Susana Esteves

Susana Esteves

Jornalista e motociclista

OPINIÃO

Uma mota partilha-se?

Cresci a ouvir dizer que há coisas que não se partilham. Mas, com o argumento certo e os benefícios bem analisados, se calhar a regra pode sofrer algumas exceções.

andardemoto.pt @ 29-12-2021 18:18:03 - Susana Esteves

Esta semana fiquei a conhecer o Riders Share – uma comunidade de partilha de motos que deita completamente por terra a velha expressão portuguesa.

O esquema é simples: o “cliente” escolhe uma cidade, um dia, uma mota e segue viagem. As motas são disponibilizadas pela comunidade registada. A troco de quê? Dinheiro, óbvio. Esta não é uma comunidade da boa vontade, é um marketplace, mas com valores muito abaixo daqueles praticados pelas companhias de aluguer e com uma dinâmica muito mais interessante. O dono da moto define o preço e o seguro (especial) “vai no pacote”. A comunidade (EUA) tem mais de 100 mil registados.

Depois de ler alguns testemunhos e de ver o retorno financeiro para alguns motociclistas dei por mim a pensar: Conseguia emprestar a minha moto a quem pagasse e juntar-me a uma comunidade destas?

A resposta foi um claro e assertivo… Nim.

Não sou fã de emprestar motas, com algumas exceções, mas confesso que a “experiência” que esta comunidade oferece até me agrada.

É uma ótima opção para quem gosta de experimentar várias motos (sem ter de as comprar), para quem gosta de viajar, e não tem o motor ou a estrutura necessária, ou para os motociclistas infiéis que não se conseguem comprometer com apenas uma. Encaixa no meu perfil na perfeição.

Mas, por outro lado, exige uma relação desapegada com a companheira de duas rodas e eu aí posso ter um problema com isso… E se vai e não volta? E se volta ferida?

Eram capazes de entrar numa comunidade destas?

Boas curvas

30-05-2021

andardemoto.pt @ 29-12-2021 18:18:03 - Susana Esteves

Outros artigos de Susana Esteves:

Perco a cabeça ou arrisco perder a cabeça?

Os estafetas das empresas de entregas são ninjas?

Com curvas ou sem curvas

Partida. Largada. Tudo a tirar o pó dos punhos!

Mitos, ditos e mexericos

Quatro patas em duas rodas

Equipamentos que não precisamos, mas que depois não podemos viver sem eles

Quer uma moto? Tire senha e aguarde a vez

Quem arrisca… às vezes petisca o que não quer

Mulheres motociclistas nas compras? Não há opções, não há vícios.

Amor sem idade

Automáticas: sim ou não?

Vendo, não vendo. Vendo, não vendo

Podia ter sido o dia perfeito… não fosse o raio da porca

Próxima paragem: (A definir)

Arrisco a multa ou arrisco o encosto?

A paixão pelas motos passa com a idade?

Motoclubes: esses antros de má vida

Cuidado!! Motociclos aumentam risco de sociabilidade

Quem corre por gosto…

Problemas na mota? Eis o manual de sobrevivência!

O vírus do motociclista virgem

Oitos: o bicho mau das aulas de condução

Proibição de andar de mota: como sobreviver à ressaca

A minha primeira vez

A melodia de um belo ronco

Filho de peixe não sabe nadar porque eu não quero!

Foge que é pendura!

Mota roubada, trancas à solta

Viagens longas de 125: há rabo que aguente?

Andar de mota: o lado menos sexy da coisa

Motociclista: esse bicho raro

Sexo, motores e pecado

Afinal somos grandes (mas só na altura de pagar)

Inverno em 2 rodas

As regras são para…

Inteligência ou mariquice?

Férias em duas rodas - Não negue à partida uma experiência que desconhece

Férias em duas rodas - Não negue à partida uma experiência que desconhece

Falta-nos um “bocadinho assim”…

Segurança ou liberdade?

Motoshow 2017: É pró menino e prá menina

O tamanho importa?


Clique aqui para ver mais sobre: Opiniões