Qual será a potência da Bimota Tesi H2?

Marca italiana já finalizou os testes de desenvolvimento da sua grande novidade. Nascida da colaboração com a Kawasaki, a Bimota Tesi H2 está pronta a “rasgar” o asfalto. Mas será que você consegue adivinhar a potência desta moto sobrealimentada?

andardemoto.pt @ 10-9-2020 13:21:21

Já falta muito pouco para ficarmos a conhecer todos os detalhes da versão de produção da exótica Bimota Tesi H2, o fruto da união entre a icónica marca italiana e os japoneses da Kawasaki que, desde final de 2019, detêm 49% da Bimota numa aquisição que ainda nos vai trazer muitas novidades em breve! Basta pensar na desportiva retro KB4.

Leia também – Bimota KB4 apanhada em testes na estrada

A Tesi H2, que será oficialmente apresentada a 1 de outubro, é a primeira moto nascida sob o signo Bimota / Kawasaki. A versão conceptual desta “hipernaked” foi apresentada no Salão de Milão EICMA do ano passado, e o público reagiu com entusiasmo e expectativa para perceber o que os especialistas italianos iam conseguir fazer e melhorar na já de si muito boa Kawasaki Ninja H2, modelo que serve de base para a Tesi H2.

Pois bem, para além de um quadro totalmente fabricado pela Bimota, a marca italiana pretende que a Tesi H2 ultrapasse a concorrência sobrealimentada pela forma como se conduz.



Todo o conjunto de componentes de ciclística foi trabalhado para garantir um “feedback” muito mais direto e reativo. A fibra de carbono é usada em muitos dos elementos, mas também ao nível das carenagens. Uma tentativa de baixar o peso do conjunto.

Mas a Tesi H2 destaca-se bastante de outras opções do segmento através de outros elementos, como é o caso da sua dianteira, um sistema radical que separa as funções de suspensão e direção para maior agilidade.

A Bimota Tesi H2 utiliza o mesmo motor quatro cilindros em linha sobrealimentado que encontramos na Kawasaki Ninja H2. Muito se especulou sobre qual seria a estratégia adotada pela Bimota ao nível da afinação do compressor volumétrico. Iria libertar todo o potencial do sistema e chegar aos 300 cv da Ninja H2R ou manter a potência nos 231 cv (243 cv com efeito “ram-air”)?

A resposta foi finalmente dada! De acordo com a Bimota, a Tesi H2 irá manter a potência nos 231 cv. Possivelmente a Bimota quereria chegar um pouco mais longe neste particular, mas provavelmente foi “obrigada” a manter a potência neste patamar para evitar ultrapassar a Ninja H2 que é a moto que serve de ponto de partida.



Quanto a cores, e se até ao momento apenas conhecíamos a Tesi H2 “vestida” com as habituais cores Bimota (vermelho e branco) ou totalmente preta no caso da moto usada nos testes de desenvolvimento, a versão de produção estará cobertar por um esquema de cores tricolor que deixa à vista determinadas secções das carenagens para evidenciar a sua construção em fibra de carbono.

E se a potência desta moto italo-japonesa é enorme, o mesmo podemos dizer do seu sistema de escape! A Bimota mantém a configuração de ponteira lateral com um comprimento bastante generoso, mas que acaba por se inserir melhor no conjunto ao ser totalmente pintado de preto.

Também podemos confirmar o que se suspeitava: a primeira “fornada” de produção é bastante limitada. Apenas 250 unidades serão fabricadas, todas com uma chapa de identificação individual e um número de quadro específico. Depois a produção continuará conforme a procura.

E qual será o preço para ter uma Bimota Tesi H2 na sua garagem? Este é um dos valores que a marca italiana mantém em segredo até à data da apresentação oficial do modelo a 1 de outubro. No entanto há informações que apontam para que o preço da Tesi H2 seja acima do 60.000 euros.

andardemoto.pt @ 10-9-2020 13:21:21


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews