100 anos de Moto Guzzi: Parabéns!

A icónica marca com sede em Mandello del Lario celebra o seu centésimo aniversário a 15 de março de 2021. Um século de existência em que a Moto Guzzi conquistou inúmeros sucessos e criou motos que fazem sonhar os motociclistas.

andardemoto.pt @ 15-3-2021 13:14:46

Quando a 15 de março de 1921 foi fundada a “Società Anonima Moto Guzzi”, os fundadores, Carlo Guzzi e Giorgio Parodi estavam longe de imaginar como seria o mundo das duas rodas cem anos depois desse momento.

Mandello del Lario foi o local escolhido para a fundação da Moto Guzzi, e é aí que ainda hoje os diferentes modelos da marca que tem a águia como logótipo se fabricam, tendo os trabalhadores um cuidado excecional na montagem de cada unidade que sai da linha de montagem.

Estamos por isso no momento em que se celebra o centenário da Moto Guzzi, um momento que a marca italiana, que atualmente integra o Grupo Piaggio, sublinha com a aparição de uma gama Centenario para os modelos V7, V9 e ainda para a aventureira retro V85 TT.

Motos que surgem agora como o expoente da técnica e tecnologia da marca italiana que começou a sua vida há 100 anos, e que ficou conhecida entre os motociclistas de todo o mundo pela GT 500 Norge (1928) conduzida até ao Circulo Ártico, a Airone 250 (1939) e a Galletto (1950).



Nos anos 50 a Moto Guzzi apostou na aerodinâmica e o surgimento do túnel de vento – uma estreia na indústria das motos, e ainda aberto para visitas na fábrica de Mandello – tornou-se no grande destaque, uma obra tecida por famosos engenheiros como Umberto Todero, Enrico Cantoni e um designer cujo nome rapidamente atingiu o estatuto de lenda: Giulio Cesare Carcano.

Carcano foi o pai da incrível Otto Cilindri, ou V8, com uma velocidade máxima de 285 km/h (1955), e dos protótipos que venceram 15 títulos mundiais de velocidade e 11 Tourist Trophy, entre 1935 e 1957.

Nos anos 60, após a Stornello e a Dingo, a Moto Guzzi surgiu com o motor 700 cc 90° V-twin com cardan, destinado a tornar-se o símbolo do construtor de Mandello del Lario em modelos tão lendários como a V7 Special, a V7 Sport, a Califórnia e a Le Mans. O motor foi evoluindo constantemente e, no presente, está montado nas gamas V7, V9 e V85 TT, a primeira classic enduro do mundo.



Para festejar o seu primeiro século de existência Moto Guzzi vai mais longe, e ainda em 2021 vai juntar os fãs – caso a pandemia assim o permita – num evento bem especial. Mandello del Lario será o local para as Giornate Mondiali Moto Guzzi (GMG) que acontecem nos próximos dias 9 a 12 de setembro. Os detalhes e procedimentos deste evento de celebração do centenário da Moto Guzzi ainda estão por anunciar.

Roberto Colaninno, CEO do Grupo Piaggio: “O centenário da Moto Guzzi é um momento de orgulho tanto para o Grupo Piaggio como para toda a indústria italiana, e não apenas a das duas rodas. A capacidade de inovação, arrojo em mover-se à frente do tempo, um espírito competitivo, amor pelos produtos e atenção meticulosa à qualidade de produção são caraterísticas que, ao longo dos anos, a marca combinou. Desde 1921, todas as Moto Guzzi que foram produzidas saíram da fábrica de Mandello, o local onde foi fundada há exatamente cem anos. A Moto Guzzi é um exemplo de excelência italiana. Tem acompanhado a história do nosso país sem nunca perder o seu espírito jovem e continua a inspirar paixões genuínas por todo o mundo”.

Veja um vídeo que mostra o verdadeiro espírito Moto Guzzi:

andardemoto.pt @ 15-3-2021 13:14:46


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews