Magni Italia 01/01 – O tributo merecido a Arturo Magni

O pequeno construtor italiano criou uma moto que serve de homenagem a Arturo Magni. O fundador da Magni está agora imortalizado na nova Magni Italia 01/01. Fique a conhecer os detalhes desta moto bem especial com motor MV Agusta de três cilindros.

andardemoto.pt @ 8-1-2021 11:47:45

Para o comum dos motociclistas, o nome Magni poderá não significar muito. Talvez imaginem que seja um fabricante italiano de componentes especiais para motos italianas. Em particular para a MV Agusta. Mas poucos estarão conscientes da importância que a Magni tem no mundo das duas rodas.

Uma importância conquistada ao mesmo ritmo que o seu fundador, Arturo Magni, ajudava marcas como a Gilera, Cagiva e principalmente a MV Agusta a conquistarem vitórias nos Grandes Prémios.

A ligação especial de Arturo Magni à MV Agusta permitiu-lhe, enquanto diretor técnico do conhecido Reparto Corse da casa de Varese, amealhar nada menos do que 38 títulos mundiais de pilotos, ajudando nomes como Giacomo Agostini, John Surtees, Phil Read ou ainda Mike Hailwood a atingirem o sucesso e o estatuto de ícones no mundo do motociclismo.


Para os diferentes fabricantes também foi importante a presença de Arturo. Foi sob a sua liderança que foram conquistados outros 37 títulos de Construtores.

Eventualmente, Arturo Magni decidiu abandonar o mundo da competição e fundou em 1977 a marca Magni Motorcycles. Infelizmente Arturo faleceu há cinco anos, mas a sua pequena marca Magni continua a trabalhar para criar motos especiais. E o mais recente exemplo desse trabalho é a Magni Italia 01/01.

Criada pela equipa que trabalha na pequena fábrica na região da Lombardia, a Magni Italia 01/01 foi especialmente criada para imortalizar o fundador deste pequeno fabricante italiano. Linhas retro de inspiração nas motos de competição dos anos 60 e 70 do século passado, que se interligam a uma motorização moderna.



O motor da Magni Italia 01/01 é um três cilindros em linha de 800 cc. Fabricado pela MV Agusta (obviamente!), este é o mesmo motor que encontramos em modelos como a Brutale. A Magni não revela se foram feitas algumas alterações à unidade motriz, mas a Magni Italia 01/01 ostenta um esbelto sistema de escape assimétrico: duas ponteiras do lado direito, e uma única no lado esquerdo.

Como manda a tradição, o quadro em tubos de aço foi cuidadosamente fabricado para garantir uma condução desportiva e ágil. A pequena semi-carenagem frontal foi criada exclusivamente para a Magni Italia 01/01, seguindo o princípio iniciado por Arturo de que “Podemos dar à moto um aspeto desportivo mas deixamos à vista toda a beleza da estrutura mecânica do seu propulsor”.


O nível de atenção aos detalhes é impressionante.

A Magni socorreu-se exclusivamente de fornecedores italianos no momento de selecionar os diferentes componentes da ciclística. Na travagem encontramos componentes Brembo, com destaque para os discos de 320 mm e pinças de quatro pistões, montados em jantes de raios com assinatura da JoNich Wheels. As jantes foram modificadas em exclusivo para a Magni Italia 01/01.

A forquilha dianteira de aspeto clássico foi trabalhada pelos especialistas da ORAM, e até mesmo os punhos em pele foram feitos especificamente para esta moto única pela Ariete Sandro Mentasti, replicando o design dos punhos dos anos 70.

Sem contar com o motor MV Agusta ou o painel de instrumentos, talvez a outra parte mais moderna nesta Magni Italia 01/01 sejam os seus pneus Metzeler Racetec RR K1, que garantem uma aderência perfeita ao asfalto.

Infelizmente, e se o caro leitor já estava a pensar em enviar um e-mail à Magni Motorcycles a a questionar sobre o valor a pagar para ter uma na sua garagem, e tal como o nome da moto indica, a Magni Italia 01/01 não será disponibilizada para venda ao público. Foi criada para imortalizar o nome de Arturo Magni.


Galeria de fotos Magni Italia 01/01

andardemoto.pt @ 8-1-2021 11:47:45


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews