Curtiss Motorcycles Hades - A mais recente criação da marca mais conhecida pelas motos Confederate

Uma moto distinta que vai seguramente entusiasmar muitos motociclistas cépticos relativamente à mobilidade eléctrica

andardemoto.pt @ 22-7-2019 17:58:50

Ainda há poucos dias lhe apresentámos outra moto nova dos contrutores de Orleães: a Curtiss Zeus (clique aqui para ver), mas o construtor americano não está propriamente a dormir e quer manter na mobilidade eléctrica a pujança, o arrojo do design e o carisma dos seus modelos, que tinha quando produzia motos com motores de combustão interna, como por exemplo a Confederate G2 P51 Combat Fighter que pode ver se clicar aqui.

A Hades apresenta especificações e performance semelhantes às da Zeus, mas um estilo completamente diferente, muito mais na linha dos seus antigos modelos. 
Por isso esta nova moto está equipada com um motor de 217 cavalos (162 KW) que debita um impressionante binário de 200Nm, alimentado por uma bateria de 399VDC com uma capacidade de 16.8 kWh.
Traduzido para a prática, esta bateria tem mais capacidade que as baterias maiores de uma Zero SR ou F, e de uma Harley-Davidson Livewire e o seu motor debita mais potência que os motores das mesmas duas motos combinados.


Mas o que marca a diferença desta nova Hades da Curtisse Mootorcycles para as demais motos eléctricas é o seu design, de autoria do famoso JT Nesbit da Bienville Studios.

Como é apanágio da marca, a suspensão prescinde da forquilha hidráulica e utiliza um sistema de duplo paralelogramo articulado, com um amortecedor simples entre as mesas de direcção. A suspensão traseira também conta com um amortecedor colocado em posição horizontal que completa o aspecto pouco convencional do conjunto.

Mas o que salta mesmo à vista é a bateria, colocada no lugar onde normalmente encontramos um motor de combustão interna, a fazer lembrar a Hercules W-2000 e o seu motor Wankel.

Esta estratégia serve também o propósito de manter a bateria bem refrigerada, enquanto que contribui para um centro de gravidade muito baixo.

Provavelmente já notou que as peseiras são desprovidas de pedais. Para garantir um aspecto ainda mais limpo, e uma vez que a Hades não possui caixa de velocidades, a Curtiss optou por instalar o travão traseiro na manete esquerda, à semelhança do que acontece nas scooters, e como começa a ser tendência nas motos eléctricas.

O assento, colocado a menos de 700mm de altura do chão, incorpora por debaixo as luzes traseiras. Os travões, de elevadas especificações em ambos os eixos, são assinados pela Beringer, e as rodas com jantes BST em fibra de carbono, com 18 polegadas, calçam pneus 110/80 na frente e 160/60 na traseira.


O preço anunciado para este bela peça de design e maravilha da tecnologia é de 75.000 dólares, mas a produção só irá começar em 2020.
A Curtiss recorreu ao “croudfunding” para poder passar à produção deste seu novo modelo, e o objectivo da campanha de angariação já foi alcançado, pelo que se prevê que a Hades vai ser um sucesso comercial, provavelmente maior até do que o que foi registado pelas exclusivas Confederate.

andardemoto.pt @ 22-7-2019 17:58:50


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews