MotoGP 2021 GP Holanda – Garrett Gerloff substitui o lesionado Franco Morbidelli

O piloto americano volta a ter a oportunidade de mostrar-se em MotoGP. Garrett Gerloff vai participar no Grande Prémio da Holanda em Assen no lugar do lesionado Franco Morbidelli.

andardemoto.pt @ 23-6-2021 14:10:39

Na nossa antevisão do Grande Prémio da Holanda – que pode ler aqui e aceder aos horários completos do fim de semana – não fizemos menção ao regresso do americano Garrett Gerloff ao paddock do MotoGP, pois não estava previsto que o piloto que milita no Mundial Superbike com a GRT Yamaha estivesse presente no circuito Assen TT.

Porém, Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT) lesionou-se no início desta semana durante uma sessão de treinos, agravando uma lesão no joelho, e está impedido de participar no GP da Holanda e assim tentar ajudar a Yamaha a recuperar de um fim de semana menos positivo no Grande Prémio da Alemanha.

Para substituir o lesionado Morbidelli os responsáveis da Yamaha Racing escolheram Gerloff.



Esta não será a primeira vez que o veloz americano vai pilotar uma MotoGP. Relembramos que na temporada passada Gerloff marcou presença no Grande Prémio da Comunidade Valenciana depois de Valentino Rossi ter dado positivo ao Covid-19.

Infelizmente para Gerloff o nove vezes campeão do mundo conseguiu estar na corrida depois de testar negativo um dia antes do início dessa ronda espanhola de MotoGP, e assim o piloto americano apenas cumpriu os treinos livres de sexta-feira.

No entanto a velocidade e capacidade de adaptação de Garrett Gerloff aos comandos de uma Yamaha YZR-M1 que nunca tinha pilotado, equipada com pneus slick que desconhecia, e ainda por cima em condições de piso misto (choveu nesse fim de semana em Valência), impressionaram os responsáveis da Yamaha Racing que não tiveram dúvida e chamaram-no novamente para uma segunda tentativa de competir na categoria rainha.

Desta vez Gerloff não estará inserido na equipa de fábrica mas sim na Petronas Yamaha SRT. Terá ao seu dispôr uma Yamaha M1 “A-Spec” com dois anos, a mesma que Morbidelli tem pilotado em 2021 e sobre a qual o italiano, vice-campeão de MotoGP, diz que necessita urgentemente de atualizações para se manter competitiva.



Mesmo sem uma moto com o mesmo nível de preparação, a velocidade em pista de Garrett Gerloff será um fator a ter em conta.

Para o americano mais habituado às motos derivadas de modelos de produção como são as Superbike, o Grande Prémio da Holanda adiciona ainda um desafio extra: o traçado de Assen TT. Devido à pandemia, o Mundial Superbike não realizou a habitual ronda holandesa em 2020, e assim Gerloff vai visitar pela primeira vez o circuito holandês.

Ainda assim, mostra-se confiante e feliz pela oportunidade, pois acredita que o circuito com um “layout” rápido e de grande fluidez é ao seu gosto.

Garrett Gerloff será o primeiro americano desde Nicky Hayden a começar uma corrida de MotoGP, desde que o falecido piloto foi chamado pela Honda para correr no lugar do lesionado Dani Pedrosa em 2016 no Grande Prémio da Austrália.

Por outro lado, a última vitória americana em MotoGP aconteceu em 2011, quando Ben Spies levou a Yamaha ao lugar mais alto do pódio, precisamente no Grande Prémio da Holanda em Assen.

Quanto a Garret Gerloff, o piloto americano vem dos campeonatos que utilizam motos derivadas de modelos de série. Depois de brilhar no campeonato americano de superbike, Gerloff deu o salto para o mundial da categoria e integrou a equipa GRT Yamaha. Tem dado nas vistas pelo seu talento e velocidade em pista, e prova disso são os quatro pódios que já conta desde que se estreou no Mundial Superbike em 2020.

andardemoto.pt @ 23-6-2021 14:10:39


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP