Novo Consórcio irá procurar definir as regras para as baterias removíveis em motos elétricas

A definição das regras standard que vão servir de base para a criação de baterias removíveis para as motos elétricas do futuro está na génese de um novo Consórcio multimarcas. Aos fabricantes japoneses Honda e Yamaha juntam-se os europeus KTM e grupo Piaggio.

andardemoto.pt @ 1-3-2021 10:51:57

A mobilidade elétrica está no centro das atenções dos diferentes governos em todo o mundo, mas também dos grandes fabricantes, que entendem que este é o momento de colaborar para encontrar soluções que efetivamente respondam às necessidades de mobilidade dos motociclistas.

A preocupação ambiental é particularmente forte na Europa, e sabemos que no futuro a relativamente curto prazo vários países vão adotar medidas de restrição à circulação em cidade para veículos com motor a combustão interna.

Nesse sentido, a criação hoje anunciada de um Consórcio multimarca permitirá que diversos fabricantes de motos trabalhem em conjunto para encontrar melhores soluções ao nível das baterias removíveis de motos elétricas.

Este Consórcio foi criado por quatro marcas bem conhecidas: aos japoneses da Honda e Yamaha juntam-se a KTM e também o grupo Piaggio.



Estes fundadores do Consórcio prometem colaborar entre si na pesquisa e desenvolvimento de diferentes soluções de bateriais removíveis para motos elétricas, criando as regras standard que serão usadas pela indústria das duas rodas no futuro, regras essas que terão também em conta os desejos dos governos mundiais.

No entender do Consórcio formado pela Honda, Yamaha, KTM e grupo Piaggio, a criação de um sistema standard de baterias removíveis permitirá promover a utilização de motos elétricas em grande escala, contribuindo ao mesmo tempo para encontrar soluções mais amigas do ambiente ao nível do ciclo de vida destes componentes para o setor dos transportes.

Estes quatro fabricantes esperam conseguir responder às necessidades dos consumidores que procuram aceder à mobilidade elétrica mas ainda não encontram a solução ideal para si. Neste sentido, o Consórcio irá trabalhar para desenvolver baterias removíveis que garantem mais autonomia, tempos de carregamento reduzidos, e ainda vão trabalhar para reduzir os custos das infraestruturas que servem de apoio ao carregamento das motos elétricas.


A Gogoro foi uma das primeiras marcas a apostar nas baterias removíveis, criando inclusivamente postos de troca rápida e carregamento das suas baterias

A Gogoro foi uma das primeiras marcas a apostar nas baterias removíveis, criando inclusivamente postos de troca rápida e carregamento das suas baterias


O Consórcio criado pela Honda, Yamaha, KTM e grupo Piaggio vai iniciar a sua atividade no próximo mês de maio de 2021, e a criação de um conjunto de regras internacionais standard para a indústria das motos, e em particular para as motos elétricas, permitirá que os diferentes fabricantes encontrem mais rapidamente soluções para os problemas normalmente associados à mobilidade elétrica.

Embora o Consórcio seja formado pela Honda, Yamaha, KTM e grupo Piaggio, estes quatro fundadores não escondem que pretendem ver o grupo de trabalho alargado a outros fabricantes. No comunicado que serve de apresentação, o Consórcio convida outros fabricantes de motos a juntarem-se aos trabalhos do grupo, e assim potenciar ainda mais a base de trabalho que já existe.

Os resultados do trabalho de pesquisa e desenvolvimento do Consórcio formado pela Honda, Yamaha, KTM e grupo Piaggio ainda devem demorar alguns anos até serem conhecidos e, eventualmente, adotados como regulamentos standard a utilizar no fabrico de baterias removíveis para motos elétricas.

No entanto, a possibilidade dos motociclistas virem a poder utilizar as mesmas baterias em motos elétricas de diferentes fabricantes é real, e poderá permitir criar uma rede de mobilidade elétrica bastante dinâmica.

andardemoto.pt @ 1-3-2021 10:51:57


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews