Rossi e Hamilton – A troca mais esperada!

As duas lendas do desporto motorizado finalmente concretizaram os seus desejos de pilotar uma MotoGP e um Fórmula 1. Valentino Rossi e Lewis Hamilton trocaram de máquinas por um dia e o resultado não foi nada mau!

andardemoto.pt @ 13-12-2019 11:14:13

Os pilotos queriam, os fãs queriam, as equipas queriam, e provavelmente até as respetivas máquinas queriam. Toda a gente queria! Com o circuito Ricardo Tormo em Valência como cenário para um evento muito especial, Valentino Rossi e Lewis Hamilton finalmente concretizaram os seus desejos e puderam pilotar as máquinas de MotoGP e Fórmula 1.

Rossi e Hamilton são amigos de há muitos anos, e por diversas ocasiões assistimos a trocas de elogios públicas que demonstram a admiração que tanto o piloto italiano como o piloto britânico têm um pelo outro.

Desde que foi anunciado que Rossi e Hamilton iam poder pilotar uma MotoGP e um Fórmula 1, numa troca de papéis, o entusiasmo foi crescendo entre os fãs e até nos próprios pilotos. E agora que foi concretizada a troca mais esperada do ano, podemos dizer que o resultado não foi nada mau!

Apesar de no comunicado oficial não terem sido revelados os tempos por volta de Rossi ao volante do Mercedes-AMG F1 W08 EQ Power+, carro com o qual o piloto britânico se sagrou campeão de F1 em 2017, e os tempos obtidos por Lewis Hamilton aos comandos da Yamaha YZR-M1, moto que o nove vezes campeão mundial de velocidade pilotou esta temporada, algumas fontes afirmam que Rossi ficou a apenas 1,5 segundos de diferença do tempo de Hamilton, enquanto que Hamilton na M1 ficou a 4 segundos de diferença de Rossi.

Apesar de não ser a primeira vez que Valentino Rossi pilota um Fórmula 1, nem a primeira vez que Lewis Hamilton pilota uma moto de competição, embora tenha sido a primeira MotoGP que pilotou, não deixa de ser muito impressionante o que cada um fez aos comandos da máquina do outro piloto.

Claro que, caso fosse em competição e necessário fazer tempos mais rápidos, as diferenças entre ambos não seriam tão pequenas, mas mesmo assim temos de ficar surpreendidos com a habilidade que tanto Rossi como Hamilton têm de pilotar veículos de quatro e de duas rodas.


Depois da troca de papéis, Valentino Rossi afirmou que “Eu já era um fã do Lewis, mas agora ainda sou mais. Tivemos um dia fantástico, onde as duas categorias máximas do desporto motorizado não só se encontraram, como também trabalharam em conjunto. Experimentar o W08 foi uma oportunidade espetacular para mim. Já tinha pilotado um F1 antes, mas muita coisa mudou. Primeiro temos uma enorme sensação de velocidade. As forças G não são assim tão más, mas temos de nos habituar. Assim que entrei no ritmo pude puxar. Senti-me como um piloto de F1 por um dia!”, com o piloto italiano a mostrar-se impressionado com a capacidade de Hamilton em pilotar a Yamaha M1 num circuito técnico e complicado:

“Também pude pilotar a M1 com o Lewis. Foi um momento de orgulho para a equipa e por partilharmos a nossa paixão com ele. Tecnicamente, Valencia é um circuito complicado, e estava muito vento. Cheguei a pensar que seria muito difícil para o Lewis, mas ele foi brilhante na moto e com uma postura na M1 muito boa. Sinceramente, espero que tenhamos muitas mais experiências destas no futuro”, concluiu Valentino Rossi.


Para Lewis Hamilton, “fresco” de conquistar o seu sexto título de Fórmula 1, esta foi mais uma oportunidade do britânico mostrar que não serve apenas para dar o seu nome a modelos especiais como acontece com algumas MV Agusta.

Lewis Hamilton também sabe pilotar uma moto de competição, e isso já tinha ficado claro quando rodou em Jerez com a equipa PATA Yamaha do Mundial Superbike, tendo impressionado Alex Lowes e Michael van der Mark nessa altura.

Mas uma MotoGP é uma máquina totalmente diferente! E nem tudo correu bem para o britânico: “Tive um pequeno contratempo mas trouxe-a de volta inteira. Eu estava a aprender, passo a passo, mas é uma curva de aprendizagem muito íngreme. É fantástico ver uma lenda como o Valentino Rossi pilotar o carro. Lembra-me como foi a primeira vez que conduzi um F1. Quando vemos a equipa toda à nossa volta, é um animal totalmente diferente. Foi muito bom poder ver o Valentino à minha frente em pista na mesma moto”.

andardemoto.pt @ 13-12-2019 11:14:13


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto