil espaço para transporte de objetos que encontramos na NC750X no local onde habitualmente está o depósito de combustível, vê o seu formato ser redesenhado. Está maior, para um volume total de 23 litros, e pesa menos 1 kg, o que ajudou a Honda a diminuir em 6 kg o peso a cheio da NC750X.

A NC750X equipada com caixa manual de seis velocidades pesa 214 kg a cheio, enquanto a versão equipada com DCT conta com um incremento no peso do conjunto que assim passa a apresentar 224 kg na balança.



No interior deste compartimento encontramos agora uma ficha USB e pontos de fixação para uma rede, enquanto no exterior a Honda posicionou também fixações que permitem a utilização de uma rede de transporte de bagagem ou mala de depósito.

Por último, mas não menos importante, a Honda reviu por completo o quadro desta aventureira “soft” japonesa. Reviram a espessura e peso dos tubos de aço que criam o quadro tubular tipo diamante, sendo o quadro 1,8 kg mais leve do que anteriormente.

A nova estrutura permitiu posicionar o assento mais perto do asfalto, estando agora a apenas 800 mm de altura (30 mm abaixo em comparação com a versão anterior). Uma boa notícia para condutores de estatura reduzida, pois assim chegam mais facilmente com os pés ao solo.

De referir que esta redução na altura do assento foi conseguida à custa da diminuição do curso das suspensões, com destaque para o trabalho realizado na forquilha com bainhas de 41 mm, que passa de um curso de 153,5 mm para apenas 120 mm.

Por último, e porque a cada novo ano os fabricantes apresentam novas cores, a Honda confirma que a NC750X estará disponível nas seguintes opções cromáticas: Vermelho Grand Prix, Preto Metalizado Mate Ballistic, Branco Pérola Glare, ou ainda Azul Metalizado Glint Wave.

andardemoto.pt @ 16-11-2020 16:07:07

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews