Vespa GTS 300 SUPER RACING SIXTIES - Contacto Andar de Moto

A Vespa GTS 300 SUPER RACING SIXTIES é uma das primeiras novidades de 2020 do Grupo Piaggio, a chegar ao nosso país! Trata-se de uma scooter “Big Body” que se destaca da restante gama pelo seu estilo e esquema cromático, que não passam despercebidos.

andardemoto.pt @ 18-8-2020 07:15:00 - Texto: Rogério Carmo

Veja o vídeo:


A inspiração para este modelo veio dos gentlemen riders, motociclistas dos anos 60 do século passado, que eram conhecidos não só pela procura de performance, mas também pela classe, elegância, estilo e estética dos seus veículos, que evocavam provas lendárias como os Grandes Prémios do Mónaco e de Monza, ou históricas como a Targa Fiorio.

Portanto, quem adora a velocidade e gosta de ser o centro das atenções, encontra tudo isso nesta Vespa. 

O novo motor 300 HPE apresenta uma suavidade de funcionamento notável, com uma ausência de vibrações e ruídos parasitas, tendo sobretudo em conta que apresenta uma excelente subida de rotação e uma aceleração realmente impressionantes. É um monocilíndrico a quatro tempos, de 278 centímetros cúbicos, com quatro válvulas, injeção eletrónica e refrigeração por líquido.

A ficha técnica regista valores máximos de 23,8 cavalos de potência e 26 Newtons/metro de binário, ambos disponíveis desde baixa rotação! Mas apesar disso, a marca indica um consumo de gasolina na ordem dos 40 km/litro, ou seja, 2,5 litros aos 100 quilómetros, o que, aliado a um depósito de combustível com capacidade para 7 litros, proporciona uma autonomia teórica de 280 quilómetros.

No entanto, e porque o motor se mostra bastante vivaz e proporciona um grande prazer de condução, quem quiser desfrutar das capacidades dinâmicas da GTS 300, deve contar com autonomias bastante mais reduzidas, abaixo dos 200 quilómetros! 

A transmissão, por variador contínuo, mostra-se bastante bem dimensionada, respondendo de forma muito rápida ao acelerador, com um bom efeito de travão motor. Por isso a Vespa dotou a ciclística de argumentos de segurança que tornam a condução desta GTS 300 um verdadeiro prazer, já que, apesar de contar com um quadro monocoque e carenagens em aço, regista um peso de apenas 170 quilos a cheio.

A travagem conta com discos de 220mm de diâmetro em ambos os eixos, e com ABS integral. E mostra um desempenho muito bom, em termos de potência e de dosagem da manete! 

A suspensão apresenta um bom compromisso de afinação, entre o comportamento desportivo e o conforto, apesar de as bonitas jantes douradas de 12 polegadas, exclusivas desta versão RACING SIXTIES, reagirem mal aos buracos mais profundos. 


A Vespa dotou a gama GTS 300 Super com um sistema de controlo de tracção que se mostra extremamente rápido na sua actuação, capaz de digerir prontamente os excessos do punho direito, e que inclusivamente pode ser desligado.

E quando isso acontece, o que não é recomendável em piso molhado, esta scooter parece que se transforma, com a resposta do motor a ficar muito mais directa e os arranques e retomas muito mais interessantes! 

A direção é muito rápida e intuitiva, com uma excelente brecagem, tornando esta GTS 300 Super extremamente ágil no meio do trânsito! 

Manobrar também é bastante fácil, seja a baixa velocidade ou à mão. Mais indicado para condutores de estatura média/alta, o assento situado a 790mm proporciona uma vista de camarote para o trânsito!

Um problema que encontramos na Vespa GTS 300 Super é não termos espaço para guardar um capacete, digno do nome, debaixo do assento! No entanto, o porta-luvas colocado no escudo frontal permite guardar pequenos objectos e está dotado de uma tomada USB.

Outro aspecto menos positivo é o facto de a Vespa não disponibilizar neste modelo um travão de estacionamento. Com o seu considerável peso, a utilização do descanso lateral fica limitada a pisos planos. E, numa subida, o descanso central não é propriamente fácil de desmontar!

Mas por outro lado, a ergonomia é perfeita, tanto para o condutor como para o passageiro.
Os espelhos retrovisores proporcionam uma excelente visibilidade e a iluminação é acima da média para o seu segmento. A qualidade de construção é irrepreensível, com pormenores de muita qualidade, como o assento, em nobuck aveluda do, mas revestido a PVC para garantir a impermeabilidade.

A Vespa GTS 300 SUPER RACING SIXTIES está disponível na rede de concessionários da marca em dois esquemas cromáticos: o que aqui apresentamos, em verde e amarelo, e outro com base branca e riscas vermelhas, ambos com um P.V.P. de 5.690 €.


andardemoto.pt @ 18-8-2020 07:15:00 - Texto: Rogério Carmo


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives