MotoGP Catalunha - Miguel cai e abandona enquanto Quartararo vence e está na liderança

Piloto português não evitou queda a seis voltas do fim e não termina o Grande Prémio da Catalunha. Miguel Oliveira não soma pontos nesta ronda de MotoGP, enquanto Fabio Quartararo vence e regressa à liderança, numa corrida onde vários dos principais nomes desistiram devido a queda.

andardemoto.pt @ 27-9-2020 14:57:35

Incerteza e alguma emoção marcaram a oitava ronda do Mundial de Velocidade e a corrida de MotoGP no circuito de Montmeló, onde se realizou o Grande Prémio da Catalunha.

Com Miguel Oliveira a arrancar de 12.º depois de uma qualificação afetada por queda, esperava-se que o piloto da Red Bull KTM Tech3 conseguisse mais uma corrida de recuperação como já nos habituou.

E a verdade é que de certa forma o piloto português conseguiu esse objetivo.


Se numa primeira metade de corrida Miguel Oliveira não ganhou muitas posições, assim que passámos o equador da prova o piloto da Tech3 passou ao ataque e foi subindo na classificação.

A seis voltas do final o português estava na 9.ª posição e na perseguição do trio que lutava pela sexta posição. Mas não evitou uma queda na curva 2 de Montmeló, e foi mesmo obrigado a abandonar quando se preparava para mais um resultado sólido dentro do Top 10.

Tal como tantos outros pilotos, também Miguel Oliveira foi vítima da combinação de pneus Michelin e da temperatura baixa que se fez sentir no circuito catalão: "É triste terminar a corrida assim. Tínhamos condições muito desafiantes e esperávamos ser competitivos e para isso precisávamos de usar o pneu médio dianteiro. A temperatura estava bastante baixa, por isso precisei de apenas uma volta sem o cone de ar para arrefecer o pneu, e quando fui para o lado esquerdo, não houve forma de salvar a queda. Foi uma pena, mas mesmo que eu fosse mais lento, era pior, por isso as condições eram complicadas para usar o médio dianteiro, mas precisávamos dele para ser um pouco competitivos. Isto são as corridas, e espero estar de regresso ao topo em Le Mans, a corrida de casa da equipa", referiu Miguel Oliveira.


Quanto à vitória, o francês Fabio Quartararo levou a melhor e deu nova vitória à Petronas Yamaha SRT. A terceira vitória da temporada de Quartararo, aliada à desistência de Andrea Dovizioso (Ducati) por incidente com Johann Zarco (Ducati Avintia), permite ao francês regressar à liderança de MotoGP. O agora líder de MotoGP ainda viu Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT) e Valentino Rossi (Monster Energy Yamaha) andarem à sua frente durante algumas voltas.

Mas Quartararo percebeu desde cedo que estava mais confortável e partiu ao ataque, passando primeiro por Rossi, e depois por Morbidelli. A partir daí nunca mais perdeu a liderança da corrida catalã, e ficou indiferente aos problemas que os outros pilotos Yamaha foram sofrendo.

Primeiro foi Morbidelli que falhou a travagem para a curva 1 e deixou Rossi ascender à segunda posição. Morbidelli viria depois a sofrer bastante com o desgaste de pneus e foi mesmo passado pelas duas Ecstar Suzuki. Mas ainda assim a corrida foi mais positiva para o piloto da Petronas do que foi para Valentino Rossi.

O veterano italiano, que assinou contrato com a Petronas para 2021, parecia estar a caminho daquele que seria o seu pódio 200 na categoria rainha. Rossi conseguiu inclusivamente aproximar-se e depois manter-se perto de Quartararo, planeando então um ataque que lhe desse a vitória. No entanto o piloto italiano foi mais uma das vítimas do pneu dianteiro Michelin, e tal como Miguel Oliveira, na transição da curva 1 para a curva 2, Rossi perdeu a frente e ficou também fora de ação pelo segundo fim-de-semana consecutivo.

Os restantes lugares do pódio ficaram para os dois pilotos Ecstar Suzuki.

Joan Mir, repetindo o que fez nas corridas de Misano, foi o primeiro a aproveitar os problemas de pneus de Franco Morbidelli e assumiu a segunda posição já a três voltas do fim. E pouco depois foi Alex Rins a também conseguir passar pelo italiano, fazendo assim um bom resultado de conjunto para a Suzuki. 

andardemoto.pt @ 27-9-2020 14:57:35


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP