OPINIÃO

Génio cria moto 2CV?

Uma moto feita por um único homem, sozinho no deserto e com muito poucos recursos, a partir de um Citroen 2CV.

andardemoto.pt @ 10-1-2022 12:43:02

Esta é uma história antiga, mas pouco conhecida, que quase raia a ficção, e que já há algum tempo queríamos partilhar nestas páginas.

Consta que um eletricista francês de 43 anos, de nome Emile Leray, em viagem através do Sahara Marroquino, no seu Citroen Deux Chevaux, sofreu um acidente que causou um grande estrago na sua viatura. Longe da civilização e com recursos e víveres reduzidos, a sua estratégia foi a de aproveitar as peças intactas e converter o seu 2CV num veículo de duas rodas. Uma moto, basicamente!

Tudo começou na cidade de Tan Tan, em 1993, quando Emile Leray pretendia dirigir-se para o Sahara Ocidental aos comandos da incansável viatura francesa a quem, por aquelas terras, era dado o nome de Camelo de Aço, devido à sua capacidade de ir a qualquer lugar, desde que devagar.

Alguns quilómetros depois foi mandado parar pela Royal Moroccan Gendarmerie, a polícia militarizada de Marrocos, e informado que não podia continuar para sul, devido à escalada de conflitos que à data fustigava o Sahara Ocidental. Tinha de voltar para trás!

Confiante no seu conhecimento da região, já que era um grande aventureiro e experiente em questões Marroquinas, Emile Leray não se conformou, deu efectivamente meia volta mas, apenas uns quilómetros depois, tomou um rumo alternativo, fora de estrada, para assim contornar o bloqueio e proseguir a sua viagem para sul.

De acelerador a fundo, para garantir que não era seguido nem apanhado, o afoito aventureiro sobrevalorizou a resistência do seu carismático 2CV e, num troço mais acidentado, após a colisão com uma rocha, partiu a transmissão e um braço da suspensão.

Imediatamente percebeu que estava em apuros. Aquilo não era uma simples avaria e, no meio do deserto, sem ferramentas adequadas, não tinha a mínima hipótese de efectuar qualquer reparação e voltar a pôr o seu Citroen 2CV em andamento. A civilização estava bastante longe e os seus recursos eram muito escassos.

Apenas tinha água e comida para se poder manter cerca de 10 dias, e consigo levava apenas um kit muito básico de ferramentas. Tinha uma serra, algumas chaves de parafusos, um martelo, um alicate, algumas chaves de bocas e era tudo!

Adormeceu nesse dia a pensar como sair daquela situação, mas quando acordou, na manhã seguinte, tinha um plano.


Desmanchou o Citroen, e começou a montar o seu veículo de resgate com as peças funcionais que sobravam do seu 2CV.

“Era impossível continuar a pé. Estava muito afastado da civilização. Por isso entrei em modo de sobrevivência e obriguei-me a fazer durar a água e a comida o mais que me fosse possível.” Comentou Emile Leray numa entrevista.

Utilizando toda a sua experiência e engenho, com as poucas ferramentas que dispunha, Emile Leray dobrou, cortou e uniu vários componentes.

Aproveitou apenas a parte central do chassis do 2CV, mudou o motor para o centro, usou uma das rodas diretamente como parte da transmissão final, com o peso do motor a comprimir o prato de suporte da manga de eixo contra o pneu, num básico sistema de fricção que lhe permitiria, com a marcha-atrás engrenada, rolar a uma velocidade máxima de 20 quilómetros/hora.

E foi cortando, dobrando e ligando tudo com parafusos que tirou de outros componentes, improvisando tornos para vergar o metal e chaves de parafusos como berbequins. 

Concebeu também um rudimentar sistema de direção a que nem faltava suspensão nem travões. O guiador foi feito com o macaco de emergência, onde foi aplicado um comando para a embraiagem.

O descanso lateral foi feito com parte do tubo de enchimento do depósito, e até concebeu um assento, feito com a extremidade de um para-choques e acolchoado com o feltro do “tablier” para poder viajar mais confortavelmente.

Mas a operação que ele tinha previsto demorar apenas 3 dias, converteu-se num calvário de 12 dias e, quando finalmente se conseguiu aventurar deserto fora com a sua moto, apenas lhe restava meio litro de água para sobreviver.

Curiosamente, após um dia de viagem, foi encontrado pela polícia, que o acompanhou até à povoação mais próxima, mas que também o multou porque os documentos do veículo que ele apresentou, não estavam consonantes com aquele que ele ia a conduzir!



A história parece improvável, mas há variados resultados do google que abordam este tema e, inclusivamente, a criação do engenhoso aventureiro já esteve em exposição na América, no Midwest Dream Car Collection Museum, onde a moto 2CV foi alvo de uma rigorosa inspeção, num evento que contou com a visita do próprio Emile Leray.Há inclusivamente um vídeo que relata o evento.

Esta verdadeira obra épica do homem que em França é considerado um génio da mecânica, foi alvo de um engraçado episódio do programa de TV MythBusters onde os seus protagonistas tentaram, em circunstâncias semelhantes, duplicar a criação de Emile Leray. 

Emile Leray na actualidade

Emile Leray na actualidade

andardemoto.pt @ 10-1-2022 12:43:02


Clique aqui para ver mais sobre: Sabia que