Royal Enfield Custom em exposição na EICMA 2019

Foram 6 as motos customizadas que regalaram os olhos do público do Salão de Milão.

andardemoto.pt @ 16-11-2019 07:42:00

Além dos novos esquemas cromáticos das Royal Enfiel Himalayan que foram apresentados em Milão, a marca de motos mais antiga do mundo em produção contínua, apresentou no seu stand seis incontornáveis customizações:

Twins FT


Uma Royal Enfield de estilo Flat Track personalizada de "fábrica" e realizada em colaboração com a Harris Performance. Conta com um quadro feito à medida especificamente para as corridas de Flat Track. É um trabalho muito emocionante para se perceber as capacidades do motor Twin da Royal Enfield. O quadro é em tubo de aço soldado, uma técnica “old school” aplicada a uma moto completamente moderna. 

A Harris Performance desenvolveu o resto dos componentes do quadro especificamente para esta moto, incluindo a forquilha, e, usou jantes RSD com pneus Flat Track da Dunlop.
 
Os silenciadores S&S e um kit de cilindros de maior diâmetro completam o conjunto, para um rendimento óptimo. A equipa de design no centro técnico da Royal Enfield no Reino Unido ajudou a desenhar e a fabricar toda a carenagem em carbono, acolhendo conselhos dos pilotos de Flat Track para obter resultados práticos de ergonomia sem descurar o design.

Naught Tea v1.0


Uma outra construção de "fábrica" ​​que já havia sido apresentada pela primeira vez no evento Bike Shed 2019 no Reino Unido.

Desenhada em colaboração com a Harris Performance para investigar as possibilidades de acrescentar uma carenagem à GT 650, o projecto evoluiu para o desenvolvimento da Naught Tea v2.0, uma Royal Enfield melhor preparada para rodar em circuito.


Naught Tea v2.0


Retomando onde havia ficado a Naught Tea v1.0, a versão 2.0 foi desenhada propositadamente para utilização em circuito. Partilhando a mesma carenagem desenvolvida para a 1.0 e mantendo o mesmo quadro, a 2.0 vê-se equipada com uma suspensão ajustável e um motor preparado para debitar maior potência.

O objectivo era verificar o que se podia conseguir mantendo a cilindrada original de 650 cc, e o resultado foi uma melhoria de 26% na potência e uma agilidade superior. Causou furor na sua primeira aparição no Bike Shed Festival, no circuito de Lydden Hill.

Two Smoking Barrels


Esta Royal Enfield foi construída em colaboração com a Sinroja Motorcycles. A Sinroja reduziu uma Continental GT 650 à mínima expressão e aumentou a potência do motor com um sistema de NOS líquido (oxido nitroso)  e um kit de pistões de maior diâmetro da S&S, incrementando a cilindrada até aos 750 cc.

A Two Smoking Barrels (TSB) participou nas séries de corridas de arranque Sultans of Sprint, e os resultados falam por si mesmos, com uma vitoria na corrida Punks Peak do Wheels and Waves, um segundo lugar na corrida do Glemseck 101 Sultans of Sprint e uma terceira posição no final da temporada da Sultans of Sprint.

MJR Roach


Uma Royal Enfield ”tracker” inspirada nos videojogos e nos filmes pós-apocalípticos. Esta MJR Roach inspira-se na robustez e fiabilidade do modelo original, a Himalayan, e eleva-a a um nível superior, tornando-a ainda mais ágil e leve.

Dotada de um mono-braço oscilante, mais longo que o original, pneus de tacos e um TurboCharger da Garrett que eleva a potência do monocilíndrico para valores muito mais interessantes, esta MJR Roach de aspecto pós-apocalíptico não passa despercebida.


Gallinella


Uma Royal Enfield construída pela BAAK Motocyclette para apresentação no Wheels and Waves 2019.

A Gallinella recupera a elegância das carenagens originais de estilo “bathtub” (banheira), mas com uma interpretação elegante e atual. Apesar de as carenagens de época terem um aspecto pesado, a Gallinella joga com a fácil acessibilidade mecânica da Interceptor 650 Twin para criar uma obra de arte dinâmica de estilo vintage.

A carenagem traseira, de alumínio moldado à mão, é complementada por um guiador largo e pormenores requintados, resultando numa construção que é simultaneamente refinada e dinâmica.

A Royal Enfield é marca de motos mais antiga do mundo em produção contínua,  pois construiu a sua primeira moto em 1901 e a sua produção nunca foi interrompida, apesar de ter mudado de Inglaterra para a India em 1962.

Actualmente Royal Enfield é um departamento da Eicher Motors Limited, fabricante que produz motos únicas e distintas liderando o segmento de média cilindrada na Índia. Com a sua nova base industrial em Chennai, a Royal Enfield está a aumentar a sua produção rapidamente, perante o aumento da procura pelas suas motos.

Com um crescimento de mais de 50% ao ano nos últimos 5 anos, a Royal Enfield está a converter-se rapidamente num construtor muito importante no mercado global de motos de gama média, e está a trabalhar para reinventar este espaço com motos atrativas e sobretudo divertidas de conduzir.

A gama de produtos da Royal Enfield na Índia inclui os modelos Bullet, Classic e Thunderbird nas cilindradas de 350 (apenas para o mercado indiano) e 500 cc, juntamente com a Café Racer Continental GT de 535 cc e a Himalayan, desenhada especialmente para a aventura e equipada com o novo motor monocilíndrico LS410.

Além do mais, recentemente acrescentou à sua gama de motos uma nova família de bicilíndricas de 650 cc, as Twins, que inclui a Interceptor INT 650 e a Continental GT 650 que também já tivemos oportunidade de testar (clique aqui para ver o teste)..

andardemoto.pt @ 16-11-2019 07:42:00


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews