MotoGP Teruel – Miguel Oliveira 6º e vitória fica nas mãos de Morbidelli

Piloto português voltou a mostrar toda a sua consistência em corrida e termina o Grande Prémio de Teruel na 6ª posição. Miguel Oliveira soma pontos importantes num campeonato onde Joan Mir é cada vez mais líder, e onde Franco Morbidelli alcançou a segunda vitória da sua carreira em MotoGP.

andardemoto.pt @ 25-10-2020 13:15:29

Depois de sofrer bastante na corrida da semana passada, Miguel Oliveira regressou ao seu nível durante este fim de semana. Apesar de um início de corrida de MotoGP atribulado, em que desceu de 8º na grelha de partida para a 10ª posição, num momento em que Brad Binder (Red Bull KTM Factory) voltou a fazer das suas e colocou fora de prova Jack Miller (Pramac Ducati), Miguel Oliveira voltou a recuperar bastantes posições ao longo da prova do Grande Prémio de Teruel.

Com o asfalto do circuito Motorland Aragón sempre frio, o que levou a grande parte dos pilotos da categoria rainha a optarem por pneus macios, o japonês Takaaki Nakagami (Idemistu LCR Honda) arrancou decidido a recolocar o Japão no topo de MotoGP.

Desde Makoto Tamada em 2004 que o país do Sol Nascente não tinha um piloto seu a vencer em MotoGP, mas Nakagami viu as suas aspirações à vitória caírem por terra, literalmente, logo após o arranque, quando perdeu a frente da sua Honda RC213V e ficou sem qualquer hipótese de regressar à corrida.



Com isso, quem beneficiou foi Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT), que assumiu a liderança e nunca mais a perdeu até à bandeira de xadrez, pese embora tenha sofrido a pressão constante de Alex Rins (Ecstar Suzuki), com o espanhol a tentar reeditar a vitória do GP anterior.

Infelizmente para Rins a Yamaha M1 de Morbidelli nunca perdeu eficácia nem desgastou em demasia os seus pneus, pelo que os dois cruzaram a linha de meta separados por cerca de dois segundos, uma diferença que aumentou nas últimas voltas quando Rins percebeu que já não teria hipótese de ultrapassar Morbidelli.

Com o italiano a conseguir a sua segunda vitória da temporada (e da carreira) em MotoGP, quem também sai do GP de Teruel bastante satisfeito é Joan Mir. O líder da classificação de MotoGP vê a sua liderança reforçada para 14 pontos de diferença sobre Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT), que mais uma vez fez uma corrida em perda, terminando em 8º mas a sentir muitas dificuldades.



Se as posições do pódio neste GP de Teruel ficaram praticamente definidas logo nas primeiras voltas, o mesmo não se poderá dizer das posições seguintes.

Alex Marquez (Repsol Honda) caiu quando seguia em quarto e mais uma vez à procura de pódio. Por sua vez Johann Zarco (Esponsorama Avintia Ducati) viu os pneus da sua moto sofrerem um desgaste pronunciado nos últimos momentos, e não só foi passado por Pol Espargaró (Red Bull KTM Factory), como depois teve de defender a sua quinta posição dos muitos ataques de Miguel Oliveira.

O português, como referimos, sentiu algumas dificuldades nos primeiros momentos da corrida de MotoGP, mas depois de acalmar e encontrar o seu ritmo, foi consistentemente dos pilotos mais rápidos em prova. Naturalmente foi subindo na classificação, e quando esperávamos que conseguisse mesmo terminar no Top 5, Miguel Oliveira acabou “travado” por Zarco.


Ainda assim um bom resultado para o piloto português, que numa altura em que estamos a apenas três corridas do final da temporada soma novamente muitos pontos para a sua classificação, e deixa em vista um final de temporada onde poderá estar novamente na luta regular pelos lugares do pódio.

O recruta da Tech3 tem agora um total de 79 pontos na sua conta pessoal, o que reforça o seu 10º lugar, estando a apenas três pontos de Miller e a 11 de Pol Espargaró.

Na classificação de MotoGP temos agora Joan Mir com 137 pontos, Fabio Quartararo segura ainda a segunda posição com 123 pontos, Maverick Viñales é terceiro com 118 pontos, enquanto Franco Morbidelli sobe a quarto com 112 pontos. Estes quatro primeiros do campeonato estão separados por apenas 25 pontos!

andardemoto.pt @ 25-10-2020 13:15:29


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP