Novas Honda CBR1000RR-R Fireblade e SP

Com uma forte inspiração da RC213V-S, o "modelo de MotoGP homologado para a estrada", a nova Fireblade foi concebida desde o zero.

andardemoto.pt @ 7-11-2023 20:42:36

A Fireblade de 2024, fabricada pela Honda Racing Corporation (HRC), apresenta um motor tetracilíndrico em linha com distribuição semi-came, capaz de produzir um impressionante binário de 113 Nm e uma potência máxima de 217,5 cv 

No entanto, o que realmente destaca este modelo é a entrega de potência redesenhada edeedisteibuida a f qo longo de toda a faixa de rotação, resultado de extenso desenvolvimento e conhecimento por parte da HRC. Esta melhoria proporciona uma aceleração notável à saída das curvas, complementada por uma potência de topo impressionante. 

Além disso, foram feitas várias melhorias para aumentar o controlo e a eficiência. A adição de dois motores ao sistema de acelerador eletrónico (Throttle By Wire) proporciona um controlo mais preciso, especialmente em acelerações parciais, e oferece um efeito travão-motor mais pronunciado quando necessário. 


A relação de compressão foi aumentada, as portas de admissão foram ajustadas e o comando das válvulas foi otimizado, utilizando novas molas de válvulas, uma cambota mais leve e bielas de titânio também mais leves. Na caixa de velocidades todas as relações foram encurtadas para aumentar a força de tração na roda traseira. 

O sistema de escape 4-2-1 apresenta coletores ovalizados que desembocam numa panela Akrapovič em titânio, agora com um volume ligeiramente maior e um funcionamento mais silencioso, reduzindo o ruído em 5 dB. 

Em termos de eletrónica, a Fireblade de 2024 oferece três modos de condução, que permitem ajustar a potência, o efeito travão-motor, o controlo anti-cavalinho e o sistema de controlo se tração HSTC para se adequarem à nova potência do motor. Além disso, o modelo possui um modo de arranque regulável para uma partida mais suave e controlada, complementada com tecnologia quickshifter 


O quadro tipo diamante, em alumínio, foi cuidadosamente otimizado para equilibrar a rigidez, sendo agora mais flexível para aproveitar ao máximo o desempenho do motor. O braço oscilante é baseado no design da RC213V-S, proporcionando melhor sensação de aderência nas rodas, bem como precisão na direção. 

A Fireblade de 2024 também está equipada com uma unidade de medição de inércia (IMU) de seis eixos, que oferece uma precisão 3D na dinâmica de condução, gerando sinais de entrada para uma gestão eficaz dos sistemas eletrónicos. O sistema de amortecimento de direção eletrónico Honda (HESD) de 3 níveis é controlado também pela IMU. 

No que diz respeito à suspensão, a CBR1000RR-R Fireblade conta com uma forquilha Showa BPF com êmbolo de grandes dimensões (43 mm de diâmetro por coluna) e um monoamortecedor BFRC-L da Showa na roda traseira. Os discos dianteiros possuem pinças Nissin de quatro pistões e o ABS em curva inclui o modo RACE, permitindo desativar a função de ABS na roda traseira. 


Já as diferenças para o modelo Fireblade SP ficam-se apenas pelas suspensões e sistema de travagem que elevam a fasquia da super desportiva, que agora recebe a terceira geração da forquilha NPX (SV) Öhlins Smart Electronic Control (SE-C3.0), apresentando jarras de 43 mm de diâmetro. Na traseira a Fireblade SP está equipada com um monoamortecedor traseiro TTX36 (SV), notável pelas suas válvulas de êmbolos internas, oferecendo uma suspensão de qualidade verdadeiramente competitiva. O ponto que distingue esta tecnologia reside nas afinações precisas geridas pelo interface OBTi (Öhlins Object Based Tuning interface), que proporciona uma experiência de condução personalizavel. 

Uma inovação adicional na Fireblade SP de 2024 é o guia digital para a afinação da pré-carga da mola, acessível através do painel de instrumentos. Esta funcionalidade facilita aos motociclistas a personalização rápida e eficaz das configurações da suspensão, garantindo uma condução adaptada aos seus estilos e preferências individuais. 

No que diz respeito ao sistema de travagem, a Fireblade SP apresenta discos dianteiros equipados com pinças Brembo Stylema R de quatro êmbolos, proporcionando uma poderosa e precisa capacidade de travagem. A manete de travão/bomba principal também é fornecida pela Brembo, assegurando um controlo de travagem de alta performance em todas as situações. 


Voltando às características comuns a ambos os modelos, a carenagem foi redesenhada, incluindo novas alhetas para gerar força descendente e melhorar a estabilidade nas travagens, proporcionando uma aderência mais consistente na roda dianteira. 

A posição de condução foi ajustada para aumentar o controlo sobre a moto, com um guiador mais alto e poisa-pés mais baixos. 

A Fireblade de 2024 também oferece uma experiência tecnológica avançada com um ecrã TFT de 5 polegadas totalmente personalizável, controlado através de um interruptor de quatro vias no punho esquerdo. 

Nos arranques a frio, o redline aumenta gradualmente à medida que a moto atinge a temperatura de funcionamento ideal, proporcionando uma gestão do motor mais eficiente. 

Para maior comodidade, o modelo está equipado com o sistema Smart Key e piscas de travagem de emergência (ESS), aumentando a visibilidade e a segurança dos utilizadores da estrada. 

A Fireblade de 2024 estará disponível exclusivamente na cor Vermelho Grand Prix (tricolor), com uma carenagem frontal vermelha.

Não se sabe ainda quando irão estar disponíveis estas duas máquinas da Honda, nem o preço das mesmas para o mercado nacional de motos.

andardemoto.pt @ 7-11-2023 20:42:36


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews