MotoGP – “Se alguém fizer falcatruas não será a Honda”

O diretor desportivo da Repsol Honda não gostou do que ouviu. Alberto Puig contra-ataca e responde aqueles que dizem que a Honda será a grande beneficiada desta paragem forçada de MotoGP, e garante que não será a marca japonesa a fazer falcatruas.

andardemoto.pt @ 27-3-2020 11:40:56


Durante os testes de pré-temporada a Honda não se revelou particularmente satisfeita com a performance da nova RC213V. Marc Marquez e Cal Crutchlow foram dos pilotos que mais fizeram notar publicamente que o protótipo campeão não está em 2020 tão bom como precisa estar para enfrentar a concorrência.

Seria preciso mais tempo para poderem continuar a trabalhar no motor V4 da RC213V, pelo que quando o mundial foi obrigado a parar devido à pandemia Covid-19, muitos foram aqueles que apontaram a Honda como a principal beneficiada em termos desportivos com esta paragem. A Ducati, através de Gigi Dall’Igna, foi a marca que mais destacou esta possibilidade.

Porém, Alberto Puig, diretor desportivo da Repsol Honda, depois de ouvir muitas pessoas a falarem da sua marca, decidiu vir a público esclarecer diversas situações.

Em entrevista à Agência EFE, Puig afirma que o congelamento do desenvolvimento dos motores como a Dorna decretou “É justo, ao contrário do que muitos disseram. Como é que nós beneficiamos? Fomos os únicos que entregámos no Qatar o Droi que a IRTA pede às equipas. Os únicos, os outros não o fizeram”.



Alberto Puig confirma que a Honda não tem qualquer intenção de modificar o seu motor pois “um motor não se faz em cinco minutos!”.

O diretor desportivo da Repsol Honda vai depois mais longe nas suas críticas a quem faz afirmações de que a Honda é mais beneficiada nesta situação: “Fizemos o que nos pediram e se durante o campeonato, com as corridas que existam, há polémica, digo já que não será por causa da Honda e com o comunicado da da FIM, Dorna, IRTA e da MSMA isso ficou mais do que claro! Com toda a segurança, se alguém fizer falcatruas neste campeonato não será a Honda”, continuou Puig, deixando já bem definida a sua posição e da Honda sobre esta situação.

Talvez este seja o momento em que a Honda e Alberto Puig decidem passar ao contra-ataque, já a prever uma temporada que, a realizar-se, e ainda sem sabermos como ou quando começa devido a tantas alterações, será uma temporada bastante complicada e curta, onde todos os pontos vão ser importantes para a luta pelo título.



QUER FICAR A CONHECER MELHOR OS PILOTOS E EQUIPAS DE MOTOGP? ENTÃO CLIQUE AQUI E NÃO DEIXE DE VER AS NOSSAS GALERIAS!


Por outro lado, e já numa análise mais técnica ao que aconteceu com a Honda RC213V durante a pré-temporada, Alberto Puig acredita que a situação não é tão má como se “pinta”, até porque no último dia de testes no Qatar a equipa encontrou grandes melhorias.

Mas será que foi por causa do motor V4 ou por causa do pacote aerodinâmico? “Não faz falta que saibam os detalhes, até porque não posso explicar. Mas melhorámos muito!”, conclui Alberto Puig.

andardemoto.pt @ 27-3-2020 11:40:56


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto