Escolas de TT ajudam crianças refugiadas

A Dirt Ride Academy e a Alentejo OffRoad School juntaram esforços e entregaram à Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas muitos alimentos para ajudar esta instituição.

andardemoto.pt @ 24-12-2020 20:09:57

Num momento de reunião de famílias e quando por vezes nos esquecemos daqueles que mais precisam de ajuda, a Dirt Ride Academy e a Alentejo OffRoad School decidiram sair da sua zona de conforto e ajudar a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR).

Em parceria com a Meia Bota II e a Campicarn, estas duas escolas de TT portuguesas conseguiram reunir nada menos do que 170 kg de carne, que depois de ser devidamente embalada e acondicionada, foi entregue na CACR em Lisboa pelas mãos de Diogo Salema (Dirt Ride Academy) e dos irmão Pedro e Gonçalo Saúde (Alentejo OffRoad School).

Esta é uma ajuda muito importante para uma instituição que acolhe jovens dos 13 aos 18 anos que chegam a Portugal ao abrigo da Lei do Asilo, e que não têm pais ou uma pessoa adulta que seja responsável por eles.

Ao todo são 13 jovens que a CACR tem a seu cargo e que ficam na instituição após apresentação de pedido de proteção junto das autoridades portuguesas.



Para Diogo Salema, este foi um momento “De enorme satisfação que ajudámos esta instituição, ainda para mais sendo uma instituição com forte ligação às crianças. Durante todo o ano trabalhamos com muitas crianças num registo totalmente distinto, e pudemos devolver às crianças um pouco daquilo que eles nos dão todos os dias, ainda para mais crianças que realmente necessitam de atenção especial e ajuda.' Estou muito grato aos parceiros que estiveram connosco nesta acção e espero que possamos repetir a mesma em mais momentos”.

Já os irmãos Saúde não esconderam igualmente a alegria e a satisfação pessoal de poder ajudar os meninos e meninas do CACR, em especial numa altura do ano tão especial como o Natal. “E mais ainda por estarmos num ano tão diferente e complicado para todos”, referiu Pedro Saúde. “Infelizmente não pudemos estar junto das crianças por força das necessárias restrições mas sentimos todo o carinho e apoio por parte da equipa que nos recebeu e a quem agradecemos a recepção. Saímos de 'coração cheio' depois destes breves minutos junto de pessoas que lutam pelo bem estar dos mais necessitados”, reforçou Gonçalo Saúde.

andardemoto.pt @ 24-12-2020 20:09:57


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews