Dakar 2020 – 4ª etapa: Paulo Gonçalves 4º e Cornejo estreia-se a vencer

Piloto chileno da Honda celebrou a sua primeira vitória no Rali Dakar depois de Sam Sunderland ser penalizado. Paulo Gonçalves recuperou do desastre no dia anterior e brilhou com a sua Hero ao fechar a etapa em 4º. Na Geral, Ricky Brabec mantém a liderança e a Honda domina o Dakar.

andardemoto.pt @ 8-1-2020 10:15:00

A 4ª etapa do Rali Dakar 2020 levou a caravana da maior prova de todo-o-terreno do mundo até Al-`Ula. Com partida em Neom, e depois da “Super Maratona” que levou tantos pilotos e motos ao limite, o quarto dia de Dakar teve uma especial de 453 km de extensão com piso misto de areia e gravilha.

Na luta pela Geral das Motos, Sam Sunderland (Red Bull KTM Factory), depois de um terceiro dia para esquecer e onde perdeu a liderança da prova, parecia ter regressado ao seu melhor nível e “roubou” a vitória na 3ª etapa a Jose Ignacio Cornejo (Monster Energy Honda). Porém o britânico foi posteriormente penalizado com 5 minutos adicionados ao seu tempo, devido a ter excedido o limite de velocidade (30 km/h) numa determinada zona do percurso.

Assim, Cornejo, que está na sua quarta participação no Rali Dakar, celebrou então a sua primeira vitória na prova, tendo fechado a etapa com 35 segundos de vantagem sobre o seu companheiro de equipa Kevin Benavides, que por sua vez tem uma desvantagem de 2m30s na Geral para outro piloto Honda, Ricky Brabec, que mantém a liderança do Dakar.


Quem esteve em grande plano na etapa foi Paulo Gonçalves (Hero Motorsports). O piloto português sofreu um golpe bastante duro para as suas aspirações, quando na 3ª etapa teve de perder mais de 7 horas para reparar a sua moto (trocar motor e depois tubo de combustível). “Speedy” Gonçalves recuperou do desaire e voltou ao seu melhor nível, tendo terminado a 4ª etapa em 4º depois da penalização de Sam Sunderland.

Sebastian Bühler (Hero Motorsports) voltou a ficar às portas dos 20 melhores da etapa, terminou em 21º a pouco mais de 15 minutos de Jose Ignacio Cornejo. Fausto Mota (XRaids Team) foi 31º na etapa, Mário Patrão (KTM Factory) foi 42º, enquanto António Maio (Yamaha Fino Motor Racing) teve menos sorte do que os restantes portugueses.

Maio chegou ao bivouac com um atraso de mais de duas horas para o vencedor. O piloto da Yamaha, que vinha a fazer um Dakar bem interessante, sofreu uma queda aparatosa logo no início do dia, e embora não tenha ficado lesionado, a sua Yamaha não teve tanta sorte e obrigou o mecânico de António Maio a trabalho extra para ter a moto em condições para a 5ª etapa do Rali Dakar que vai unir Al-`Ula a Ha’il.


Classificação da 4ª etapa do Rali Dakar



1- Jose Ignacio Cornejo (Honda)
2- Kevin Benavides (Honda) + 00m35 seg
3- Ross Branch (KTM) + 00m55 seg
4- PAULO GONÇALVES (Hero) + 2m11 seg
5- Ricky Brabec (Honda) + 2m48 seg
6- Toby Price (KTM) + 2m59 seg
7- Johnny Aubert (Sherco TVS) + 3m52 seg
8- Sam Sunderland (KTM) + 4m49 seg
9- Skyler Howes (KLYMCIW Racing) + 4m52 seg
10- Lorenzo Santolino (Sherco TVS) + 6m24 seg
21- Sebastian Bühler (Hero) + 15m08 seg
31- Fausto Mota (XRaids) + 40m33 seg
42- Mário Patrão (KTM) + 56m38 seg
86- António Maio (Yamaha) + 2h06m35 seg

Classificação Geral do Rali Dakar



1- Ricky Brabec (Honda)
2- Kevin Benavides (Honda) + 2m30 seg
3- Jose Ignacio Cornejo (Honda) + 8m31 seg
4- Toby Price (KTM) + 12m09 seg
5- Pablo Quintanilla (Husqvarna) + 17m52 seg
6- Sam Sunderland (KTM) + 19m11 seg
7- Joan Barreda (Honda) + 25m20 seg
8- Luciano Benavides (KTM) + 26m30 seg
9- Matthias Walkner (KTM) + 27m03 seg
10- Skyler Howes (KLYMCIW) + 34m28 seg
20- Sebastian Bühler (Hero) + 1h24m27 seg
36- Antonio Maio (Yamaha) + 3h06m28 seg
39- Fausto Mota (XRaids) + 3h30m23 seg
44- Mário Patrão (KTM) + 4h41m11 seg
83- Paulo Gonçalves (Hero) + 7h47m30 seg

Resultados da 1ª etapa do Rali Dakar

Resultados da 2ª etapa do Rali Dakar

Resultados da 3ª etapa do Rali Dakar

andardemoto.pt @ 8-1-2020 10:15:00


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto