Teste SYM Orbit III 125 - Mobilidade económica

A pequena SYM Orbit III 125 é o exemplo perfeito de como uma scooter urbana económica pode ser uma boa solução para nos movimentarmos dentro da cidade.

andardemoto.pt @ 23-6-2020 19:30:00 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Sym Orbit III 125 | Scooter | Motociclos A1

Aproveitando o sucesso obtido pela Orbit III 50, a marca de Taiwan decidiu replicar a mesma fórmula numa variante 125 cc. Disponível no mercado nacional desde final de 2018, tivemos agora a oportunidade de testar a SYM Orbit III 125, e perceber o que vale esta pequena scooter de Taiwan que aposta na simplicidade e economia para conquistar os motociclistas.

As scooters são uma forma prática e fácil das pessoas se deslocarem dentro dos meios urbanos, ou até de se iniciarem no mundo das duas rodas. Basta rodar a chave, carregar na ignição, e acelerar. Não é necessário trocar de caixa, nem controlar o travão traseiro com o pé. Está tudo nas nossas mãos.

As scooters revelam uma abordagem mais amigável ao motociclismo. E, nos tempos que correm, em que muitos portugueses têm de fazer contas aos cêntimos na carteira mas não podem deixar de se movimentar, as scooters tornam-se numa opção muito interessante por serem também económicas.

É aqui que entra a SYM Orbit III 125.


Com um PVP que não passa dos 2000 euros, mais precisamente 1999 euros, podemos dizer que a Orbit III 125 é das scooters mais acessíveis do mercado em termos de valor de aquisição. Isso poderia significar que a qualidade dinâmica ou de construção estará abaixo do desejável, mas como eu descobri, isso não é de todo verdade no caso da pequena scooter de Taiwan.

Temos de ter em conta que a Orbit III 125 é uma scooter urbana. Pelas suas dimensões, onde destaco o peso de apenas 99 kg a seco e o comprimento que não chega sequer aos dois metros, quer pelas prestações do motor, esta SYM sente-se como “peixe na água” nos percursos urbanos.

A Orbit III não é, seja qual for o ponto de vista, uma scooter que revele uma grande performance em estradas abertas. Até porque a estabilidade é linha reta é penalizada devido às jantes de pequena dimensão.


O seu motor monocilíndrico de 125 cc recebe o combustível através de um sistema de carburador eletrónico.

Com a potência máxima de 10,2 cv a ser atingida às 8.500 rpm, necessita de bastante espaço para atingir os 90 km/h. Em condições perfeitas o velocímetro consegue indicar os 95 km/h. Sente-se por isso mais confortável a rodar a 80 km/h, e revela uma boa aceleração, pelo que os arranques de semáforo em semáforo acontecem de forma rápida.

Não posso no entanto deixar de destacar que, apesar da falta de fôlego em regimes de rotação mais elevados, o motor Euro4 desta scooter revela uma boa capacidade de recuperação. Mesmo em subidas mais íngremes a Orbit III mantém a velocidade, e caso necessário, o motor responde bem e conseguimos facilmente recuperar até aos 80 km/h.



Desenhada para uma utilização urbana, a SYM Orbit III 125 destaca-se principalmente pela sua agilidade.

As rodas de 12 polegadas garantem que as trocas de direção acontecem de forma instantânea, e com o guiador bem posicionado a garantir uma boa força de alavanca, o condutor sente-se confiante, não necessita de fazer muita força para manter a pequena Orbit III no rumo desejado. Conduzir no meio da cidade deixa de ser um problema.

Tendo em conta que eu tenho 1.85m de altura, achei esta SYM um pouco “acanhada” em termos de espaço para as pernas. O assento está bem desenhado, é esguio, o que facilita chegar com os pés ao solo. Mas a combinação entre a altura do assento e a altura da plataforma obriga a fletir e encolher um pouco demais as pernas para me encaixar.

Nunca cheguei a sentir problemas com o guiador tocar nos joelhos enquanto procurava espaço para passar entre os automóveis. Mas é o suficiente para no fim de um dia aos comandos desta SYM sentir algum desconforto.

Por outro lado, as dimensões compactas da Orbit III 125 garantem que encontrar espaço para passar nos locais mais apertados não será um problema! É fantástica a ligeireza com que esta scooter troca de direção e se movimenta de um lado para o outro.


Em termos dinâmicos, a avaliação da SYM Orbit III 125 é bastante positiva.

A suspensão dianteira, uma forquilha telescópica hidráulica, absorve relativamente bem os impactos. O “feeling” é sempre algo seco, mas ainda assim não se revela incómoda.

Na traseira destaca-se a utilização de dois amortecedores e onde pontifica o A.L.E.H. (Anti-Lift Engine Hanger system). Este sistema evita a tradicional tendência das scooters para o levantamento da secção posterior em aceleração. Neste caso, graças a um aperfeiçoamento do sistema de suspensão e à própria posição relativa do motor face ao conjunto, essa tendência é minimizada.

Em andamento isto traduz-se em maior conforto e estabilidade. Mesmo em inclinação, a Orbit III 125 mantém a trajetória quando aceleramos à saída da curva pois o conjunto não sofre de instabilidade.


Já na travagem a nota que dou é menos positiva.

Tanto o travão dianteiro como o traseiro apresentam um “feeling” duro nas manetes. Isso não permite dosear bem a força de travagem. Felizmente a combinação de disco dianteiro de 226 mm de diâmetro e tambor traseiro disponibiliza potência de travagem suficiente. Tenho no entanto de notar que a unidade testada tinha poucos quilómetros. Será normal que com mais alguns quilómetros em cima a travagem se torne mais aceitável.

Uma última nota para a capacidade de carga.

As dimensões compactas do conjunto não deixam perceber o espaço que temos disponível debaixo do assento. Um capacete jet cabe perfeitamente. E sobra ainda espaço para guardar uma mochila pequena ou bolsa.


Veredicto – SYM Orbit III 125


A SYM Orbit III 125 é uma proposta perfeita para quem anda sempre de um lado para o outro dentro da cidade. Ágil, prática, com uma estética cuidada, esta scooter de Taiwan será uma boa companheira para muitos quilómetros na estrada. É uma trabalhadora incansável, uma scooter que encaixa na perfeição no conceito de mobilidade económica.

Com um PVP muito contido e que se torna bastante apelativo tendo em conta as suas prestações, não posso deixar de destacar também que a SYM oferece 3 anos de garantia extra nos seus modelos acima de 50 cc. Significa isto que a Orbit III 125 apresenta um total de 5 anos de garantia ou 100.000 km!

Neste teste utilizámos os seguintes equipamentos de proteção

Capacete – Shark Spartan

Blusão – Ixon Cobra

Luvas – Macna Outlaw

Botas – REV’IT! Mission

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Sym Orbit III 125 | Scooter | Motociclos A1

andardemoto.pt @ 23-6-2020 19:30:00 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives