Proposta alemã vai dificultar mototurismo na Europa

A presidência alemã do Conselho da União Europeia começa com uma proposta que pretende implementar portagens em todas as autoestradas europeias para reduzir o volume de tráfego de veículos a circular.

andardemoto.pt @ 25-7-2020 09:36:21

De acordo com um relatório a que a agência Reuters teve acesso, a presidência alemã do Conselho da União Europeia, que teve início a 1 de julho e vai durar até final de 2020, começa com uma proposta que vai ter um grande impacto na forma como todos nós viajamos por estrada dentro dos diversos países da União Europeia.

A ideia parte de Andreas Scheuer, ministro alemão dos transportes. E o que pretende Andreas Scheuer ao certo?

A proposta alemã pretende obrigar os países membros da União Europeia a adotarem uma rede de portagens unificada e instalada em todas as autoestradas da Europa. O ministro alemão acredita que desta forma será possível reduzir o volume de tráfego rodoviário, e ao mesmo tempo o valor recebido pelas portagens poderá ser aplicado em diferentes programas ambientais.

Estas portagens são para ser pagas por todos os veículos, incluíndo motos. A exceção serão os autocarros de passageiros.

Leia também - Se quer viajar de moto visite o Re-Open Europe



Para que a proposta de Andreas Scheuer possa ser apresentada ao Conselho da União Europeia e depois possa ser transposta para diretiva comunitária, será necessário que o governo alemão aprove a ideia. E a realidade é que implementação de uma sistema europeu de portagens, tal como está na proposta de Scheuer, não agrada a diversos ministros alemães, pelo que neste momento não se afigura como provável que algo do género venha a acontecer.

No entanto, e porque há sempre essa hipótese, caso venha a ser proposta e aprovada esta ideia de portagens em maior escala na Europa, isso significará que aqueles motociclistas que gostam de viajar terão de recalcular os seus percursos se quiserem evitar custos adicionais.

É um facto que os motociclistas evitam as autoestradas e preferem estradas secundárias onde encontramos mais curvas e os cenários são melhores. Mas também é um facto que por vezes as autoestradas são os nossos “melhores amigos” quando queremos chegar ao destino mais rapidamente.

Resta esperar para perceber se o ministro alemão dos transportes consegue levar a sua proposta até ao Conselho da União Europeia, ou se tudo isto não passa apenas da teoria.

andardemoto.pt @ 25-7-2020 09:36:21


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews