Nova MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro

Muito empenhada na arte sobre 2 rodas, a MV Agusta apresenta o seu mais recente modelo hiperdesportivo, a Superveloce 1000 Serie Oro.

andardemoto.pt @ 18-11-2022 15:17:30

Exclusivamente fabricada à mão em Itália, com produção limitada e numerada, a MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro combina as linhas neo-retro da sua antecessora, a Superveloce 800, com aerodinâmica potencializada e a essência desportiva. 

Pelas palavras do Director do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento, Brian Gillen:
Desta vez fomos ainda mais longe, aumentamos as especificações técnicas e criámos uma moto neo-retro hypersport”.

Assente na plataforma da Brutale 1000 RR, a Superveloce 1000 Serie Oro partilha o mesmo monobraço oscilante e naturalmente o mesmo tetracilíndrico em linha. Além disso, foi inspirada nos modelos de competição dos anos 70, quando a MV Agusta estava na vanguarda da aerodinâmica, introduzindo, por exemplo nessa altura, as atualmente famosas asas frontais num Grand Prix.

A MV Agusta 1000 Serie Oro não passa despercebida, as suas linhas suaves compõem toda uma aerodinâmica de forma natural mas estudada e focada na performance, chamando a atenção mesmo dos mais distraídos, como uma verdadeira moto italiana.

Um dos muitos exemplos do ênfase desportivo da Superveloce Serie Oro são as tampas aerodinâmicas em fibra de carbono com efeito de arrefecimento nos discos frontais, que relembram os antigos travões de tambor.


No geral, a MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro consegue produzir 39,2 kg de downforce a 320 km/h graças a toda a sua silhueta esbelta com adereços aerodinâmicos que foram colocados especificamente para aumentar seu desempenho em reta e em curva.

Reforça ainda Stephane Zache, responsável pelo Design da Superveloce 1000 Serie Oro:
“Como designer, posso afirmar que há apetrechos mecânicos e aerodinâmicos extremamente funcionais, embora com algum estilo, como muitos componentes de MotoGP.” (...) ”A sua forma tem uma função e o resultado é bastante positivo em termos de design. As asas frontais foram desenhadas com inspiração na Fórmula 1, particularmente na necessidade de manter o ar a fluir o mais junto da moto possível”.
Todas as carenagens da moto são fabricadas em fibra de carbono com excepção do depósito de combustível, que é em resina termoplástica.

E dados técnicos? Bem, a MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro retira precisamente 208 cv às 13000 rpm (212 cv com um racing kit) e 116.5 Nm às 11000 rpm do seu motor de 998 cc que está equipado com a tecnologia de cambota contra-rotante, que diminui as vibrações em 54% às 14000 rpm e facilita as curvas a altas velocidades.

As características tecnológicas da MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro que vêm de série para assistir o controlo da moto são a escolha de mapas de potência através da unidade de controlo ECU, a caixa de velocidades eletrónica com quickshifter bidirecional, configuração do ABS em curva, controlo de tração regulável em 8 níveis e sistema anti-wheelie.


As suspensões da MV Agusta Superveloce Serie Oro de alta qualidade são cortesias da Öhlins. À frente encontramos uma forquilha invertida Öhlins Nix EC com tratamento TiN, com compressão e extensão ajustável eletronicamente e pré-carga da mola afinada manualmente. Já na parte de trás, em conjunto com um monobraço oscilante em liga de alumínio, encontramos um monoamortecedor Öhlins EC TTX completamente ajustável eletronicamente. De mencionar que é possível regular a altura da moto através do monobraço traseiro, em mais ou menos 4 mm.

Para evitar o abanar da direção quando a potência é exigida, a Superveloce Serie Oro traz de série um amortecedor de direção ajustável eletronicamente.

A Superveloce 1000 Serie Oro foi equipada na frente com pinças radiais monobloco Brembo Stilema que mordem os dois grandes discos de 320 mm. Na traseira um disco de 220 mm é mordido por uma pinça de 2 êmbolos.

Não podemos deixar também de reparar no icónico escape da MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro que, como na grande parte dos modelos da marca italiana em que combina o número de ponteiras com a quantidade de cilindros, neste caso apresenta as quatro ponteiras que identificam o modelo F4. Na versão com o kit racing o escape utilizado é em titânio, fabricado em colaboração com a Arrow.

O ecrã TFT a cores de 5.5 polegadas colocado na Superveloce 1000 Serie Oro serve de painel de instrumentos e é possível emparelhar com smartphone através da app MV Ride, com a qual podemos gravar itinerários ou dados técnicos das viagens, definir a navegação e até configurar componentes electrónicos.

Por fim, a posição de condução da Superveloce Serie Oro foi definida com base no conforto, e não numa posição constantemente agressiva. Os guiadores de avanços estão colocados mais próximos do motociclista e mais altos, em comparação a uma posição desportiva. Convém referir ainda que os pousa-pés são ajustáveis em altura para o motociclista alterar a posição de condução à sua preferência.

A MV Agusta Superveloce 1000 Serie Oro é uma autêntica hiperdesportiva construída com extrema atenção ao pormenor, conseguindo determinar uma função para toda e qualquer peça, resultando num peso de apenas 194 kg. A sua disponibilidade e preço ainda não são conhecidos.

andardemoto.pt @ 18-11-2022 15:17:30


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews