Kawasaki Z650RS – Estética retro, performance moderna

A marca de Akashi desvendou todos os detalhes da nova naked de estilo retro, mas recheada de performance moderna. Fique a conhecer aqui a nova e atraente Kawasaki Z650RS.

andardemoto.pt @ 4-10-2021 10:30:37

Representada em Portugal pelo grupo Multimoto, a Kawasaki acaba de nos deslumbrar com uma nova proposta para o segmento naked de média cilindrada, mais precisamente uma naked de estilo retro, mas recheada de performance moderna. A nova Kawasaki Z650RS é assim a mais recente adição à gama de modelos bicilíndricos “seis e meio” da marca de Akashi. E promete tornar-se num caso de sucesso!

A primeira coisa a ter em conta nesta retro Z650RS é a sua capacidade de ir buscar elementos que se tornaram icónicos no passado. A Kawasaki foi procurar inspiração em 1977 e à sua Z650-B1. Dessa clássica a Z650RS adota o esquema de cores verde com os grafismos subtis, mas também elementos como a traseira curta.

Detalhes como os painéis laterais ou o assento que adota o mesmo tipo de materiais e costuras da Z650-B1 revelam a atenção ao detalhe que foi uma das principais missões da equipa de desenvolvimento da nova Kawasaki Z650RS, que, de forma geral, acaba por se apresentar com linhas retro bastante semelhantes às que podemos encontrar na bem-sucedida Z900RS.


O motor escolhido para animar esta Z650RS é o bem conhecido e fiável bicilíndrico paralelo de 649 cc, refrigeração por líquido, e que, para além de estar atualizado de acordo com os recentes parâmetros Euro5, foi alvo de algumas modificações. A potência anunciada é de 68 cv às 8.000 rpm, enquanto o binário máximo de 64 Nm é atingido às 6.700 rpm. A pensar na carta A2 a Kawasaki disponibilizará uma versão limitada a 48 cv e 58 Nm de binário.

Assim, a naked retro Z650RS ganha parametrizações específicas para a injeção, o que por sua vez, e de acordo com a Kawasaki, permitiram melhorar a resposta nos baixos e médios regimes, sem sacrificar a suavidade de comportamento, pois a cambota faz movimentar também um pequeno veio de equilíbrio para reduzir as vibrações.

Ligado ao motor encontramos um sistema de escape que termina numa ponteira escondida por debaixo do motor. Para esta novidade a Kawasaki desenhou uma ponteira específica, que complementa melhor o “look” retro.

Ainda no motor, destaque para as tampas laterais do gerador e embraiagem) de novo desenho, mas também para o facto da Z650RS contar com uma embraiagem do tipo “Assist & Slip”, que se torna numa valiosa aliada nos momentos de condução urbana.



A suportar o motor está um quadro tubular, tipo treliça. A Kawasaki passou algum tempo a desenvolver esta estrutura de forma a dotar a Z650RS de um comportamento dinâmico ágil, mas bastante polivalente. Os tubos de aço foram posicionados de forma a garantir uma maior rigidez às forças de torsão, e a escolha por um quadro tubular permitiu manter o peso da estrutura nos 13,5 kg, o que se traduz numa condução “viva” e divertida. Por outro lado, a adoção deste tipo de quadro mais leve acaba por trazer benefícios na centralização de massas e redução do peso do conjunto, que no caso da Kawasaki Z650RS é de apenas 187 kg a cheio!

O subquadro traseiro está agora mais nivelado em relação ao solo e quando comparado com a Z650, permitindo assim desenhar uma traseira plana, e contribuindo depois para o conforto do passageiro.

Da parte do condutor, e apesar do assento estar a 820 mm de altura do solo, este subquadro garante ainda uma maior facilidade de chegar com os pés ao solo. A geometria deste chassis acaba por privilegiar a agilidade, e para isso muito contribui a extremamente reduzida distância entre eixos que é de apenas 1405 mm e a inclinação da forquilha, mais fechada, a que corresponderá uma direção com uma resposta mais imediata aos impulsos no guiador.


Os restantes elementos da ciclística não apresentam qualquer surpresa.

A nova Kawasaki Z650RS dá uso a discos de 300 mm à frente, de desenho convencional em vez dos habituais recortados usados pela marca japonesa em muitos dos seus modelos, enquanto a forquilha dianteira telescópica não permitirá regulação das afinações, sendo que na traseira o monoamortecedor, em posição horizontal, permite que o condutor ajuste a pré-carga da mola.

Na travagem convém também destacar que a Kawasaki utilizou os especialistas da Bosch, que instalam nesta Z650RS um avançado sistema de ABS Bosch 9.1M.

Numa moto em que o condutor irá adotar uma postura de condução mais descontraída, fruto, principalmente, do guiador fixo à mesa de direção mais elevada, e que por sua vez resulta num guiador que posiciona os punhos 50 mm mais acima e 30 mm mais próximos do condutor em comparação com a Z650, outro ponto que merece ser destacado nesta novidade de Akashi são as suas esbeltas jantes fundidas, mas com um design que se assemelha, tanto quanto possível, a jantes de raios para complementar o aspeto retro.



Em termos funcionais, a Kawasaki Z650RS utiliza iluminação “Full LED”, o painel de instrumentos mantém o seu design clássico de dois mostradores circulares com um pequeno ecrã digital ao meio, enquanto o depósito de combustível de 12 litros de capacidades foi esculpido de forma a ser o mais esguio possível, permitindo assim que o condutor da Z650RS se encaixe melhor na moto.

Por fim, e porque as cores desempenham nestes modelos retro um papel extremamente importante, a Kawasaki criou uma ligeira diversificação na gama.

Para quem prefere manter as “coisas simples”, a Z650RS estará disponível na opção de cor Metallic Spark Black. Mas para aqueles motociclistas que procuram conduzir uma naked retro com mais caráter, então a Kawasaki criou duas versões especiais denominadas Candy Emerald Green – esta em homenagem à Z650-B1 de 1977 – e a Metallic Moondust Gray / Ebony.

De momento ainda não recebemos por parte da Multimoto a informação sobre a disponibilidade e preço desta nova Kawasaki Z650RS. Fique atento ao Andar de Moto pois iremos atualizar este artigo assim que nos for possível confirmar estes detalhes.

Galeria de fotos Kawasaki Z650RS

andardemoto.pt @ 4-10-2021 10:30:37


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews