Ana Amorim Dias

Ana Amorim Dias

Escritora, advogada, empresária e motociclista

OPINIÃO

Como o Sol de inverno

Não tenho qualquer pudor em assumir que não sou motociclista de costado inteiro: é ver uma nuvem com pinta de chuva, ou sentir o gélido ar das nortadas, e já a princesa fica refém da garagem.

andardemoto.pt @ 14-12-2017 13:31:07 - Ana Amorim Dias

Não me envergonho, longe disso. Gosto de habitar numa cadência confortável de dias passados a conduzir o que quero (ressalve-se o facto da ausência do best seller me inibir aos prazeres de ter um Aston Martin nas mãos) pelas estradas que o instinto, sem razão, escolhe de supetão.


Não me envergonho, sobretudo, porque quando o apetite dela me chega, vem com o sabor da paixão; com a sofreguidão urgente do “já!”; com a certeza de ser a mulher mais rica do mundo; com a emoção do reencontro de quem se conhece de cor... e é precisamente tudo isto que me acelera o batimento, enche a alma e ruboriza as faces, mesmo sob o Sol de inverno, quando partimos juntas em direção a destino nenhum porque o que nos importa é o caminho.


Não, não me envergonho mesmo nada deste amor pleno e apaixonado que, como o Sol de inverno, parece saber aquecer-me com um calor único, só seu.

andardemoto.pt @ 14-12-2017 13:31:07 - Ana Amorim Dias