KTM com motor bicilíndrico 500 cc chegam em 2022

Stefan Pierer confirma que cinco novos modelos vão utilizar o novo motor bicilíndrico de 500 cc. As novas KTM de média cilindrada estarão disponíveis a partir de 2022 e serão para os segmentos aventura, supermoto, enduro, naked e também para as desportivas.

andardemoto.pt @ 19-6-2020 11:51:57

Pouco mais de cinco meses depois dos planos estratégicos de médio prazo da Pierer Mobility AG terem sido divulgados, o próprio CEO do grupo, Stefan Pierer, decidiu abrir o jogo e confirmar as informações de que a KTM irá atacar em força com vários modelos de média cilindrada.

Depois de afirmar que a pandemia Covid-19 poderá não ser assim tão má para as vendas de motos, Stefan Pierer continua a mostrar-se confiante que a pandemia não será obstáculo para os planos já definidos.

Nesse sentido, o CEO da KTM afirma que o desenvolvimento de novos modelos não sofreu atrasos. Pelo contrário, o desenvolvimento até acelerou!

Leia também – As vendas de motos estão más? CEO da KTM diz que não!



Pierer acredita que a chegada de novos modelos KTM de média cilindrada será extremamente relevante em países onde a carta de condução A2 é aplicada. Por isso a marca austríaca, em conjunto com a Bajaj Auto, está a desenvolver um novo motor bicilíndrico de 500 cc.

A configuração do novo motor é bastante semelhante à do atual bicilíndrico paralelo de 790 ou 890 cc. Esta terceira versão apenas tem uma cilindrada menor. Stefan Pierer afirma que o desenvolvimento está a decorrer dentro do previsto na Índia, nas instalações da Bajaj Auto em Pune.

Esta nova unidade motriz será utilizada num total de cinco novos modelos: uma aventureira, uma supermoto, uma enduro, uma naked e também numa desportiva.

Para demonstrar que tudo está a decorrer normalmente, ou até mais rápido do que o previsto, Stefan Pierer garante que começaremos a ver as primeiras das novas KTM de média cilindrada chegarem ao mercado em 2022.

Leia também – KTM prepara-se para lançar uma ofensiva completa



Não se sabe ainda qual a prioridade que será dada, mas o mais provável, e tendo em conta o historial da KTM, será que a primeira moto a usar o motor bicilíndrico 500 cc seja a aventureira, seguindo-se a naked e a enduro. A supermoto e a desportiva deverão ser os últimos modelos a chegar ao mercado.

Sem problemas em “abrir o jogo”, Stefan Pierer confirma ainda que este mesmo motor será igualmente aplicado em diversas novidades da Husqvarna.

E por falar em motores do grupo austríaco, ficámos agora a saber que a Husqvarna Norden 901 utilizará uma versão própria do motor que a KTM utiliza na naked 890 Duke R.

andardemoto.pt @ 19-6-2020 11:51:57


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews