Teste Benelli TRK 502X - Aventureira de gema

Disponível no mercado desde 2018, a versão de aventura desta popular moto está mais atrativa do que nunca.

andardemoto.pt @ 2-2-2021 07:56:00 - Texto: Rogério Carmo | Fotos: Luis Duarte

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Benelli TRK 502 X | Moto | Touring

Apesar de não ser nenhuma recordista de ficha técnica, esta Benelli revela-se uma opção muito interessante para quem quer uma moto polivalente, capaz de proporcionar uma condução fácil e prazenteira.

Perfeitamente capaz de uma utilização diária e apta para viajar, mesmo com passageiro, a TRK502 tem conseguido impor-se nas tabelas de vendas europeias, precisamente devido à sua relação qualidade/preço e ao seu porte imponente. 

Basta sentarmo-nos aos seus comandos para percebermos que oferece uma ergonomia bem estudada, com o guiador amplo e os comandos bem posicionados. Sentimo-nos bem instalados dentro da moto, e os pés alcançam facilmente o chão.

Mal se dá arranque, o motor bicilíndrico brinda-nos com uma sonoridade muito interessante, que faz lembrar motos de outro campeonato. Em andamento, a caixa de velocidades revela um accionamento leve e preciso, afigurando-se bastante bem escalonada, o que proporciona uma grande facilidade de condução, sobretudo no meio do trânsito ou em estradas de montanha. 

O motor conta com um binário bastante interessante, que torna a condução extremamente fácil, sem exigir que se troque de mudança frequentemente, mostrando uma boa resposta ao acelerador, mesmo a regimes tão baixos como as 2.000 rpm, parecendo ter bastante mais do que os 50 cv declarados na ficha técnica.

Claro que, de uma cilindrada tão baixa, pelo menos para os padrões atuais, não se podem exigir prestações alucinantes, mas a Benelli TRK 502X não foi concebida com esse propósito. As relações de caixa bastante reduzidas conseguem proporcionar arranques bastante dignos, retomas muito interessantes, e o preço a pagar é apenas o de uma velocidade máxima bastante modesta, a rondar os 160km/h. No entanto, mesmo com malas generosas, a essa velocidade não se notam quaisquer sinais de ondulação ou instabilidade.

A embraiagem é relativamente leve e se algum defeito houvesse a apontar, seria ao facto da manete estar bastante afastada do punho, o que poderá dificultar a vida a quem tiver as mãos pequenas. Até porque, apesar de também ter regulação, com a manete do travão dianteiro acontece a mesma coisa. Precisamente por isso a travagem vê-se um pouco prejudicada, exigindo um grande esforço na manete para que as pinças de 4 pistões mordam os dois discos com convicção. 

Os pneus Metzeler Tourance inspiram bastante confiança e mesmo quando se aperta a manete do travão com bastante convicção, conseguem proporcionar uma boa resposta, sem que o ABS se manifeste.

Em termos de suspensão, a forquilha com uns impressionantes 50 milímetros de diâmetro, mostra um comportamento muito bom, garantindo uma boa leitura da estrada, uma grande firmeza em curva e registando pouco afundamento sob travagem.

O amortecedor traseiro, assente em bielas, permite uma grande amplitude de afinações, e apenas se lhe pode “criticar” a falta de regulador remoto da pré-carga. Mesmo quando abusada, em caminhos de terra, mostra uma resposta bastante acima da média.

Económica em termos de investimento e de consumo, com um preço de apenas 6.480 euros, a gastar cerca de 5 litros/100km e com intervalos de manutenção a cada 6.000 quilómetros, esta Benelli surpreende pelo nível de acessorização de série. 

A TRK502X vem equipada com jantes de raios (sendo que a dianteira é de 19 polegadas), proteções de motor e cárter, proteções de punhos, descanso central e um ecrã pára brisas de grandes dimensões, que apesar de não ser regulável em altura, conta com defletores laterais para aumentar a proteção do condutor e do passageiro.

Os poisa-pés do condutor são revestidos a borracha, mas permitem que esta seja removida, revelando uma superfície que garante uma maior aderência do pé, em utilização fora de estrada.


A Benelli TRK 502X, mal sai do stand, está preparada para nos levar a todo o lado com grande conforto. Proporciona uma boa capacidade de carga e as suspensões revelam-se bastante confortáveis. A posição de condução descontraída permite grandes tiradas sem causar fadiga.

À boa proteção aerodinâmica e ao muito espaço disponível para ambos os ocupantes, junta-se ainda o facto de o passageiro contar com uma posição excelente e uma grande visibilidade devido ao assento elevado que é independente do condutor.

O painel de instrumentos é facilmente legível e apresenta muita informação, não faltando sequer os indicadores de mudança engrenada e de nível de combustível, nem uma tomada de corrente bastante acessível, muito perto do guiador. Também os espelhos retrovisores estão bem colocados e garantem uma boa visibilidade.

A qualidade de construção salta à vista. O baixo nível de vibrações emitido pelo motor e a ausência de ruídos parasitas, são disso um bom exemplo, a par com o bom acabamento das soldaduras do quadro. Iluminação por LED integral, farol dianteiro com uma boa potência, botões dos punhos iluminados, são outros fatores que saltam à vista.

Dinamicamente a Benelli TRK 502 surpreende pela positiva, revelando-se bastante ágil no meio do trânsito graças à boa brecagem, mas também fácil de inserir em curva e manter trajetórias, mesmo a ritmos elevados.

Fácil de manobrar, apesar dos seus 213 quilos a seco (mas já a contar com todos os acessórios), esta aventureira polivalente pode perfeitamente ser a solução para quem pretende uma moto para usar diariamente ao longo de todo o ano, e ainda partir em viagem de férias ou fazer belos passeios ao fim-de semana. Sobretudo se pretender levar pendura, já que no seu segmento e pelo seu preço, dificilmente se encontram alternativas que possam proporcionar tanto conforto.

Em breve chegará ao nosso mercado a versão Euro5 da Benelli TRK 502X, que será basicamente igual a esta versão (de 2020), com diferenças mínimas sobretudo ao nível da electrónica.

E será expectável que alguns dos problemas que afetaram alguns dos primeiros modelos, nomeadamente ao nível da montagem, venham definitivamente resolvidos, já que a Benelli se posiciona cada vez mais como uma marca de qualidade, com pretensões a ter, a curto prazo, novas gamas de motociclos de maior cilindrada.

Malas Shad Terra

As malas Shad Terra, que equipavam esta unidade de teste, são igualmente representadas em Portugal pelo mesmo importador da Benelli, a Multimoto, e são uma de três opção que podem ser instaladas na TRK502X.

Já tinha tido oportunidade de conhecer estas malas em aço inoxidável extremamente leves e muito resistentes, de desenho muito agradável e pode encontrar uma descrição mais detalhada e os preços, se clicar aqui


Neste contacto físico com as Shad Terra gostei sobretudo da facilidade com que se podem colocar ou retirar as malas da moto, graças ao sistema de fecho duplo com fechadura, que incorpora uma asa de transporte.

Gostei também do rebordo em borracha que envolve todas as arestas das peças em alumínio e que nos evita cortes e entalões dolorosos nas mãos. A borracha serve também de vedante e o fabricante promove as Terra como sendo herméticas, no entanto, bastou uma simples chuvada para que as malas laterais metessem alguma água.

Não muita, mas a suficiente para nos obrigar a tomar providencias se não quisermos ser surpreendidos. Uma nota ainda para as convenientes aplicações em plástico existentes na parte inferior do exterior, e que protegem as malas laterais em caso de queda.

O seu generoso tamanho e o baixo peso tornam-nas ideais para as grandes viagens com muita bagagem. Apesar de volumetricamente ser possível arrumar um capacete em cada mala lateral, na prática, as bolsas plásticas instaladas na sua parte inferior, impedem a entrada do capacete, a menos que se trate de um pequeno “jet”.

A Top Case conta com quatro pontos de fixação na tampa, que permitem segurar esticadores, ou uma aranha elástica, e assim aumentar ainda mais a capacidade de carga. Pena que o encosto do passageiro seja vendido em separado.

Veja a Benelli TRK502X em pormenor:

Equipamento:

Neste teste usámos o seguinte equipamento de proteção e segurança.

Capacete Nolan N100-5  Plus

Luvas REV’IT Arch

Fato Rev’It! Poseidon 2 GTX

Botas TCX Clima Surround GTX


Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Benelli TRK 502 X | Moto | Touring

andardemoto.pt @ 2-2-2021 07:56:00 - Texto: Rogério Carmo | Fotos: Luis Duarte


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives