Voge ER-10 – Uma naked com argumentos eletrizantes

A Voge apresentou a sua primeira moto elétrica. Disponível em Portugal com um preço muito apelativo, a nova ER-10 conta com argumentos capazes de rivalizar com as melhores 125 cc do mercado. Fique a conhecer a Voge ER-10 ao pormenor!

andardemoto.pt @ 29-3-2021 10:38:28

Aqui no Andar de Moto acreditamos que, tendo em conta determinadas situações, as motos elétricas são uma excelente solução de mobilidade. De facto, na edição digital da nossa revista mensal temos um dossier especial sobre motos elétricas, em que não só destacamos algumas novidades do segmento, como inclusivamente testamos várias propostas muito interessantes.

Com um forte potencial de crescimento nos próximos anos, o segmento das motos elétricas, sejam elas do tipo scooter ou moto de maior dimensão, acaba de ganhar uma proposta bastante interessante. A nova Voge ER-10 é a mais recente moto elétrica disponível em Portugal!

A Voge, marca “premium” do gigante asiático Loncin, e que chegou ao nosso mercado ainda durante o ano 2020, prevê alargar a sua gama de produtos em 2021. E parte da sua estratégia de crescimento está alicerçada na moto elétrica ER-10, disponível desde o mês de março e com um PVP de 6.545€. Pode no entanto ser adquirida neste momento de lançamento com um desconto especial de 300€, o que torna a ER-10 numa proposta bastante aliciante.


Apostando numa imagem agressiva, desportiva e bastante inovadora, a Voge ER-10 apresenta-se ao serviço com argumentos eletrizantes.

O grande destaque, claro, é o seu motor elétrico. Localizado entre o eixo do braço oscilante e o amortecedor traseiro encontramos o motor. Tem uma potência de pico que atinge os 8,9 kW (12,1 cv), sendo que a sua potência nominal é de 6 kW (8,2 cv). O mais impressionante será o seu binário: 41 Nm à roda ou 190 Nm ao motor!

Estes números colocam a Voge ER-10 como uma alternativa válida às mais potentes 125 cc a combustão que encontramos à venda em Portugal, até porque o quadro perimetral dupla trave em alumínio, em conjunto com o braço oscilante também em alumínio, permitem à ER-10 apresentar uma dinâmica descontraída, fácil de explorar, e ao mesmo tempo desportiva graças aos restantes componentes da ciclística.

A este nível temos de destacar a forquilha com bainhas de 37 mm à frente e curso de 115 mm, ou o monoamortecedor com sistema progressivo de bielas, ajustável em pré-carga. A travagem fica a cargo de dois discos (um por eixo), sendo que o sistema é auxiliado por ABS de dois canais independentes.



Numa moto elétrica um dos grandes problemas costuma ser o peso. Mas mesmo tendo em conta as suas dimensões de moto de maior porte, a Voge ER-10 apresenta um peso de 122 kg. De acordo com a marca, a distribuição de pesos é perfeita, 50 / 50, garantindo assim um comportamento neutro.

A bateria de polímeros de lítio da Samsung é responsável por 30 kg do peso total. Com um total de 384 células de 2600 mAh, esta bateria é carregada em 4 horas, oferecendo uma autonomia que varia entre os 135 km a 30 km/h e os 100 km a 50 km/h. A autonomia homologada em modo WMTC é de 75 km.

A bateria está protegida com um sistema de gestão BMS que monitoriza a totalidade das células perante sobrecargas ou descargas, incluindo curto-circuitos, com um equilíbrio que isola a célula afetada para que tudo continue a funcionar.


A ER-10 conta com dois modos de condução: um económico que reduz a velocidade máxima a 50 km/h, velocidade máxima legal em trajetos urbanos, e outro desportivo com o qual se alcança uma velocidade máxima de quase 100 km/h.

É claro que não podia faltar a tecnologia de iluminação LED em todos os seus componentes. O farol emprega dois módulos de alta intensidade sobrepostos para os feixes de médios e máximos, situando-se os dois focos DRL por cima e em ambos os lados do farol.

Como pormenor prático, a ER-10 dispõe de um compartimento de carga por cima da bateria com 16 litros de capacidade, no qual se inclui uma tomada de corrente USB para carregar um telemóvel ou utilizar um navegador GPS.



A ignição “keyless” com comando à distância é de série, e a sua instrumentação baseia-se em dois ecrãs digitais com retroiluminação adaptada à luz exterior por meio de um sensor crepuscular.

O ecrã principal integra a informação mais importante a consultar: velocímetro, nível de carga da bateria de forma percentual e gráfica, autonomia estimada e relógio. No segundo são mostrados os avisos de manutenção, modo de condução e os conta-quilómetros total e parcial simultaneamente, para além de sete luzes de aviso.

Como referimos, a nova Voge ER-10 está disponível desde março nos concessionários oficiais da marca em Portugal, e nas cores branco ou preto.

Galeria de fotos Voge ER-10

andardemoto.pt @ 29-3-2021 10:38:28


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews