Nova versão Honda CMX 1100 T Rebel

Uma nova versão da Honda CMX 1100 Rebel que já testámos aqui no Andar de Moto recebeu uma proteção aerodinâmica, malas laterais e uma nova cor.

andardemoto.pt @ 20-11-2022 11:00:00

Um pouco mais volumosa que a sua irmã de 500 cm³, a CMX 1100 Rebel apresenta-se com um estilo minimalista mas muito atual. Elaborada para oferecer uma condução descontraída, é capaz de, ao mesmo tempo, promover o prazer de condução nas estradas sinuosas.

Montado também na Africa Twin, o motor de dois cilindros paralelos com 1084 cc é o mesmo que equipa a CMX 1100 Rebel, embora com algumas alterações técnicas para oferecer uma melhor resposta nos baixos regimes, e uma sonoridade melhorada, acompanhando o seu estilo cruiser, mas sem alterar os 98 Nm de binário e os seus 91 cv de potência.


O acelerador eletrónico ride by wire da Honda Rebel 1100 possibilita a alternância entre 3 modos de condução, afetando a sensibilidade do acelerador, o efeito de travão de motor, a intervenção do controlo de tração e o anti-wheelie. Importante referir que nos modelos com caixa DCT as trocas de mudanças são também automaticamente adaptadas ao modo de condução. 

Concebida para os motociclistas que não vêem a Honda CMX 1100 Rebel apenas como um mero meio de transporte, a cruiser japonesa veste finíssimos guarda-lamas em aço à frente e atrás que cobrem parcialmente os pneus largos.

As rodas de 18” na frente e 16” atrás seguram um disco de 330 mm na frente com uma pinça monobloco de 4 êmbolos e na traseira um disco de 256 mm com pinça simples.


Como cruiser contemporânea, a CMX 1100 Rebel mistura um visual com origens nos modelos mais antigos do segmento, como o farol redondo na frente, em LED e o painel de instrumentos LCD de ecrã negativo também de formato arredondado. Escondida por baixo do banco, encontramos uma ficha USB tipo C.

Apenas 700 mm separam o assento do solo, na CMX 1100 T Rebel, que tem uma distância entre eixos de 1520 mm e um peso de 233 kg em ordem de marcha, na versão de caixa convencional, e 243 kg na versão com embraiagem DCT.

A suspensão traseira é composta por dois amortecedores traseiros ajustáveis em pré-carga e a forquilha frontal com 28 graus de inclinação é do estilo cartucho com hidraulicos de 43 mm de diametro.

A versão CMX 1100 T da Honda Rebel apresenta uma carenagem frontal e malas laterais de 16 e 19 litros preparando-a para as grandes viagens.

Para além desta nova versão, a Honda CMX 1100 Rebel irá estar disponível em 2023 com Cruise Control de série e uma nova cor, Preto Metalizado Gunpowder.

andardemoto.pt @ 20-11-2022 11:00:00


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews