KTM 1290 Super Adventure S – A derradeira aventureira de alta performance

Motor revisto, mais eletrónica e ergonomia redesenhada são alguns dos destaques da terceira geração de aventureiras de alta performance da casa de Mattighofen e que agora até já inclui radar. Fique a conhecer todos os detalhes da nova KTM 1290 Super Adventure S.

andardemoto.pt @ 27-1-2021 13:20:54

Desde 2013, com o lançamento da 1190 Adventure, que a KTM aposta forte no segmento das maxitrail mais desportivas. A primeira “adventure bike” austríaca acima dos 1000 cc surpreendeu num segmento que conta com muitas, e boas, propostas dos mais diversos fabricantes.

Agora, e na sua terceira geração, a nova KTM 1290 Super Adventure S posiciona-se outra vez em posição de destaque no segmento das maxitrail. E se a anterior geração já era um compêndio de tecnologias, esta 1290 Super Adventure S está num nível bastante superior.

O coração desta austríaca continua a ser um V-twin de elevada performance. Conhecido como LC8, este motor ganha a necessária homologação Euro5, e com isso os engenheiros de Mattighofen foram obrigados a realizar uma série de modificações aos seus componentes. A potência está nos 160 cv e o binário máximo é de 138 Nm.


O sistema de refrigeração passa a ter dois radiadores. A divisão da função de refrigeração por dois radiadores permitiu à marca austríaca baixar de forma mais eficaz a temperatura de funcionamento do motor, algo pelo qual os LC8 são conhecidos, pois a dissipação do calor é agora mais eficiente.

Mesmo em condução urbana, no pára-arranca dos semáforos, o condutor irá sofrer menos com o calor emanado pelo motor e radiadores do que acontecia na geração anterior.

O bicilíndrico LC8 de 1301 cc da 1290 Super Adventure S tem um peso mais baixo. A KTM anuncia que o peso da unidade motriz foi reduzido em cerca de 1 kg. Esta melhoria foi conseguida à custa de paredes do bloco do motor mais finas. Ainda no interior, o circuito de circulação do óleo foi revisto, um tubo de alumínio é agora utilizado em vez do canal de passagem de óleo, e com isso a KTM revela que diminuiu as perdas de potência por fricção.


A embraiagem foi revista para garantir melhor acionamento a baixas velocidades, enquanto a nova caixa de 6 velocidades Pankl garante trocas de caixa mais suaves e rápidas, com o movimento do seletor a ser mais curto. Opcionalmente a KTM permite ao proprietário adicionar o Quickshifter+ para trocas de caixa ainda mais rápidas e sem usar a embraiagem.

Acima do motor encontramos a caixa de ar. Este elemento foi bastante redesenhado para 2021, e pensado para fazer parte do quadro tubular em treliça.

Para além de contar com um filtro de ar também ele de novo desenho, para garantir que a máxima quantidade de ar entra para o motor, maximizando a performance, esta caixa de ar foi pensada para facilitar as operações de manutenção. Através de quatro parafusos o proprietário pode aceder ao filtro para a sua substituição rápida.

Ainda em relação ao motor bicilíndrico LC8 que equipa a nova KTM 1290 Super Adventure S, convém notar que os intervalos de manutenção sobem para os 15.000 km.


A ergonomia desta aventureira de alta performance foi também ela alvo de diversas alterações para 2021. A 1290 Super Adventure S apresenta-se mais fácil, mais confortável, e assim pronta a devorar quilómetros sem que o seu condutor se sinta cansado.

Para melhorar o comportamento dinâmico a KTM alterou a distribuição de pesos e a geometria do quatro tubular em treliça, fabricado em aço. A coluna de direção está mais próxima do condutor em 15 mm, o que levou ao reposicionamento do motor. Com isso a agilidade é maximizada e a direção será mais precisa e assertiva.

O quadro principal pesa apenas 10 kg. Já o subquadro traseiro, fabricado numa mistura de elementos em alumínio forjado, cresce em 15 mm no comprimento e garante que passageiro e malas não são um problema.

Para equilibrar o comportamento dinâmico do conjunto, a KTM desenvolveu um braço oscilante mais longo, o que não apenas garante que a roda traseira ganha capacidade de tração, como em condução a estabilidade em linha reta e em aceleração é melhorada.



A pensar na facilidade de utilização, o assento do condutor está agora mais baixo, sendo que a altura mínima é de 849 e a máxima de 869 mm. É por isso ajustável em altura. Por falar em ajuste em altura, a 1290 Super Adventure S está equipada de série com vidro dianteiro que pode ser subido em 55 mm, através de manípulos rotativos.

Mantendo uma grande familiaridade com a anterior geração, o design desta nova proposta da KTM foi cuidadosamente analisado para garantir máxima proteção aerodinâmica. As carenagens apresentam pequenas nuances em comparação com a versão anterior, e o depósito de combustível de 23 litros foi todo ele redesenhado para permitir ao condutor sentir-se mais “dentro” do conjunto.

Para uma personalização completa de acordo com as preferências e necessidades do condutor, a KTM permite ainda que seletor de caixa, travão de pé, manetes de travão e embraiagem, e ainda o esbelto e colorido painel de instrumentos TFT sejam ajustados na sua posição.


Ao nível das suspensões, a KTM volta a escolher as propostas semi-ativas de controlo eletrónico. Fornecidas, claro, pelos especialistas da WP, as suspensões APEX de nova geração dão uso a novas válvulas para um amortecimento melhorado, enquanto o sensor 6D garante que a 1290 Super Adventure S se mantém equilibrada, de acordo com os parâmetros selecionados pelo condutor, a todos os momentos.

As suspensões WP APEX permitem três modos de funcionamento: Comfort, Street ou Sport. Estes são modos incluídos de série. Porém, a KTM permite adicionar uma maior polivalência ao sistema, e opcionalmente as suspensões eletrónicas da 1290 Super Adventure S poderão disponibilizar mais dois modos, denominados Offroad e Auto.

Uma característica muito interessante deste sistema WP SAT, é permitir ao condutor selecionar a opção anti-afundamento da dianteira nas travagens mais fortes, maximizando assim o equilíbrio do conjunto nestas situações. Esta característica das suspensões eletrónicas é opcional.

Em termos de “hardware”, as suspensões são compostas por forquilha WP APEX com bainhas de 48 mm, enquanto na traseira está instalado um monoamortecedor WP APEX. Em ambos os eixos o curso da roda será de 200 mm, mas na traseira destaca-se a possibilidade do condutor afinar a pré-carga em 20 mm, o que é um aumento de 10 mm em relação à geração anterior.


E agora entramos no campo da tecnologia incluída na nova KTM 1290 Super Adventure S.

A principal novidade é o uso de um radar dianteiro, posicionado abaixo da grande ótica “Full LED” que domina toda a frente da moto. Fornecido pela Bosch, tal como acontece com a nova BMW R 1250 RT e com a Ducati Multistrada V4 S, este radar permite à KTM dar o passo seguinte no campo do “cruise control”.

A 1290 Super Adventure S estreia assim, na gama KTM, a função Cruise Control Adaptativo. Neste caso, e sendo uma das diferenças para os sistemas da BMW Motorrad e da Ducati – saiba mais sobre eles na edição de janeiro da sua revista digital Andar de Moto, já disponível! – a KTM permite que o condutor selecione um de cinco níveis de distância para o veículo que circula imediatamente à sua frente.


Ao selecionar a distância e velocidade cruzeiro pretendida através dos botões dedicados no comutador esquerdo, o radar irá analisar, a cada milissegundo, as diferentes variáveis, e fará correções automáticas para manter a 1290 Super Adventure S dentro dos parâmetros escolhidos pelo condutor. As correções serão efetuadas através da modulação automática do acelerador eletrónico (abrindo ou fechando), mas também de suaves ajustes no sistema de travagem.

O Cruise Control Adaptativo da KTM funciona a partir dos 30 km/h e quando a caixa tem a segunda relação engrenada. O limite máximo é de 150 km/h. De referir que o sistema permite trocas de caixa sem se desligar, e conta ainda com o denominado “Overtake Assist”, um sistema que oferece uma aceleração mais intensa durante um curto período de tempo, permitindo assim realizar ultrapassagens mais seguras sem desligar o Cruise Control Adaptativo.



Com as informações sobre o estado do veículo e opções selecionadas a serem visualizadas através de um magnífico painel de instrumentos que cresce para as 7 polegadas, que além do mais permite a ligação por Bluetooth com um smartphone, o condutor tem à sua disposição diversos modos de condução.

No total são quatro modos de condução: Rain, que reduz a potência para 100 cv, Street, Sport ou ainda o Offroad, este último com parâmetros de potência semelhantes ao Rain mas permite que a roda traseira derrape sem existir a intervenção tão pronunciada do controlo de tração.

Para os condutores que querem levar a 1290 Super Adventure S para aventuras mais extremas, a KTM disponibiliza ainda, como opcional, o modo de condução Rally. Neste modo o condutor poderá selecionar o nível de deslizar da roda traseira em 9 níveis diferentes, escolher a sensibilidade do acelerador e restringir os parâmetros do “anti-wheelie”. O modo Rally foi inteiramente pensado para os motociclistas que sabem o que fazem nos pisos de terra.

A unidade de medição de inércia de 6 eixos fornece os dados que depois a centralina utiliza para ajustar a parametrização e intervenção das diferentes ajudas eletrónicas à condução. A KTM 1290 Super Adventure S conta com sistema de estabilidade MSC, controlo de tração, e ABS. Todos com funcionamento dependente do ângulo de inclinação. De referir ainda que o modo Offroad para o ABS ganha maior eficácia devido ao novo sistema Bosch Motorcycle Stability Control.


Por fim, e a pensar numa personalização total de acordo com o gosto e necessidades do comprador, a KTM desenvolveu três pacotes de equipamento para a nova 1290 Super Adventure S:

- Rally Pack: Modo de condução Rally, sistema MTC com ajuste de deslizamento da roda traseira, sensibilidade do acelerador ajustável

- Suspension Pro: Afinação individual para forquilha e amortecedor, pré-carga de acordo com três níveis (High, Standard e Low), ajuste automático da pré-carga, sistema de anti afundamento da dianteira (On / Off), modos de amortecimento Auto, Offroad e Advanced

- Tech Pack: Todas as características do Rally Pack, todas as características do Suspension Pro, regulação do efeito travão motor, sistema de assistência de arranque em inclinação, Quickshifter+, luzes de travão adaptativas


Neste momento não temos ainda a confirmação do preço, quer da 1290 Super Adventure S quer dos pacotes de equipamento opcionais, nem conseguimos confirmar quando é que esta novidade austríaca estará disponível em solo nacional. Contamos em breve ter estas informações e iremos atualizar este artigo assim que possível.

Galeria de fotos KTM 1290 Super Adventure S

andardemoto.pt @ 27-1-2021 13:20:54


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews