KTM 1290 Super Duke RR – A versão furiosa da Besta é uma “track weapon” incrível!

O departamento de R&D da KTM foi libertado de qualquer limite que pudesse impedir a criação de uma naked extrema e pronta para rasgar o asfalto! O resultado é a nova KTM 1290 Super Duke RR, uma versão furiosa da “Besta” de Mattighofen.

andardemoto.pt @ 7-4-2021 18:58:19

A KTM 1290 Super Duke R é uma das motos mais espetaculares que o dinheiro pode comprar, e é uma das mais sérias candidatas a assegurar o título de melhor moto do segmento powernaked. Mas, como em tudo na vida, há sempre espaço para melhorias, e agora a KTM apresenta-nos aquela que é a versão furiosa desta naked, também conhecida como “A Besta”.

A novíssima KTM 1290 Super Duke RR posiciona-se num nível superior em todos os detalhes em comparação com a “normal” Super Duke R. Tem mais de tudo... ou melhor, ao nível do peso tem menos!

Esta nova naked terá uma produção limitada a apenas 500 unidades. Na Europa apenas será possível adquirir uma através de um microsite específico – clique aqui para mais detalhes – e a KTM confirma que as reservas para adquirir a nova 1290 Super Duke RR abrem a 8 de abril pelas 9h00 de Portugal.

Mas o que torna esta nova naked austríaca tão especial?


A base que serviu de ponto de desenvolvimento inicial para a 1290 Super Duke RR foi o protótipo que a KTM utilizou para desenvolver a mais recente geração da 1290 Super Duke R, uma moto que o Andar de Moto teve a oportunidade de testar durante a apresentação internacional no Autódromo Internacional do Algarve.

No entanto, desta vez os responsáveis máximos da casa de Mattighofen decidiram perceber até onde é que consegue ir a sua naked mais potente e radical, e não colocaram qualquer tipo de limite ao departamento de R&D, que assim teve “rédea solta” para criar uma versão furiosa da “Besta”, uma “track weapon” incrível!

O motor bicilíndrico de 1301 cc continua a disponibilizar os mesmos 180 cv que já conhecemos da versão base. No entanto a KTM 1290 Super Duke R, com os seus massivos 140 Nm de binário, alcança uma performance real superior devido à redução do peso do conjunto em nada menos do que 9 kg, marcando na balança um total de 180 kg a cheio.

Assim, a 1290 Super Duke RR apresenta uma relação peso / potência de 1:1.



Este peso apenas foi possível atingir graças à utilização de muitos componentes em fibra de carbono. O maior destaque vai inteiramente para o novo subquadro traseiro, que para além de ser em fibra de carbono, impede a utilização de um assento para passageiro. Esta KTM é apenas para ser desfrutada pelo condutor.

As novas jantes são forjadas e contam com um desenho exclusivo.

Permitiram à KTM poupar 1,5 kg de peso não suspenso, além de estarem cobertas por pneus mais aderentes, neste caso os Michelin Power Cup2.

E isso significa que a nova 1290 Super Duke RR é significativamente mais ágil, mais rápida nas trocas de direção, maximiza a aceleração, mas também se revela mais estável a alta velocidade em linha reta. E depois não podemos esquecer a utilização de uma bateria de lítio, elemento que é 2,5 kg mais leve do que a bateria usada na 1290 Super Duke R.


A isto temos de somar as novidades na ciclística. E são muitas!

Como referimos anteriormente, o departamento de R&D da KTM não teve qualquer limite nas suas escolhas. Por isso recorreram ao que de melhor a WP tem para uma naked de elevada performance.

A 1290 Super Duke RR conta com uma forquilha WP APEX Pro 7548 e um amortecedor traseiro WP APEX Pro 7746. Tanto no eixo dianteiro como traseiro o condutor pode facilmente ajustar a pré-carga, compressão e extensão, para um controlo total e ajuste perfeito desta powernaked.

Além disso, a direção da KTM 1290 Super Duke RR fica domesticada graças ao uso de um amortecedor de direção WP APEX Pro 7117, também ajustável.

Por toda a moto encontramos detalhes que derivam das motos de competição, como por exemplo as condutas de arrefecimento das pinças de travão dianteiras, naturalmente fabricadas em fibra de carbono.



A eletrónica foi alvo de afinação específica. De série a KTM 1290 Super Duke RR conta com todos os modos de condução que encontramos na versão base, incluíndo o modo Track, mas adiciona ao pacote o modo de condução Performance.

Neste caso o condutor pode ajustar, livremente e ao seu gosto, as ajudas eletrónicas à condução: controlo de tração, resposta do acelerador, controlo de arranque para imitar o Miguel Oliveira no arranque do Grande Prémio de Doha, e ainda o efeito travão motor.

Os 180 cv escondidos no interior do motor V-twin, o maior e mais poderoso motor com esta arquitetura em produção para o segmento naked, fazem-se ouvir por um sistema de escape que conta com uma ponteira Akrapovic em titânio e ponta em fibra de carbono.

Opcionalmente, e tal como já acontece na versão base, a KTM e a Akrapovic disponibilizam ainda um sistema completo, para uso em pista, que desbloqueia mais alguma potência e binário.

Com uma produção limitada a apenas 500 unidades para todo o mundo, espera-se que a nova KTM 1290 Super Duke RR se torne numa das motos mais desejadas pelos viciados em adrenalina. Esta “track weapon” de alto calibre não deverá demorar muito tempo a esgotar!

Galeria de fotos KTM 1290 Super Duke R

andardemoto.pt @ 7-4-2021 18:58:19


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews