MotoGP – Uma janela obrigou Marquez a nova operação

Alberto Puig explicou o que aconteceu para Marc Marquez ter de ser operado novamente ao braço direito. O piloto espanhol terá danificado a placa de titânio ao abrir uma janela em casa. Tempo de paragem não está confirmado, mas o campeão de MotoGP só deverá regressar em setembro.

andardemoto.pt @ 6-8-2020 19:23:25

Já se sabia que Marc Marquez não vai participar no Grande Prémio da República Checa este fim-de-semana. A segunda operação ao braço direito que aconteceu no início desta semana, deixa o campeão em título de MotoGP fora de ação.

Mas o que aconteceu para Marquez ter de ser operado uma segunda vez quando até parecia estar a conseguir uma recuperação milagrosa?

A resposta veio pela boca de Alberto Puig, diretor desportivo da Repsol Honda.

Diz o antigo piloto e agora um dos principais responsáveis pela equipa de fábrica da Honda em MotoGP, que Marc Marquez danificou a placa de titânio que lhe foi colocada para fixar o úmero do braço direito, ao tentar abrir uma janela de grandes dimensões em casa.

Leia também - MotoGP: Marc Marquez operado novamente por causa de placa de titânio danificada



Após estas declarações, que foram recebidas pelos fãs com alguma estranheza e, até, alguma desconfiança, gerando muitos comentários nas redes sociais, também o irmão Alex Marquez confirmou a versão referida por Puig.

Alberto Puig garante que se soubessem que a placa se poderia danificar tão facilmente, a Honda não teria permitido que Marc Marquez regressasse às pistas tão rapidamente como fez: “Se tivessemos esta informação, não teríamos ido a Jerez, e a Honda não o deixaria competir. O positivo é que isto aconteceu em casa, não em Brno ou em cima da moto, ou até na Áustria, o que teria consequências gravíssimas em caso de nova queda”.

Marc Marquez ficará agora em repouso. Não foi dada qualquer data mais definitiva para o seu regresso à competição. Mas tanto o piloto, a equipa Repsol Honda, e também a equipa médica liderada pelo Dr. Mir, pretendem que agora Marquez cumpra uma recuperação mais “convencional” sem apressar o seu regresso, permitindo que o osso do úmero recupere a 100% da fratura.



Se Marc Marquez regressou à pista em Jerez cerca de 72 horas após a primeira operação, o regresso após a segunda operação só deverá acontecer em setembro.

E será que Alberto Puig concorda com as críticas que foram feitas à equipa por deixar Marc Marquez regressar à competição tão rapidamente?

Mais uma vez, Alberto Puig responde aos críticos em tom mais irritado: “Quando és um campeão tens de experimentar, sempre que estejas dentro da legalidade. O Marc passou os testes físicos e aceitou até onde poderia ir. Agora é fácil falar sobre o que aconteceu. Isso é coisa de perdedores. O que é evidente é que o piloto não contava que a placa se pudesse partir. Até os médicos se surpreenderam com isso. Para mim, falar depois das coisas acontecerem parece coisa de cobardes que procuram desculpas. Tudo foi feito da melhor forma possível e não correu bem. Quem tem mais a perder é o piloto, mas o Marc é forte e vai recuperar”.


Com zero pontos somados nas duas primeiras corridas de MotoGP de 2020, e prevendo-se que não vai poder competir e somar qualquer ponto nas próximas três corridas, Marc Marquez tem agora uma missão quase impossível para revalidar o seu título na categoria rainha.

Matematicamente não é impossível, mas é extremamente improvável que Marc Marquez consiga regressar e recuperar a desvantagem pontual que terá para os pilotos no topo da classificação de MotoGP.

andardemoto.pt @ 6-8-2020 19:23:25


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto