MotoGP – Hervé Poncharal preocupado com lesão de Miguel Oliveira

Lesão no tendão do ombro direito de Miguel Oliveira deixa o diretor da Tech3 apreensivo para o Grande Prémio de São Marino. Hervé Poncharal chega mesmo a dizer que tiveram muitas dúvidas se o piloto português podia competir em Misano e em Aragão.

andardemoto.pt @ 9-9-2019 14:09:40

O abandono devido a queda depois da colisão com Johann Zarco no Grande Prémio de Inglaterra deixou marcas em Miguel Oliveira. O piloto português não conseguiu completar os testes oficiais de MotoGP em Misano, efetuou apenas duas voltas, e deixou o diretor e proprietário da equipa Tech3 bastante apreensivo com o seu pupilo.

Hervé Poncharal, em antevisão ao Grande Prémio de São Marino que se realiza de 13 a 15 de setembro, afirma que chegaram a duvidar que Miguel Oliveira conseguisse participar neste GP e no seguinte em Aragão, Espanha:

“Temos todos de nos recordar que o Miguel foi atingido por outro piloto em Silverstone, e apesar de todos pensarmos que ele estava fisicamente OK após aquele acidente desnecessário, depois de regressar a Portugal ele descobriu que tinha uma lesão no ligamento do ombro direito, e mesmo assim pensou que não era tão grave. Fez tratamento durante dois dias e voou para Misano, mas depois de duas voltas foi fim do jogo para o teste, e ficámos com sérias dúvidas sobre a sua participação em Misano e na corrida seguinte em Aragão. Tenho falado com o Miguel quase diariamente. Ele parece estar a recuperar,mas só vamos saber se consegue pilotar na manhã de sexta feira na primeira sessão de treinos livres”.


Presente na ronda portuguesa do Mundial Superbike no Autódromo Internacional do Algarve, onde aproveitou para apoiar os seus pilotos da Oliveira Cup, Miguel Oliveira deu várias entrevistas no circuito algarvio, onde a sua lesão foi sempre motivo de interesse.

O piloto português mostrou-se ainda incomodado com a lesão no ombro direito, mas ao mesmo tempo está otimista em relação à sua condição física, e nem sequer fala na possibilidade de não poder competir em Misano ou na ronda seguinte de MotoGP

“Depois de queda em Silverstone, sofri uma lesão forte no meu ombro direito. Infelizmente, esta lesão impediu-me de testar em Misano, mas felizmente tivemos uma longa paragem que deu para recuperar. Tenho feito fisioterapia e consultado diversos especialistas para melhorar a minha condição. Estou a dar tudo para estar a 100% em Misano. É certo que estas coisas demoram o seu tempo, mas estou bastante otimista sobre a minha condição física, especialmente motivado pelos bons resultados, por isso espero começar o Grande Prémio de São Marino da forma como estava em Silverstone”, afirma Miguel Oliveira.

andardemoto.pt @ 9-9-2019 14:09:40


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto