Honda NT1100 – Está pronta para viajar!

A marca japonesa volta ao ataque no segmento das turísticas de maior cilindrada. A Honda NT1100 apresenta-se como uma proposta aliciante para os motociclistas que procuram uma moto pronta para viajar.

andardemoto.pt @ 21-10-2021 13:00:02

Viajar de moto é um desejo de muitos motociclistas, desejosos de experimentar a liberdade que uma moto nos oferece enquanto percorremos as mais belas estradas. A pensar nos motociclistas que procuram uma moto pronta para viajar, a Honda apresentou a nova NT1100.

Esta turística japonesa aproveita parte dos componentes da bem conhecida CRF1100L Africa Twin, nomeadamente o seu motor, com a equipa de engenheiros da Honda a conseguir depois redefinir toda a ciclística de forma a dotar a NT1100 com os argumentos necessários a percorrer longas distâncias.

O motor, conforme já referimos, é exatamente a mesma unidade motriz que encontramos na mais recente geração da aventureira Africa Twin. Um bicilíndrico de 1084 cc, SOHC, em que até a potência de 100 cv às 7.500 rpm e o binário de 104 Nm às 6.250 rpm são partilhados com a Africa Twin.


Porém, e consciente que a NT1100 enfrentará desafios diferentes nas longas viagens em asfalto e estrada mais aberta, a equipa de desenvolvimento deste modelo alterou alguns componentes do motor de forma a permitir que o dois cilindros japonês “respire” melhor a velocidades mais elevadas. Com a cambota de 270 graus a garantir uma ordem de ignição irregular, a NT1100 conta com conduta de admissão de ar de comprimento específico, enquanto o escape foi também trabalhado de forma a permitir uma saída mais rápida dos gases de escape.

O resultado, de acordo com a Honda, é uma resposta mais pronta aos impulsos no acelerador eletrónico “Throttle by Wire”, conseguindo uma entrega forte a baixos regimes e mantendo depois a sua força nos regimes mais altos. Simultaneamente, estas alterações vincam ainda mais a sonoridade “rouca” que emana da ponteira de escape colocada em posição lateral baixa, de forma a maximizar o espaço disponível para as malas laterais, que são equipamento de série.

Depois, e como seria de esperar tendo a Honda investido tanto na tecnologia DCT (dupla embraiagem), sendo que as vendas de motos equipadas com DCT já ultrapassaram as 200.000 unidades desde a sua aparição em 2009 na VFR1200F, a nova Honda NT1100 poderá ver o seu motor dois cilindros acoplado a uma caixa manual de seis velocidades, ou, caso o cliente prefira seguir uma via mais tecnológica, dar uso ao DCT e assim desfrutar dos modos automáticos e manual.


O sistema DCT oferece duas abordagens distintas à condução – o modo Automático, com padrões de mudança da relação de caixa pré-programados que monitorizam constantemente a velocidade do veículo, a mudança engrenada, e a rotação do motor para decidir quando deve ser engrenada uma nova velocidade, e o modo Manual que permite ao condutor selecionar a mudança pretendida atuando sobre as patilhas das mudanças no punho esquerdo.

Há duas configurações possíveis dentro do modo AT: o modo “D” com parâmetros desenvolvidos para uma condução descontraída e a máxima eficiência de combustível. O modo "S" oferece 3 níveis de mudanças ainda mais desportivas. O Nível 1 é o mais modesto, trocando as mudanças na gama média de rotação. O nível 3 é o mais agressivo e opera a rotação mais elevada, com o nível 2 num ponto intermédio entre os dois. A seleção preferida também pode ser guardada.



Sendo o motor e embraiagem DCT pontos em comum com a Africa Twin, a Honda NT1100 destaca-se da sua irmã aventureira através de uma ciclística mais estradista. O quadro berço semi-duplo em alumínio, com subquadro traseiro aparafusado e também em alumínio, recebe suspensões Showa à frente e atrás.

Na dianteira a forquilha Showa apresenta bainhas de 43 mm, permite ao condutor afinar a pré-carga, e o curso é de 150 mm. Com o mesmo curso, na traseira a NT1100 dá uso a um amortecedor com regulação hidráulica da pré-carga através de um comando remoto.

As jantes são de alumínio, fundidas em núcleo de areia, o que permitiu obter um centro oco para o cubo da roda dianteira. O design de raios cruzados (com os raios diagonais que se fixam ao aro da jante) oferece vários benefícios: suaviza a vibração da estrada em linha reta e oferece elevada rigidez nas curvas. Os pneus têm dimensões de 120/70-17 à frente e 180/55-17 atrás.

Ao nível da travagem a NT1100 conta com dois discos de 310 mm e duas pinças radiais de 4 êmbolos e baixo peso. Atrás, o disco tem 256 mm e a pinça tem 1 êmbolo. Todas as ações de travagem são controladas por ABS.

Todo este conjunto, coberto por carenagens que se assemelham a uma X-ADV mais encorpada, pesa 238 kg no caso da variante de caixa manual, enquanto a variante DCT vê o peso subir para os 248 kg.


Depois temos ainda a componente eletrónica, imprescindível numa moto turística moderna.

O sistema TBW de acelerador eletrónico gere o carácter e as performances do motor e também o sistema HSTC de controlo de tração. Há 3 modos predefinidos que abrangem uma ampla variedade de condições de condução e 3 níveis de gestão da Potência do motor e do efeito Travão-motor; o nível 1 oferece o máximo de qualquer um destes parâmetros. Em relação ao sistema HSTC e ao sistema de controlo anti-cavalinho, o nível 3 oferece a intervenção mais elevada.

A seleção dos modos é gerida pelo interruptor esquerdo do guiador e um indicador no painel de instrumentos mostra quando o sistema HSTC está ativado.

O modo Urban é o modo base e oferece uma definição muito abrangente e intermédia em termos de potência do motor e efeito travão-motor. O modo Rain reduz a potência do motor e também o efeito de travão-motor para maior segurança em superfícies molhadas e/ou escorregadias. O modo Tour disponibiliza toda a potência do motor e efeito de travão-motor standard, para acelerações fortes com passageiro e bagagem

Adicionalmente, a Honda NT1100 oferece ao condutor a opção de utilizar as suas preferências em termos de eletrónica. Os modos User 1 e 2 permitem personalizar as suas combinações preferidas de definições. Depois de escolhidas, as definições do modo User são memorizadas automaticamente, pelo que o condutor já não tem de as voltar a escolher cada vez que ligar a ignição.


O para-brisas oferece 5 níveis de regulação em altura e ângulo, num total de 164 mm entre a posição mais alta/mais baixa. Em posição baixa, este elemento desvia o ar dos ombros; em posição alta, o ar passa por cima do capacete do condutor. Os punhos aquecidos, tal como o sistema de controlo da velocidade de cruzeiro, são equipamentos instalados de série.

Ao nível da proteção aerodinâmica, a Honda instala na NT1100 pequenos defletores que oferecem proteção contra o vento e contra as intempéries, nas zonas em redor dos braços e da parte inferior do corpo.

O painel de instrumentos é um ecrã TFT sensível ao toque e de 6,5 polegadas, com grande luminosidade e as informações disposta de forma a garantir uma leitura fácil.

O painel permite 3 escolhas de apresentação: Gold mostra todas as informações numéricas e dos modos. O modo Silver centra-se no velocímetro e no conta-rotações e o modo Bronze centra-se só no conta-rotações. A cor de fundo do ecrã tem uma definição por defeito, mais uma escolha de preto ou branco. Os protocolos Apple CarPlay e Android Auto, juntamente com a conectividade Bluetooth, permitem aceder às funções do smartphone através do ecrã TFT.



Ainda ao nível do equipamento de série, e sendo de realçar que a Honda desenvolveu um conjunto diversificado de acessórios oficiais, a NT1100 vem equipada com malas laterais pintadas à cor da moto, com destaque para o volume de 33 litros para a mala esquerda e 32 litros para a mala da direita.

A Honda Portugal confirma que a NT1100 estará disponível nas cores Branco Pérola Glare, Cinzento Metalizado Mate Iridium, ou ainda no Preto Graphite.

Quanto a preço, a Honda Portugal confirmou que o PVP da nova NT1100 DCT no nosso país será de 15.100€. A versão base terá um preço de 14.100€. Esta novidade japonesa chegará aos concessionários nacionais durante o primeiro trimestre de 2022. Fique atento ao Andar de Moto, pois em breve teremos um teste a esta turística japonesa.

Galeria de fotos Honda NT1100

andardemoto.pt @ 21-10-2021 13:00:02


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews