MotoGP – Datas das apresentações das equipas Ducati, Honda, Suzuki e Yamaha

O primeiro teste de pré-temporada acontece já no início de fevereiro. Fique a saber quando é que serão apresentadas as novas motos das equipas Ducati, Honda, Suzuki e Yamaha.

andardemoto.pt @ 15-1-2020 15:05:08

A temporada 2020 do Mundial de Velocidade volta a dar-nos o melhor espetáculo do mundo em duas rodas, e as nossas atenções continuam totalmente focadas na prestação do piloto português Miguel Oliveira, que aos comandos da KTM RC16 da equipa Red Bull KTM Tech3 vai competir pelo 10º ano consecutivo no mundial, sendo a sua segunda temporada na categoria rainha MotoGP.

Miguel Oliveira vai ter bastantes novidades quando regressar à pista, um regresso que acontece depois do piloto luso estar recuperado da operação ao ombro direito. A KTM tem vindo a preparar diversas alterações à RC16 – clique aqui para conhecer em detalhe as novidades na moto austríaca -, e esperamos que 2020 seja o ano do Falcão em MotoGP!

Infelizmente ainda não temos a confirmação de quando acontece a apresentação das equipas KTM de MotoGP.

Porém, Miguel Oliveira não estará sozinho em pista. Para esta nova temporada de MotoGP várias equipas decidiram realizar alterações aos seus protótipos de forma a conseguirem uma vantagem sobre os rivais. As apresentações destas novas motos acontecem já durante a pré-temporada de MotoGP, e algumas das principais formações já confirmaram as datas das suas apresentações.


Assim, e antes do primeiro teste que acontece em Sepang, Malásia, a 7 de fevereiro, a Ducati vai realizar um evento especial em Bolonha para revelar as novas decorações das Desmosedici GP20. Desta feita a equipa italiana liderada por Gigi Dall’Igna optou por não ir para muito longe de casa, pois a fábrica da Ducati é precisamente em Bolonha, e será aí que a 23 de janeiro as novas cores da equipa Ducati serão reveladas. Os pilotos serão os mesmos: Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci.

Também a Repsol Honda irá desvendar as novas cores da RC213V antes do primeiro teste na Malásia. No caso da marca japonesa, a apresentação acontece a 4 de fevereiro.

A equipa que será composta por Marc Marquez, campeão em título, e pelo seu irmão mais novo Alex Marquez, vai apresentar-se aos fãs num evento em Jakarta, capital da Indonésia, país que se prepara para receber MotoGP e onde os milhões de fãs de certeza aguardam com expectativas elevadas a realização do GP da Indonésia.


E será precisamente nos dias que antecedem os teste oficiais de MotoGP na Malásia que mais três equipas vão apresentar-se.

No dia que antecede o primeiro teste de MotoGP de 2020, 6 de fevereiro, as equipas Ecstar Suzuki, Monster Energy Yamaha e Petronas Yamaha SRT, vão dar um colorido especial ao circuito de Sepang, que assim servirá de palco para a apresentação das novas motos de cada uma destas equipas.

A Ecstar Suzuki, por intermédio de Davide Brivio, já disse esperar mais esta temporada de Alex Rins. Joan Mir estará no seu segundo ano em MotoGP, pelo que também se espera ver o espanhol a lutar mais consistentemente por lugares mais acima na tabela.

A Monster Energy Yamaha vai novamente contar com os esforços de Maverick Viñales e Valentino Rossi. A equipa japonesa tem vindo a trabalhar arduamente no desenvolvimento da Yamaha YZR-M1, mas as mais recentes declarações de Viñales não são positivas, com o espanhol a considerar que a Yamaha ainda não está no nível certo para competir com Honda e Ducati.

A cúpula diretiva da Yamaha também terá uma enorme dor de cabeça pela frente em 2020: manter ou não manter Rossi na equipa de fábrica?

Valentino Rossi, aos 40 anos de idade, não tem apresentado o mesmo nível de performance em pista em relação ao que vimos noutros anos. Aliás, o próprio piloto italiano confessou que 2019 foi um ano para esquecer. Rossi já disse que tem várias opções em cima da mesa, mas deixou nas mãos de Lin Jarvis, responsável máximo da Yamaha Racing, a decisão de continuar ou não.

E é precisamente aqui que entra mais uma equipa que também revela as novas cores no dia anterior ao teste de Sepang. A Petronas Yamaha SRT, depois de uma temporada de estreia em MotoGP fantástica, principalmente pelos resultados de Fabio Quartararo, tem neste seu segundo ano de existência maiores ambições e a Yamaha decidiu disponibilizar à equipa de Razlan Razali uma segunda M1 de fábrica, para Quartararo.

O jovem francês terá sobre si uma pressão bastante maior do que teve até agora, inclusivamente Marc Marquez já aponta para que seja Quartararo o seu maior adversário em 2020 na luta pelo título. Mas Quartararo parece estar imune a este tipo de pressões. Resta saber se vai mesmo ser assim quando as coisas aquecerem em pista.

Franco Morbidelli será novamente um piloto a ter em conta. O italiano, antigo campeão de Moto2, não teve uma temporada 2019 excecional tendo em conta que dispunha de uma moto de fábrica. Mas Morbidelli é sempre um piloto rápido e que nos dias de corrida consegue suprir alguns problemas que sente na qualificação. Será interessante ver como o sempre simpático italiano se porta.

andardemoto.pt @ 15-1-2020 15:05:08


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto