Moto3, 2022, Japão - Moreira marca o ritmo

Um brasileiro à frente em Motegi

O estreante brasileiro marcou a volta mais rápida na sexta-feira à tarde no Japão no final de uma sessão animada por vários líderes e várias quedas  

andardemoto.pt @ 23-9-2022 12:34:11 - Paulo Araújo

Diogo Moreira da MSI Capacetes MT (10) marcou o ritmo no TL1 para a 16ª ronda do Mundial de Moto3, o Grande Prémio Motul do Japão.

Moreira fez um rápido 1:57.252 na primeira sessão de 40 minutos em torno do Mobility Resort Motegi, terminando à frente de Dennis Foggia, da Leopard Racing e um dos pilotos japoneses no terreno, Ayumu Sasaki da Sterilgarda Husqvarna Max (71).

O líder do Campeonato do Mundo, Izan Guevara, está no top 14 do Q2, mas o compatriota Autosolar GASGAS Aspar Team - e rival ao título - Sergio Garcia foi o 17º classificado no TL1 e espera que as condições secas se mantenham no sábado de manhã.

Apesar da chuva noturna e das nuvens cinzentas por cima, estava de facto seco para o início da sessão de sexta-feira à tarde, que é hoje a única corrida para a classe leve devido ao horário especial para o GP japonês.



Jaume Masia foi o primeiro a marcar o ritmo e o piloto da KTM Red Bull Ajo conseguiu reduzir o seu tempo de volta para 1:58.069 antes de regressar às boxes para terminar a sua primeira série de voltas.

Ryusei Yamanaka (MT Capacetes - MSI) teve um susto na sessão de abertura do seu grande prémio de casa quando saiu para a gravilha no Gancho (Curva 10) depois foi o mais rápido com um 1:58.097 logo a meio, mas esse esforço foi rapidamente melhorado pelo 1:57.664 de Guevara.

Sasaki deu aos fãs de casa motivos para sorrir quando afixou um 1:57.493 nos três minutos finais mas, à bandeira xadrez, Foggia disparou da zona de perigo da 14ª posição para ir mais rápido ainda, com um 1:57.447 antes de Moreira cruzar a faixa num tempo de 1:57.252.

Sasaki ficou portanto classificado em terceiro, à frente de David Muñoz (BOE Motorsports) numa 1:57.565 e John McPhee (Sterilgarda Husqvarna Max) num 1:57.585.



Tatsuki Suzuki (Leopard Racing) reclamou o sexto lugar a 1:57.610 e enquanto Guevara teve um 1:57.662 riscado devido a ultrapassagem dos limites da pista, o tempo da volta anterior viu-o ficar em sétimo, à frente de Riccardo Rossi (SIC58 Squadra Corse), Andrea Migno (Rivacold Snipers Team), e Yamanaka.

Deniz Öncü (KTM Red Bull Tech3) terminou em 11º lugar, sendo os restantes 14 primeiros colocados Kaito Toba (CIP Green Power), Adrian Fernández (KTM Red Bull Tech3), e Jaume Masia (KTM Red Bull Ajo).

Daniel Holgado (KTM Red Bull Ajo) foi uma omissão surpresa dos lugares provisórios do Q2 ao terminar em 16º lugar a 1:58.248 e Garcia estava novamente 0,170 segundos mais lento.

Lorenzo Fellon (SIC58 Squadra Corse), entretanto, vai para o centro médico para um check-up devido a dores no pé após um acidente tardio na Curva 13.

andardemoto.pt @ 23-9-2022 12:34:11 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP