OPINIÃO

A Ducati e Doug Polen

Dos pilotos que fizeram história no Mundial de Superbike, poucos são mais carismáticos que o Americano Doug Polen, uma estranha combinação de implacável em pista e descontraído fora dela...

andardemoto.pt @ 5-9-2017 19:21:11 - Texto: Paulo Araújo

Doug e Diane em Jarama

Doug e Diane em Jarama

O actual domínio do Mundial de Superbike pela Kawasaki com Johnny Rea faz-me lembrar outra época, quando a Ducati começou o seu domínio do mesmo Campeonato. Não foi uma coisa natural nem automática, de facto, os dois primeiros títulos de Freddie Merkel não foram tanto a Honda a ganhar, como foi a Ducati a perder.

Só um par de anos depois, com Raymond Roche assistido por Rolando Simonetti, um franco-italiano hábil com as motos de Bolonha, é que a Ducati sacou o primeiro dos seus 15 títulos em Superbike.

No ano seguinte ao título de Roche, 1991, chegou ao Mundial a Fast by Ferracci, trazendo com eles Doug Polen. Polen era um texano, embora nascido em Detroit, com fama de duro dos seus tempos na Suzuki Yoshimura (tinha de usar um enchumaço na bota esquerda por ter perdido os dedos do pé numa queda em Daytona) e no entanto, era o intelectual dos pilotos da Superbike.

Aos 20 anos, uma década antes, tinha parado de correr para se concentrar em negócios, regressando só 6 anos depois, e era um informático capaz, tendo inclusivamente ajudado a desenvolver o programa que a Ducati usava para retirar os dados de telemetria das motos.


Assen, em 1992

Assen, em 1992

Para a Ducati, a chegada de Eraldo Ferracci com a sua equipa, foi uma benesse... ganhavam um piloto competitivo à partida e ainda poupavam dinheiro na organização da equipa... A famosa NCR de Rino Caracchi, que anos depois alinharia com Miguel Praia e Garry McCoy no mesmo Mundial, nessa altura já gerida pelo sobrinho Stefano, era parte da equação, mas a diferença era mesmo a capacidade de pilotagem de Doug Polen: No seu primeiro ano no campeonato, ganhou nada menos que 17 mangas, conquistando pelo caminho 6 "poles", inúmeras voltas mais rápidas e vencendo por boa margem ao fim da época.

Polen não era um piloto físico que se envolvesse em lutas corpo a corpo... ou era simplesmente mais rápido, ia para a frente e ganhava sem oposição, ou se alguém se estava a encostar a ele, deixava-os ir e contentava-se com um pódio... só que essas ocasiões eram menos frequentes que as primeiras!

Considerando o quanto os pilotos podem ser supersticiosos ou precisar de se alhear de tudo à sua volta antes de uma corrida, Polen era o absoluto oposto: totalmente relaxado, trocava anedotas com a esposa Diane e com os jornalistas na grelha de partida, momentos antes de uma prova (foi assim que fiquei a saber que o programa de telemetria era dele!)  e era um homem atento aos detalhes, a quem pouco escapava:


Polen em acção

Polen em acção

Uma vez, pedi-lhe que me autografasse um cartaz dele na 888, que ainda hoje possuo, pensando que me conhecia apenas de vista, como mais um jornalista estrangeiro. Sem mais perguntas, escreveu em letras garrafais: “Para o Paolo (sic)... Curti a época e obrigado pela cobertura! Doug Polen #1”

Em 1992, ano do seu segundo título, prometeu que fazia um churrasco à texana em Paul Ricard, por ocasião do seu aniversário a 2 Setembro, e cumpriu... cozinhando de avental e chapéu de chef para todo o “paddock”!

Uma das suas anedotas favoritas era como tinha comprado uma casa ao lado da de Eddie Lawson num condomínio à borda de um lago (penso que perto de Pomona na Califórnia) “para pedir emprestado ao Lawson os brinquedos dele”, que eram Ferraris, jet-skis, lanchas a motor, etc.

Fosse como fosse, e habilmente secundado por pilotos como Falappa ou Roche, Polen ajudou a pôr a Ducati no mapa como dominadora no Mundial de Superbike, posição que a marca de Bolonha manteve durante muitos anos... 

Um pouco depois, ainda ganhou as 8 Horas de Suzuki com a Honda e o Mundial de Resistência. Manteve também um recorde de 18 "poles" no Campeonato americano até à chegada de Mat Mladin em 2006...


andardemoto.pt @ 5-9-2017 19:21:11 - Texto: Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto