Teste Voge 300ac

Citadina estilosa

A Voge, marca premium da Loncin, chegou a Portugal pela primeira vez em 2019 e, ao longo destes 3 anos, tem vindo a cimentar a sua qualidade nos diversos modelos.

andardemoto.pt @ 20-12-2022 14:07:40

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Voge 300AC | Moto | Classic

O modelo 300ac da Voge vem provar mais uma vez que os fabricantes orientais conseguem desenvolver motos de qualidade. O seu habitat natural é o meio urbano, todavia mostra capacidades de ir mais além.

Numa primeira impressão a Voge 300ac parece-nos compacta e não nos enganámos, é mesmo, levando por algumas vezes o motociclista a encostar-se ao assento do pendura sem se aperceber.

Sentados no cómodo assento que está a uma altura ao solo de 790mm, facilmente se coloca a planta dos pés no chão (para aqueles que rondem os 170cm de altura). Quanto à ergonomia que a Voge 300ac nos proporciona esta é confortável devido ao seu guiador elevado.

O seu peso anunciado de 170 kg não se faz sentir, nem mesmo nas situações em que circulamos a uma menor velocidade, e nas vias mais rápidas mostra-se também muito estável.

Nas horas de ponta, em que as estradas se encontram congestionadas principalmente por carros, a Voge 300ac sente-se em casa, com manobras apertadas fáceis de realizar sem ser preciso colocar os pés no chão. Importante mencionar que as inversões de sentido são feitas numa primeira investida sem se recorrer a qualquer acrescento de manobras.

As suspensões, mesmo sendo um pouco duras, desempenham um bom trabalho na absorção das irregularidades do asfalto, enquanto enaltecem a sua essência desportiva e citadina.

Na selva de cimento podem surgir imprevistos que nos obriguem a uma travagem forte e por isso a Voge decidiu deixar bem claro que uma travagem superior é um bem essencial às motos.

O duplo disco na roda frontal não só dá um caráter diferente à Voge 300ac, como funciona muito bem. A travagem efetuada a partir da manete que pode ser regulada em 5 níveis é eficaz e precisa, com o ABS disposto a intervir. 


O coração da Voge 300ac é uma das características que mais se destaca. O monocilíndrico com capacidade de 292 cc, aliado à caixa de velocidade bem escalonada, possibilita uma condução divertida. 

Mais do que os números apresentados pela unidade motriz da Voge 300ac, o seu som emitido pelo escape em inox é surpreendentemente agradável. Quando lhe cortamos a alimentação de combustível a Voge 300ac brinda-nos com as típicas “pipocas” ao descer das rotações.

Com um motor de apenas um cilindro as vibrações não são de estranhar, contudo na Voge 300ac as mesmas são mínimas, sentidas apenas suavemente no assento e no guiador. É certo que a velocidades mais elevadas, proporcionadas nos regimes mais altos (limite de 9000 rpm), as vibrações tornam-se mais proeminentes.

Nos regimes de rotação mais baixos a resposta do monocilíndrico é imediata e cheia de vontade, sem revelar qualquer engasgo ou batida a seco.

Ademais, o motor é robusto e não precisamos de recorrer constantemente à alternância de mudanças na caixa de velocidades para que este mostre a sua força. Sempre disponível, cortesia proporcionada, também, pela sua caixa não muito longa, permite-nos circular no centro da cidade maioritariamente com a 3 mudança engrenada.

Raramente, a primeira mudança parece não querer entrar, levando-me a ter de “empurrar” a moto para a frente ou para trás na tentativa de a engrenar para conseguir arrancar (pode ser causado pela má lubrificação da corrente ou a mesma estar demasiado apertada). Mas além disso, o pedal das mudanças é suave e encontramos o ponto morto sem complicações.

Os acabamentos da Voge 300ac face ao seu preço tornam-na ainda mais apetecível, os detalhes em plástico no depósito que previnem riscos, as protecções de radiador, o bico de pato e outros detalhes, tornam-na mais composta. Além disso, os suportes do guarda-lamas e farol são em alumínio.


A iluminação da Voge 300ac é toda em LED incluindo a da matrícula, que está colocada num suporte monobraço vindo do eixo traseiro e que beneficiou a sua silhueta compacta.

Em termos de ajudas tecnológicas a Voge 300ac conta apenas com o ABS, como já havíamos referido. Mas será preciso mais? Acreditamos que não.

Já no painel de instrumentos digital temos todas as informações básicas e necessárias à condução, sendo possível mudar a sua cor de fundo. (vermelho, laranja e branco)

Para andarmos orientados pela cidade através dos aparelhos tecnológicos que nos indicam o caminho, a 300 ac dispõe uma ficha USB mesmo por baixo do painel de instrumentos para que não nos falte bateria nos gadgets.

A Voge 300AC destaca-se pelas suas capacidades ciclísticas, pela sua estética e pelas suas características técnicas. Pode ser conduzida por todos aqueles que possuam carta A2 e a sua média/baixa cilindrada favorece os consumos.

Quase com um média de consumo de gasolina nos 3 litros por 100 quilômetros, aliada ao depósito com 15 litros de capacidade, a Voge 300ac dá-nos a possibilidade de cumprir perto de 500 quilômetros com somente um depósito. Cheio, obviamente.

De facto, a Voge 300ac não desiludiu, de todo. As expectativas que havia criado confirmam-na como uma forte concorrente no mercado nacional dentro do seu segmento, com um preço recomendado de 4,095€.

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Voge 300AC | Moto | Classic

andardemoto.pt @ 20-12-2022 14:07:40


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives