Contacto Macbor Montana XR1 - Quando menos é mais

Sendo a Montana XR1 o modelo mais vendido da Macbor, esta oitavo de litro regressa com novos argumentos e mais predisposição para a aventura.

andardemoto.pt @ 21-8-2023 07:04:00 - André Sanches

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Macbor Montana XR1 | Moto | Trail

Muitos dos aficionados pelas grandes aventuras de moto sonham em ter uma “Big Trail”. E, por vezes, esse sonho cai por terra quando se apercebem da dificuldade de controlar uma moto com mais de 200 kg fora de estrada. Muitas vezes, isto resulta numa frustração que leva esses motociclistas a evitarem enveredar-se por trilhos com os seus “motões”. E se mais é menos, há situações em que o inverso também se aplica.

É o caso da Macbor Montana XR1, a qual fomos convidados para um primeiro contacto numa zona famosa pelas belas paisagens, pelos desportos de inverno e pelas divinas estradas: a cordilheira dos Pirinéus.


Com argumentos firmes para proporcionar grandes aventuras de forma cómoda e também divertida, a Macbor XR1 faz parte do segmento de 125 cc com caixa, mas apresenta características distintas das concorrentes, que fazem dela uma excelente aposta para os motociclistas novatos que têm uma paixão por sair do asfalto.

Tendo em conta que estamos aos comandos de uma moto com uma unidade motriz de 125 cc, que produz 12,6 cv de potência e 9,6 Nm de binário, não podemos exigir velocidades alucinantes, o que eventualmente tem o seu lado bom, devido à cada vez maior presença de radares nas estradas. 

Entretanto fora destas, o motor monocilíndrico arrefecido por líquido e que incorpora um contra peso da cambota para reduzir as vibrações, evidencia-se frenético e bastante linear sem hesitações até atingir os regimes mais altos. Para nos auxiliar na escolha do regime correto temos disponível ao nosso pé e mão esquerdos um direto seletor de mudanças e uma leve manete de embraiagem.


O avantajado depósito de combustível com 14 litros de capacidade tornará as aventura mais longas, fruto de um consumo indicado pela fábrica a rondar os 2,5 litros aos 100 quilómetros, e que resultam numa autonomia total de aproximadamente 500 quilómetros.

Um dos pontos que normalmente ficamos curiosos por conhecer é como trabalha todo o conjunto ciclístico. A Montana XR1 tem suspensões com um bom curso para os trilhos, onde as mesmas têm um comportamento acima da média e que surpreendentemente, no asfalto, não transmite receios ao motociclista, como o excessivo bambolear em curva ou afundamento sob travagem, acabando por oferecer um elevado conforto ao motociclista.


A eficaz travagem, quer na frente quer na traseira, proporciona uma mordida de fácil dosagem e forte quando necessária para abrandar os cerca de 160 kg da Montana XR1. Não possui ABS, mas o pedal de travão trava automaticamente a roda traseira e também a roda frontal, esta com menos intensidade. Uma característica que pode ser de utilidade discutível no que toca à condução fora do asfalto.

Tal como a Macbor Rockster 125, o seu design foi totalmente concebido em Espanha para lhe conferir uma aparência mais “europeia”. A sua secção dianteira é inspirada num tubarão, com linhas suaves e apelativas onde é inserido o favorável defletor aerodinâmico e, abaixo deste, a iluminação full LED, as crash bars e a proteção do carter.

Protegido pelo defletor frontal, o painel de instrumentos com 5 polegadas de diagonal é retroiluminado por LED e garante uma ótima visibilidade mesmo com a luz solar a incidir sobre o mesmo. Este contém em si as informações necessárias para nos auxiliar durante a condução (mudança engrenada, temperatura do líquido de refrigeração, conta-rotações, velocidade, odômetro e horas).


Com mais de 100 km realizados aos comandos da Macbor Montana XR1 podemos afirmar que a posição de condução natural, com costas direitas, e o fácil acesso ao solo, no caso dos motociclistas mais baixos, tornam-na numa moto muito confortável e apta a percorrer grandes distâncias. Nos trilhos, a condução em pé é igualmente fácil e permite um elevado controlo da Montana XR1.

Embora as motos testadas não estivessem equipadas com as 3 malas, estas promovem uma capacidade total de 70 litros (35L top case, 20L e 15L nas laterais). Além do mais a top case vai garantir um maior conforto ao pendura devido ao encosto integrado.

Não é regra, mas ocasionalmente, menos é mais. Neste caso, podermos optar por uma moto económica, que não paga IUC, que pode ser conduzida com carta de categoria B1, que se demonstra leve e ágil dona de uma excelente autonomia e qualidade de construção, o que nos leva a ponderar as nossas escolhas. A Macbor Montana XR1 facilmente nos transporta nos meios urbanos e ao fim de semana, nos tempos livres, e faz-nos conhecer trilhos que, se calhar, com uma big trail, não nos aventurávamos a explorar.

Contudo, os gostos são sempre discutíveis e no final o importante é estarmos contentes com as nossas escolhas. Mas por um preço de 3.999€ com 3 malas incluídas, a Macbor Montana XR1 irá certamente ser, para muitos, um assunto a pensar quando deitarem a cabeça na almofada ao final do dia.

Equipamento:

  • Capacete: Schuberth E2

  • Blusão: RST Pro Series Adventure X 

  • Luvas: REV'IT! Striker 2

  • Calças: RSW Peter

  • Botas: TCX Jupiter 5

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Macbor Montana XR1 | Moto | Trail

andardemoto.pt @ 21-8-2023 07:04:00 - André Sanches


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives