Shellios Puros, um capacete integral com bom ar (literalmente)

O fabricante indiano de capacetes, Shellios, abordou o problema da poluição atmosférica com o Puros, um capacete integral que fornece ar filtrado por HEPA.

andardemoto.pt @ 13-9-2022 01:26:28

Todos sabemos que quem circula diariamente de moto no meio do trânsito, sobretudo em troços congestionados, está sujeito a elevados níveis de poluição que afectam a saúde humana.

Por isso surgiu o capacete integral Shellios Puros que possui um sistema integrado de purificação de ar, composto por um ventilador elétrico que aspira o ar pela parte de trás e canaliza-o através de um filtro HEPA de grau H13, capaz de remover 99,7% das poeiras, polens, fungos, bactérias, e todas as partículas de tamanho superior a 0,3 microns (µm) suspensas no ar.

A empresa afirma que, na prática, o sistema de filtragem que equipa este capacete, reduz o teor de poluição do ar filtrado em mais de 80%, conforme testes realizados por um laboratório credenciado pela National Accreditation Board for Testing and Calibration Laboratories (NABL), de acordo com a norma  ISO/IEC 17011, e que conferem alguma credibilidade às suas pretensões.

O ventilador funciona sem fios, com uma fonte de alimentação recarregável que contém uma  bateria LiON dedicada, com uma porta de carregamento do tipo Micro-USB.  A Shellios afirma que a ventilação também reduz o embaciamento da viseira e a “sensação de asfixia”. 


A calota exterior é fabricada em  fibra de vidro e o capacete é certificado sob a norma IS:4151 (Padrão Indiano para Capacetes de Segurança), pelo que infelizmente não está apto para ser usado na União Europeia. Mas provavelmente em breve, seja a Shellios seja um dos  grandes fabricantes de capacetes, há-de surgir com uma versão específica para a Europa.

A Shelios reitera a importância de respirar ar limpo, pois no trânsito está-se sujeito a elevados níveis de emissões de poluentes, com efeitos bastante nocivos para o organismo humano, como por exemplo:

  • O ozono ao nível do solo é prejudicial e é criado por reações químicas entre óxidos de nitrogênio (NOx) e compostos orgânicos voláteis (VOC) na presença da luz solar.

  • Respirar ar com alta concentração de monóxido de carbono reduz a quantidade de oxigênio que pode ser transportada na corrente sanguínea para órgãos críticos como o coração e o cérebro. Em níveis muito altos o CO pode causar tontura, confusão, inconsciência e morte.

  • Exposições de curto prazo ao dióxido de enxofre, emitido na combustão do gasóleo e da gasolina (entre outros) pode prejudicar o sistema respiratório humano e dificultar a respiração, já que actua sobre as mucosas.

  • O chumbo distribui-se por todo o corpo através do sangue e acumula-se nos ossos. Dependendo do nível de exposição, o chumbo pode afetar negativamente o sistema nervoso, a função renal e o sistema imunológico.

  • Respirar ar com alta concentração de dióxido de nitrogênio (NO2) também resultante da combustão dos derivados de petróleo, pode irritar as vias aéreas do sistema respiratório humano. Tais exposições em curtos períodos podem agravar doenças respiratórias, particularmente a asma, levando a sintomas respiratórios como tosse, chiado no peito ou dificuldade para respirar.


Também pode querer ler:

andardemoto.pt @ 13-9-2022 01:26:28


Clique aqui para ver mais sobre: Sabia que