Triumph Tiger 1200 – A rainha das maxitrail está de volta… e melhor do que nunca!

Mais leve e mais potente, mais opções de equipamento e estreia de variantes com depósito de 30 litros são algumas das novidades da renovada Triumph Tiger 1200. A rainha das maxitrail está de volta e melhor do que nunca! Fique a conhecer os detalhes e preço de cada versão.

andardemoto.pt @ 7-12-2021 12:00:00

Com o segmento das trail de média cilindrada a transformar-se num dos principais “campos de batalha” dos diversos fabricantes, convém não esquecer que é nas mais poderosas maxitrail com motores acima dos 1000 cc que encontramos os modelos mais relevantes para grande parte dos motociclistas que procuram aventuras, em estrada e fora dela.

A Triumph Motorcycles, depois de algum tempo a estudar e a analisar o que os fabricantes rivais trouxeram para o segmento maxitrail, finalmente revela uma totalmente renovada Tiger 1200. A rainha das maxitrail está de volta… e melhor do que nunca!

Pensada para ser uma moto que oferece o melhor do mundo das viagens mas também das aventuras fora de estrada, a nova Triumph Tiger 1200 renova-se também ao nível das variantes disponíveis e que, do ponto de vista da casa de Hinckley, permitem agora oferecer uma resposta adequada para todos os clientes, por mais exigentes que sejam.


Assim, a nova gama Tiger 1200 é composta por nada menos do que 5 variantes, três para pisos de asfalto e outras duas capazes de enfrentar sem problemas os percursos de terra. Nos modelos de asfalto, encontramos as Tiger 1200 GT e GT Pro. Nos modelos mais aventureiros pontifica a Tiger 1200 Rally Pro. A estas juntam-se as novas Tiger 1200 GT Explorer e Tiger 1200 Rally Explorer, estas duas últimas variantes a estrearem em absoluto na gama maxitrail um depósito de combustível de 30 litros de capacidade, tornando-se assim numas verdadeiras “globetrotter” com autonomia de cerca de 600 km!

No caso das Tiger 1200 GT, GT Pro e GT Explorer destacam-se as suspensões eletrónicas semi-ativas Showa de última geração, com afinação e parametrização específicas para condução em asfalto, enquanto as jantes fundidas são de 19’’ e 18’’, respetivamente à frente e atrás. Os pneus das variantes GT são os Metzeler Tourance.

Já as Tiger 1200 Rally Pro e Explorer, contam com suspensões semi-ativas Showa mas com parametrização específicas para “off-road”, e que oferecem maior curso às jantes de 21’’ e 18’’, sendo que estas são rodas de raios e pneus tubeless. Os pneus das variantes Rally são os Metzeler Karoo Street, sendo que a Triumph anota no livrete os pneus Michelin Anakee Wild como opção “off-road”.


Ao nível do motor, a Triumph não foge aquele que é o seu motor de eleição ao nível de prestações mais “agressivas”. Com uma arquitetura de três cilindros em linha, o motor T-Plane que equipa a nova Tiger 1200 (é igual em todas as variantes) apresenta uma cilindrada de 1160 cc e a potência disponibilizada chega aos 150 cv às 9.000 rpm, estando o binário máximo situado nos 130 Nm. Isto significa que a nova geração é 9 cv mais potente e 8 Nm mais generosa na entrega de força.

Com intervalos de ignição irregulares – a ordem de ignição é 180 – 270 – 270 graus – a Tiger 1200 garante uma entrega de performance linear e previsível, com a roda traseira a poder passar para o piso toda a força gerada pelo motor tricilíndrico T-Plane.

Este motor foi profundamente redesenhado, incluindo novas cotas de diâmetro e curso do pistão, cambota, cabeça dos cilindros, caixa de velocidades e embraiagem, e, claro, uma transmissão final por veio, mais um componente redesenhado pela equipa de desenvolvimento da Triumph, e que permite percorrer milhares de quilómetros sem necessitar de qualquer manutenção.

Depois, o motor Triumph T-Plane expira os gases de escape através de um sistema de escape redesenhado, e que termina numa ponteira mais compacta e que foi criada de forma a garantir uma sonoridade mais viciante e típica dos motores tricilíndrico fabricados em Hinckley.



Mas a melhoria nas performances da nova Tiger 1200 não foi o único “alvo” da Triumph. Na realidade, e talvez seja possível dizer que esta é a grande novidade, a maxitrail britânica emagreceu uns fantásticos 25 kg no total em comparação com a anterior geração! A Triumph destaca o facto de que isto coloca a Tiger 1200 num patamar de 17 kg mais leve do que a sua rival de transmissão por veio mais próxima em especificações (BMW R 1250 GS).

Esta redução no peso do conjunto permite à nova Tiger 1200 apresentar-se como uma maxitrail bastante mais ágil e reativa na forma como reage aos impulsos do condutor.

Para conseguir reduzir o peso do conjunto de forma tão acentuada a Triumph desenvolveu um novo quadro tubular em aço, ao qual se aparafusou um subquadro em alumínio. Esta opção permitirá, em caso de queda e consequentes danos, substituir facilmente o subquadro. Outros componentes que permitiram reduzir o peso são o novo depósito de combustível em alumínio, e o novo braço oscilante Tril-link que é mais resistente do que o antigo monobraço e ao mesmo tempo 1,5 kg mais leve.



O novo quadro permitiu redefinir diversos componentes em termos de dimensões, redefinir a posição de condução e a própria ergonomia da Tiger 1200.

O assento está mais estreito para facilitar chegar com os pés ao solo. No caso das Tiger 1200 GT, GT Pro e GT Explorer, o assento pode ser posicionado a 850 ou a 870 mm. No caso das Tiger 1200 Rally Pro e Rally Explorer o assento pode ser posicionado a 875 ou 895 mm. Existe por isso uma diferença de 20 mm entre a posição mais baixa e a mais alta do assento.

O para-brisas de todas as variantes Tiger 1200 pode ser ajustado em altura, através de um mecanismo mais fácil de usar com uma mão apenas, sendo que a Triumph posiciona também na frente da sua maxitrail pequenos defletores aerodinâmicos para melhorar a proteção aerodinâmica. O guiador é 20 mm mais largo, e no caso das Explorer está fixo 16 mm mais elevado.


Para ajudar o condutor a controlar de forma rápida e segura a nova Tiger 1200, a Triumph optou por instalar nesta maxitrail as pinças Brembo Stylema, sendo o sistema de ABS sensível à inclinação graças à unidade de medição de inércia de 6 eixos. As pinças são ativadas pela bomba radial Magura HC-1, totalmente ajustável.

O pacote tecnológico aplicado à nova geração da Triumph Tiger 1200 significa também um importante passo em frente neste particular. Em destaque encontramos o radar dianteiro da Continental, que permite à maxitrail britânica beneficiar de aviso de ângulo morto e assistência à mudança de faixa. O radar (apenas na traseira) é equipamento exclusivo das versões Explorer. Todos os restantes equipamentos / acessórios, alguns instalados de série nas variantes mais equipadas, podem ser aplicados nas outras variantes mais “básicas”.

Neste particular, destaca-se a ausência de um sistema de cruise-control adaptativo como algumas rivais oferecem. A Triumph defende a sua opção de não utilizar este sistema, justificando com o facto dos clientes não estarem à procura do cruise-control adaptativo, mas sim de outro tipo de avisos como ângulo morto. Por outro lado, a ausência do radar dianteiro e cruise-control adaptativo permite eliminar custos.

O controlo de tração faz parte da lista de ajudas à condução, tal como os diferentes modos de condução que adaptam de forma automática o comportamento da Tiger 1200 aos mais variados cenários e necessidades de condução:

- Tiger 1200 GT: Rain, Road e Sport
- Tiger 1200 GT Pro / GT Explorer: Road, Rain, Sport, Rider (personalizável) e Off-Road
- Tiger 1200 Rally Pro / Rally Explorer: Road, Rain, Sport, Rider (personalizável), Off-Road e Off-Road Pro



A lista de equipamento que podemos encontrar instalado nas novas Triumph Tiger 1200 continua com iluminação “full LED” e luzes de curva (exceto na Tiger 1200 GT), quickshift bidirecional para trocas de caixa suaves e sem recorrer à embraiagem (exceto na Tiger 1200 GT), punhos aquecidos (exceto Tiger 1200 GT), cruise-control e comandos retroiluminados, painel de instrumentos TFT a cores com ligação Bluetooth, descanso central (exceto na Tiger 1200 GT). Por fim, e falando nas variantes Explorer, destaque ainda para os assentos aquecidos (condutor e passageiro) e sistema de monitorização da pressão dos pneus.

Com toda uma completa gama de acessórios oficiais disponíveis, as novas Triumph Tiger 1200 chegam aos concessionários nacionais durante a próxima primavera de 2022 e nas seguintes opções de cor:

- Tiger 1200 Rally Pro e Rally Explorer - Snowdonia White; Sapphire Black; Matt Khaki

- Tiger 1200 GT Pro e GT Explorer - Snowdonia White; Sapphire Black; Lucerne Blue

- Tiger 1200 GT - Snowdonia White

Em relação a preços, a Triumph Portugal já nos confirmou os valores:

- Tiger 1200 GT: desde 18.950 €
- Tiger 1200 GT Pro: desde 21.500 €
- Tiger 1200 Rally Pro: desde 22.600 €
- Tiger 1200 GT Explorer: desde 23.100 €
- Tiger 1200 Rally Explorer: desde 24.100 €

Galeria de fotos Triumph Tiger 1200

andardemoto.pt @ 7-12-2021 12:00:00


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews